2009/05/27

Tulipeiro - Árvore-do-ponto, em Leiria

Pelo que tenho vindo a observar, a Câmara Municipal de Leiria, tem andado numa grande azáfama, a colocar placas identificativas das árvores mais típicas, em toda a cidade. Uma excelente medida. Assim os habitantes da cidade as preservem e nelas reparem...


Não resisti a ficar off até Sábado. Encontrei, finalmente, uma árvore que já procurava em Leiria, há que tempos. O Tulipeiro ou Árvore-do-ponto, como os estudantes de Coimbra a conheciam em tempos idos. Talvez que ainda hoje a olhem para se concentrarem nos exames...
Está plantada na Rua da Assunção, a caminho do ISLA em S. Romão. Perto desta, observei a existência de mais uma. Talvez mais...
Sabem porque é que esta árvore também é conhecida por árvore do ponto? Muito simplesmente porque floresce por alturas dos exames Universitários. E esse tempo está próximo!...

A ver se não me esqueço de a fotografar quando em flor!...

Bons exames, Snrs(as) Doutores!...
-
(mais...)
Posted by Picasa

7 comentários:

greentea disse...

ainda tenho muito que dar ao dedo até sexta à meia noite ....

eles são uns craneos , na verdade ! nesta altura do ano é que se lembraram das mudanças e actualizações - um espanto !

que as fadas nos ajudem !!!

vero disse...

A autora, Verónica Mendes, a Junta de Freguesia de Marrazes e a Edium Editores, têm o prazer de convidar V.Exª. a estar presente na sessão de lançamento do romance "Não Morras Sem Mim", a ter lugar no Salão Social da Freguesia, no próximo dia 6 Junho, sábado, pelas 21.30 horas.

Professorinha disse...

Aqui em Viseu fizeram isso no parque da cidade. Identificaram todas as árvores... É realmente interessante...

Beijos

as-nunes disse...

Pois ainda não sabia. Ou então ainda não me tinha apercebido.
Fui a Viseu em Março pela última vez, aos anos do meu pai.
Bj Professorinha
-
Olá Vero
Vou ver se consigo ir à apresentação do livro.
Tenho uma filha, também prof em Fátima que vive aí nos Marrazes.
Bj

as-nunes disse...

greentea

Eu tenho vindo aqui às fugidas.

Chau. Já respirei um pouco de ar puro, vou outra vez prá toca.
Bj

deep disse...

No meu local de trabalho também houve o cuidado de identificar as várias árvores existentes. Acho uma óptima ideia.

Como gosta de árvores, recomendo-lhe uma obra em vários volumes (4, se não me falha a memória), editada pelo Público, sobre árvores de Portugal. As pessoas que a adquiriram consideram-na muito boa.

Obrigada por aquilo que nos vai dando a conhecer.

Bom fim-de-semana. :)

as-nunes disse...

Grato pela visita, Deep. E pelas considerações amigáveis, amáveis.

Comprei essa colecção do Público. É fantástica. Contém muita informação sobre árvores.

Finalmente, parece que a nível nacional já se está a ensinar as pessoas a tratar as árvores pelos seus próprios nomes.

Como é da mais elementar Justiça!...

Bom-fim-de-semana.