2007/06/06

Amieiros do Lis e do Lena


Um amieiro (alnus glutinosa) junto à ponte dos Caniços, em Leiria. Muitas outras variedades de árvores se podem apreciar naquela zona do rio, no seu próprio leito, em tempo seco e nas suas margens: salgueiros, amieiros, choupos, plátanos, freixos e outras, até pinheiros.
Toda a zona marginal do Rio Lis(*), desde S. Somão até às Almoinhas, passando pelo centro ribeirinho da cidade, foi alvo de obras de requalificação no âmbito do chamado "Programa Polis". Ao longo de todo esta marginal foram construídas vias e pontes pedestres (ao mesmo tempo ciclo vias, talvez seja de regular a difícil convivência entre estas duas vertentes de fruir os tempos livres) que estão a começar a ser muito procuradas pela população. Também foram instalados muitos bancos de jardim estrategicamente colocados de modo a que as pessoas possam apreciar o leito do rio, em dois pontos da cidade transformados em autênticos lagos/espelhos de água.
O resultado é deslumbrante! Para já!
Asim a água não falte ao Lis!...E se preservem outras vertentes ambientais, de modo a que a Natureza não nos desampare!...
-
(*) Também no Rio Lena. O Lis e o Lena correm, de mansinho, um ao encontro do outro, até que se abraçam e fundem-se, num só, à entrada das terras de Ulmar. E lá vão, os dois, juntinhos, num derradeiro devaneio esforçado, até ao mar da Vieira!...
-
...
Rio que se fez tinta,
em versos para sempre repetidos
por ventos nas ramadas dos salgueiros,
por gemidos nas noras embaladas.
...
Lis & Lena (Saga Imaginária)
Ed. Folheto 2007, ISBN 978-972-8821-77-7
Luís Vieira da Mota
Posted by Picasa

12 comentários:

ManuelNeves disse...

Viva!

Um Amieiro, ali
Um Banco aqui
Um beijo escondido
Um cão perdido
Uma festa, uma Alegria
Uma cidade, Leiria


Um Abraço
Bom feriado

greentea disse...

e se mais os espalhassem ....
aqui pelas minhas bandas só vejo deitar árvores abaixo para alargar a famosa IC19 - só se vê betão e asfalto on dantes havia árvores frondosas...

arte por um canudo 2 disse...

Sempre interventivo!..Bom feriado.

guilherme roesler disse...

Arvore bela, surpreende-me que ainda esteja com vida. Aqui onde moro, o desrespeito a natureza é flagrantre.

Tozé Franco disse...

Caro António:
Num pequeno intervalo entre correcções, aproveitei para passar por aqui e desejar-lhe um bom fibnal de semana.
Um abraço.

Cristina Seabra disse...

Olá, viva
Acedi a este espaço através do blog do meu amigo Tó Zé Franco- é bom ver que muitos cidadãos se conscencializam com a vital importância de PRESERVAR PAISAGEM E RECURSOS e se preocupam cada vez mais com a qualidade do ambiente que temos.
um abraço
PS estive em Leiria recentemente mas infelizmente não tive tempo de apreciar o que descreve- para a próxima...

Ana Ramon disse...

Olá amigo,
Fiquei contente com estas fotos e a esperança de que nem todas as árvores são para abater.
Por cá vamos indo melhor, felizmente. E há tanto para fazer :))
Um beijinho grande

Professorinha disse...

E eu que gosto tanto de árvores :) Têm um verde tão bonito!

Fica bem :)

asn disse...

Queridos amigos/as
Muito me sensibilizam as vossas amáveis e sentidas palavras. Não é possíve ficar-se alheio à beleza e ao sentimento de espanto face a tanta simpliciade, da maior complexidade que possamos imaginar. Que força esotérica conduz a Vida? Deus, dizemos a maioria de nós! Pois, que seja DEUS!...
Mas que a Natureza é Deus, ELE próprio, eu não consigo pôr em causa!
Bom fim de semana.
Abraços e beijinhos.
António
- lá fora vai a tocar uma fanfarra com gaita de foles e bombos a anunciar os Santos Populares, oganizados pelo Bairro dos Anjos, aqui em Leiria. E eu, a fazer um interregno no IES (Mais uma daquelas coisas do Simplex...vamos lá a ver se conseguimos simplificar a vida!???!!!...quem me dera poder andar po aí, ao menos no fim-de-semana!).
Fui à varanda. Tiei uma foto. Vou mostrá-la no post a seguir.

Um Momento... disse...

Passei , gostei de ler
Sempre a aprender:)
Um excelente fim de semana :)

olho_azul disse...

Apoveito para desejar um bom fim de semana!

Flor disse...

António

Com um post de tanta simplicidade e beleza! Realmente, que fios nos conduzem a todos?
Que tanta harmonia pode haver dentro das pessoas que por aqui passam, que por la tambem passam , estaremos presenciando uma revolução pacífica de seres apaixonados pelas coisas lindas e simples da vida?
Beijo amigo