2008/05/01

TINO, aguarelas onde quer que seja




O Tino, permito-me tratá-lo assim, não o conhecia, é destes lados. Seguia eu no marachão sobranceiro ao Largo do Papa (última foto), na minha missão de fotografar as árvores de Leiria, aleatoriamente, o tempo a passar sobre elas, eis senão quando encontro este amigo. Meti conversa com ele, deixou-me tirar umas fotos. Pelo que depreendi, deixou tudo para se dedicar à pintura, já lá vão uns anos. Não gosta de pintar a não ser com o objecto à vista e não se incomoda com as condições em que tem de trabalhar. A tarde estava ventosa, os papéis onde tem andado a pintar mal os conseguia prender.
Quem és tu, Tino? Deu-me um endereço web onde tinha trabalhos seus expostos mas não o consegui localizar. Pode ser que nos encontremos um dia destes por aí, novamente.
Boa sorte Tino!
Posted by Picasa

7 comentários:

Abelha Nota disse...

É pena este tipo de artistas, porque o são, não terem muitas vezes o espaço próprio para evidenciarem o seu trabalho.

No verão, quantos não encontramos à beira mar, a caricaturar, a pintar a spray, a óleo, resultando daí verdadeiros quadros.

Aliás, tenho um familiar com um quadro do Castelo de Leiria, muito bonito, pintado a óleo, e que foi feito por um algarvio de rua.

Talvez nos falte dar o devido valor a quem o tem.

Bom ferido amigo.

as-nunes disse...

Olá Abelha.
A Pintura como qualquer outra Arte só tem mérito quando é feita por quem a sente no seu íntimo, sem saber explicar porquê, quantas vezes.
Mas, como entretanto, se entrou no negócio internacional das obras de Arte (o valor é medido, quantas vezes, pelo nome do artista, que, por qualquer explicação metafísica, ficou conhecido) os artistas desconhecidos passaram a trabalhar para o boneco.
Um abração, Abelha amiga.
António

Tozé Franco disse...

Também eu goste de apreciar o trabalho dos pintores de rua. Alguns têm grande qualidade.
Um abraço.

tulipa disse...

OLÁ AMIGO ANTÓNIO

HOJE convido-te para a abertura do meu novo blog de imagens com fotos exclusivas, só minhas.

Aventuras de uma vida: São viagens míticas, nem sempre facilmente realizáveis, mas que garantem as férias mais inesquecíveis de sempre. Basta ter coragem, espírito de aventura, tempo disponível e, se possível, algum dinheiro, é claro! Há qualquer coisa que desperta os meus sentidos para certos destinos. As minhas viagens são uma colecção de cenários lindíssimos e, por vezes, experiências tão intensas. Sinto-me “uma privilegiada”.

VISITA-ME em:
http://momentos-perfeitos.blogspot.com/

VIAJAR enriquece o espírito.
Vem viajar comigo, nas asas de um sonho.
Beijo.
Bom fim de semana.

GOSTARIA QUE ME RECONHECESSES (Moçambicana, diz-te alguma coisa?)

Jofre Alves disse...

A Arte no seu esplendor mais livre e libertário, à vista de todos, memso em tardes ventosas. Boa semana.

tibeu disse...

Viva a liberdade, neste caso de pintar como quer e gosta. Sorte a do António ter encontrado alguem nessa liberdade. Venho deixar um bj e votos de um bom fim de semana

Um dia o António disse-me porque não editava os meus poemas. Fiquei a pensar.
Como devo fazer?

arte por um canudo 2 disse...

Pintar em liberdade..sentir o vento deslizar com o pincel pintando a cor que lhe vai na alma, deve dar mesmo um prazer.São os artistas da rua, artistas do mais puro que existe.