2007/04/09

Protecção das dunas?!

(clicar em cima das fotos para ampliar)
Praia do Pedrógão, 8 de Abril de 2007.
Onde está o exemplo? Gasta-se o dinheiro em campanhas de protecção das dunas e de promoção da Praia do Pedrógão, concelho de Leiria, e o resultado está à vista!...
Será que o dinheiro necessário à manutenção desta zona se esgotou? Terá sido gasto com racionalidade?
Mais comentários para quê?
E esta foto não diz tudo o que de degradante se passa ao longo de toda a marginal do Pedrógão: passadiços destroçados, garrafas de vidro e outro lixo! Como se já não bastasse a deslocação desregrada das areias da zona Sul, deixando à vista, praticamente ao nível do mar na maré baixa, rochas em vez do volumoso areal doutros tempos!...

Efeitos das alterações climáticas? E a mãozinha do Homem?!...

Posted by Picasa

3 comentários:

Tozé Franco disse...

O efeito de estufa tem as costas largas. E as outras asneiras ambientais que sa vão fazendo por aí? E o pesoal que quer construir em cima do mar e depois reclama porque o mar lhe entra pela casa dentro?
Sabe que no tempo da outra senhora chegou a ser proibido reconstruir os palheiros na Tocha e em Mira, quando é otipo de construção mais adequado às zonas dunares?
A natureza deu-nos uns país boneito mas que nos encarregámos de destruir.

al cardoso disse...

E nao aprende-mos, caramba! Nem com as noticias do avanco do mar em varias partes!

Um abraco d'Algodres.

Zé Lérias disse...

Cada vez que escrevo no meu blogue, dando conta de uma pequeníssima parte do que penso que vai mal neste país, fico sempre com a sensação de que sofro de qualquer problema mental, o qual me encaminha para dizer mal de quase tudo o que é obra dos nossos políticos.
Infelizmente parece que não tenho que consultar, por agora, nenhum serviço de psiquiatria...
ou então, também tu, amigo António (e outros amigos), tens que te sujeitar, no mínimo, a uma consulta de oftalmologia e otorrinolaringologia... ;););)

Não é só por causa da camada de ozono que a praia do Pedrógão e muitas outras praias se encontram com problemas de arrastamento de areias, como todos sabemos.
O caso que reportas também não é virgem, ao nível das dunas e lixos amontoados nos areais.
Até na cidade onde vivo, que não é praia (e olha que até ajudei a colocar na Câmara os actuais edis), se vêm coisas que era pouco vulgar verem-se no tempos do manholas de santa comba: São jardins descuidados, são placas publicitando obras camarárias abandonadas nos passeios muitos meses depois das obras terminadas, são ruas esburacadas, enfim...
E é aqui, nestes e noutros desleixos imperdoáveis (falta de zelo), a que a camada de ozono é alheia, que devemos ficar ainda mais preocupados no presente e no futuro.
A qualidade dos homens que colocamos nos poderes está cada vez mais baixa.
Mas, afinal, não devemos ficar admirados já que, segundo consta por aí, muitos diplomas de cursos superiores (e os outros), são certificados aos domingos...

Um abraço e até sempre.