2006/04/04

Rotunda aérea ou ratoeira aérea?


Mais um engarramento. Motivo: choque em cima da rotunda rodoviária sobre o IC2 entre Leiria e Boa Vista. Estes acidentes são diários visto que quem vem de Leiria, tem que subir à rotunda, contorná-la em 50%, voltar a descer e retomar o IC2 para prosseguir viagem na direcção Norte.
Ao entrar na dita os choques entre os que estão a circular na rotunda e os que sobem são frequentíssimos.
Não será possível resolver este ponto negro da circulação automóvel naquela zona?
E a questão dos que se baralham com a sinalização contraditória quando pretendem seguir para Norte e não percebem porque é que têm que passar por cima da via em que seguem?!
Que rico alfobre de multas!

asn

2 comentários:

Luís Monteiro da Cunha disse...

Verificando cada post, com a devida atenção, fico como tu, surpreso com a ausência de comentários...

De temas variados, excelentemente apresentados, uma grafia cuidada e um português acessível e escorreito, penso que merecia mais de quem visita, mesmo de passagem, como eu, que não conhecia.

Conheço minimamente o local e a rotunda referida. Por acaso passei aí no verão passado várias vezes e pelo menos nas horas de ponta, reconheço que é uma selvajaria sem escrupulos, mas como era verão, pensei tratar-se de condutores veraneantes, como eu, que procurava ver tudo de uma só vez, embaraçando o trânsito... prometo voltar um dia destes fora da época estival para confirmar...lol

Gostei essencialmente da maneira cuidada na apresentação de cada tema e verifiquei que não é insensivel à cultura e apresentação da mesma, o que comprovei no artigo da apresentação do livro.

Abraço

asn disse...

Caro amigo

Muito obrigado pela sua visita e pelas considerações que teceu acerca d meu blog.
A verdade é que, durante muito tempo, não me debrucei sobre esta notável forma de comunicar e de partilha.
Gostei imenso do seu blog, a consultar frequentemente, o que vou passar a fazer.
Viva a poesia, seja formal sob o ponto de vista literário seja, como eu aprecio sobremaneira, poesia pura e simples, aquilo que cada um de nós sente e mostrar-se tal como é, as suas próprias emoções e sentimentos.
Que importa a forma. Poesia é poesia...

Até uma próxima, caro amigo