2007/08/19

Só visto!



Bem prega Frei Tomás!...

1) O poste de iluminação pública está sujo porque desde a sua instalação, já lá vão uns bons anos, nunca lhe foi retirado o papel colado que o envolvia para efeitos de transporte;

2) As cadeiras devem ser pertença dum bar aqui mesmo ao lado (do qual se ouve o ruído suficiente para ser praticamente impossível trabalhar ao serão ou dormir, a não ser a partir das tantas da madrugada, nos andares por cima) . São da cor que se vê, perfeita sintonia com o Largo da Sé Catedral de Leiria, e parece que é para ali estacionarem "ad eternum"!;

3) Não seria de se pintar (ao menos isso) as paredes da casa onde, por sinal, trabalhou como Administrador do Concelho, o grande Eça de Queirós, ele próprio (no 1º andar - na extrema direita da foto vê-se a varanda do que foi o seu gabinete - da esquina com a Rua da Vitória)?;

4) Porque não retirar, pura e simplesmente, o sinal de estacionamento proibido, o que está no meio do Largo?

5) Não se vê nesta foto, mas junto à escadaria para o Adro da Sé, existe o local, no chão do passeio, onde era suposto estar um Jacarandá, igual aos que estão à vista. Volvidos uma data de anos ainda ninguém se lembrou de lá plantar outra árvore! Temos que ser nós, os "moradores" daquela zona, a tomar a iniciativa de o fazer? Mesmo assim, não acabaríamos por ser multados?

Haja mais respeito pelo Centro Histórico de Leiria!

(clic para ampliar e para melhor se entender as incongruências entre o sermão do painel e a prática)

Posted by Picasa

8 comentários:

guilherme roesler disse...

Asn,

infelizmente este é o retrato do patrimonio de nossas cidades.

Aqui também é assim.

Na maioria dos casos, quando das contruções ficarem velhas, simplesmente derrubam tudo.

Varios centros historicos já viraram almplos estacionamentos de carros nos centros das cidades.

Abraços, Guilherme

asn disse...

Olá Guilherme
Boa noite, Bom dia aí.
Estou muito chocado com algumas coisas que se passam nesta cidade. E não é só de agora. E o que mais me revolta é que a opinião do povo não é tomado na devida conta. Aliás parece que os órgãos decisores a partir dos gabinetes fazem gala em não tentarem indagar junto das pessoas que as poderiam ajudar de qual a sua opinião. Decide-se a régua e esquadro e pronto. Reclamações, depois logo se verá. Quantas vezes quando já não há remédio.
Um abraço
a s nunes

ilhas disse...

Olá António
O que se passa em leiria também acontece em muitos outros sitios aqui também. Olha, fiquei satisfeito de te ver incluido no Planeta Açores assim posso inteirar-me das tuas actualizações facilmente. abraços

asn disse...

Olha o Luís. Como vai isso por aí, em Angra e não só?
Pois, achei interessante a ideia do "Planeta Açores" e inscrevi-me.
Um grande abraço.
Um dia destes quero voltar a falar sobre a emoção da minha visita à Terceira!
António

al cardoso disse...

De facto tem o meu amigo muita razao, esse belo predio merecia sem duvida um muito mais atencao e conservacao!

Um abrco amigo do d'Algodres.

O Chaparro disse...

realmente não ta facil por ai, mas infelizmente esse tipo de tratamento é geral por o pais todo.
bom resto de semana. abraço

Associação de Defesa dos Interesses de Monsaraz disse...

As Ladeiras Históricas de Monsaraz estão a ser arrasadas, por obras realizadas sem qualquer tipo de painéis de identificação pelo que se desconhece o seu enquadramento legal.

Por entendermos que estas obras são prejudiciais para a imagem de Monsaraz e para a sua qualidade ambiental e paisagística e ainda por questionarmos a sua legalidade, face ao que delas é visível, vimos por este meio solicitar a actuação e divulgação que esteja ao Vosso alcance.

Todas as informações acerca deste "atentado" ao património histórico, estão disponíveis em http://adim-monsaraz.blogspot.com

Desde já o nosso obrigado.

greentea disse...

épor tudo isso que me ando a dedicar aos licores ...afogam-se as mágoas e bebe-se alguma coisa que saiba bem, produto artesanal feito com muito carinho!
Acho que vou passar a feirante e vendo nas Feiras Medievais que por ai circulam no país inteiro e passam-me as dores de cabveça e o stress e meto férias qd me apetecer (e não passo facturas nem pago impostos...)