2008/05/14

Feira do artesanato em Maputo




Como já o referi noutras oportunidades, cumpri o serviço militar em Moçambique, entre 1969 e 1971. Aterrei em Lourenço Marques (MAPUTO) e lá permaneci colocado na CSCA durante um mês.
Um amigo meu, antigo combatente da Força Aérea, também lá esteve mais ou menos pela mesma altura. Voltou àquele país muito recentemente e tirou as inevitáveis fotografias nestas circunstâncias.
As que vos apresento agora referem-se à feira semanal do artesanato, que se realiza todos os sábados, em Maputo.
Voltarei a este tema de rever Moçambique, 37 anos depois...
...
Entetanto, cá continuo de volta das declarações electrónicas para o Papão do Fisco...e o tempo a escorrer por entre os dias que até parecem que estão a minguar à medida que o dia 30 deste mês se aproxima. Com tantas aflições ainda me dá uma coisa ruim!?...
Posted by Picasa

8 comentários:

Laura disse...

Olá! cá tou eu e se não me engano é aqui o espaço do João...é ou não é? Deixei uma poesia no blog da Ell, mas passo-a para aqui também e assim fica mais perto de ler....
Foi escrita no hospital na primeira operação para abrir a cabela, limpar e cortar o osso, enfim, para ser mais fácil na segunda que levou seis horas e parece que correu bem, pois o juizinho, ah o nosso juizinho que nestas horas se pensa se ficou ou se foi metade, mas mal acordei fui direitinha à minha mente aos filhos a tudo o que me rodeava e fiquei feliz...

Adoro artesanato de África sou de Angola por vivência e nasci aqui em Valença, mas minha alma ficou presa lá...Beijinhos e adorei ter no meu resteas aquele carinho e no blog da ell o miminho da rosa..jinhos...

Rosas abandonadas!...


Deixem-me aspirar
O perfume
Das rosas abandonadas
Na janela do meu quarto
Onde
Com a dor
Me debato!...

Deixem-me aspirá-las
Sentir que ainda
Exalam
Um suave perfume
Para me inebriar
Já que não vem viva alma
Para delas se apossar!...

Como vos comparo
Com uma mulher mal amada
Que por todos foi abandonada.
Mas quem vos terá deixado
Ó rosas de suave cor
Que manteis meu quarto
Perfumado?...

Quem vos terá deixado?
Quem vos esqueceu ali
Num cantinho da janela?
Ou será que quem se foi
Já não vos pode levar
Porque partiu?
E para onde foi
Não pode mais voltar?...

aete por um canudo 2 disse...

É um bom sinal que nos indica que Moçambique continua a produzir o seu belissimo artesanato.Lindo.Sempre fui um admirador do artesanato africano e até tenho algumas peças de Angola.Grande abraço

as-nunes disse...

Querida Laura
Soube pela Ell que tens andado muito adoentada. Pelo que leio o assunto era muito sério, mas a recuperação parece estar a correr de feição.
De facto deixei um comentário no blogue da Ell acerca daquela bela rosa amarela que te estava a dedicar na expectativa da tua recuperação rápida.
Que assim seja.
Eu não sou o João, mas gostei muito do teu poema.
Vou ali ao meu jardim buscar uma rosa amarela ou de outra cor e deixá-la na parte lateral deste meu blogue com dedicatória para ti, Laura.
Beijinhos e boa saúde...muita e rápida recuperação total.
António

Laura disse...

Essa reparei eu nela agora..o espaço do João já o encontrei agora. Mas fica na mesma o poema pois é sobre rosas abandonadas na janela do meu quarto...O poema era para todos os que por mim perguntam e para os que nem me conhecem..tá ai e foi feito por mim... Ontem fiz outro, antes fazia todos ou quase todos os dias uns e outros, desde que vim do hospital que fiz um, o escalar d aminha montanha. Tá lindo, mas acho-o belo demais para por por ai sem direitos de autor, mas quero compartir com todos ehhhh, mas lá sairá... Beijinhos e abraços e obrigada pelo carinho...laura..

tulipa disse...

Olho-te de soslaio,
sereno estás ao meu lado,
olho-te de frente,
teu doce olhar
reflecte-se...com agrado.

Amigo
HOJE é o «Dia da Família»
E, eu pergunto:
Que família?
Nunca tive sorte, desde dia 30-Abril que todos sabem que estou de baixa médica e não há um telefonema, uma visita, uma palavra...é terrível.
A solidão dói...muito!

Eu, em casa, uma depressão c/esgotamento me deixam prostrada e infeliz.
Preciso de alguém...que me ajude a ver cada dia com esperança no amanhã.
Beijo com carinho.

Bichodeconta disse...

Bem amigo, eu que ao entrar e ler sobre fisco me is dando uma apoplexia, estou agora sorridente ao ler os comentários da Laura e não só, e sobretudo estou grata pela partilha das imagens da feira de artesanato em Africa.. Sou apaixonada por Africa , embora nunca lá tenha estado, é como se em vidas passadas eu tenha estado lá, tenha sido Africana.. HÁ PESSOAS QUE NÃO ACREDITAM NESTAS COISAS, MAS PELO SIM PELO NÃO , CONVÉM ACREDITAR QUE HÁ MAIS ALGUMA COISA PARA ALÉM DE NÓS.. E como eu acredito que de facto nada se perde, tudo se transforma, eu noutras vidas já estive em Africa e ponto final.. Assim se exolica esta paixão pelas cores, pelos sabores, pelos cheiros e sons daquele continente.. As próprias gentes de Africa, são pessoas de que gosto e pelas quais nutro respeito .. São gente de quem se pode gostar, e a mim a cor da pele não é diferença.. Eles são pretos e eu sou branca , logo só somos diferentes na cor.. mas iguais no sentir.. Bem, que speed logo de manhã, perdão amigo..um abraço, Ell

Laura disse...

Ehhh a nossa Ell menina que espero abraçar mal possa mas..temos as duas a carteira mal fechada e as notas voam plos ares ma snão voltam pra lá... Acredito no que a Ell diz sobre África, claro que já lá estiveste noutras vidas e vais lá estes dias em sonho, pois o sonho nada mais é que nos leva aos lugares onde já vivemos...e durante esse espaço de tempo nossa mente e corpo saem por ali onde lhes apraz estar...
Eu vivi em Luanda dos 10 aos 22 anos e d elá segui para a África do Sul, casei tive dois filhos lindos, divorciei-me, ele apaixonou-se por uma senhora de cor e bem..foi à vida e eu passados meses tava casada com este Manel...já lá vão 20 anos que serão feitos no mês d ejulho...e voltei de lá há 19 anos, e lá vamos indo...mas saudades de áfrica terei sempre, foi o tempo mais belo da vida, mais generoso, enfim...
Tenho amigas que quando ouvem falar d eÁfrica é como se já lá tivessem vivido e nunca sairam daqui, que o diga o meu mano leão verde que quando lá fomos há meses adorou conhecê-las pois elas estavam ávidas de ouvir falar em África...
Bem, moço lindo, agora a laura ja não é a moça linda dos 18 anos da foto do resteas, já vou nos 56 bem vividos pouco amados e mais sofridos, mas cá estou feliz a recuperar cheia de sonhos e projectos de bem fazer...
Beijinhos ó moço e obrigada pla rosa amarela...

Eddy Nelson disse...

o fascinio dos objectos "exóticos". será que são adquiridos por africanos e expostos nas suas casas? em que parte da casa? como são "olhados"?
este, é também, o meu universo de estudo.
"gracias", por partulhar estes quotidianos.

um abraço desde a remota Beira.