2009/06/03

Ruas e Largos de Leiria


(clic para melhor observar os pormenores)
Exposição de fotografia em plena Rua D. Dinis, na zona histórica de Leiria. Ao fundo podemos vislumbrar a Praça Rodrigues Lobo.
A presente fotografia é tirada desde o Largo Paio Guterres, o mais conhecido como Largo do Gato Preto, de cuja história já aqui deixei um ensaio, alguns posts abaixo. A organização deste evento, que contou com vários repórteres profissionais esteve a cargo da novel Associação Cultural de Leiria, dinamizada pelo meu recém jovem amigo, Eduardo, possuidor de um espírito de iniciativa invejável. Assim o ajudemos e teremos, em pouco tempo, uma zona histórica palco de variadíssimas acções de dinamização cultural focando aquela área. Estão na forja, actividades relacionadas com Eça de Queirós e Acácio de Paiva. Quer uma quer outra terão a colaboração de personalidades conhecedoras da vida e obra destes dois célebres escritores indelevelmente ligados a Leiria.
Este ângulo é um dos mais pintados de Leiria. Daí o facto de a casa que se pode ver recentemente recuperada, ser conhecidíssima como a "Casa dos Pintores". Aqui vai passar a funcionar um Centro de Arqueologia. A parede mestra que se destaca sobre o lado direito da foto pertence à também celebérrima antiga "Pensão Gato Preto", actualmente "Gato Preto Caffé", de cujo nome derivou o nome popular deste Largo, o Largo do Gato Preto.
Posted by Picasa

3 comentários:

paatai disse...

Les invito a visitar mi blog por lo menos una vez para aprender la

El alfabeto de una
Vida exitosa

http://thediamondszine.blogspot.com
http://just4urpleasure.blogspot.com
http://funnytub.blogspot.com
http://arsadsense.blogspot.com

gracias y saludos.

ManuelNeves disse...

Viva!

Excelente iniciativa essa. Como ás vezes com tão "pouco", embora com muito trabalho, se consegue levar a arte ás pessoas.
Quando Maomé não vai à montanha, vem a montanha a Maomé.

Um Abraço

Viviana disse...

Olá António

Belíssimas estas fotos que ao olhar, imediatamente reconheci.

Ao fundo a Praça Rodrigues Lobo, antiga praça dos Cereais...

Como era linda!

Vinham os aldeões todos das terrinhas em volta, como Marrazeds, Gândara, Noínhos da Barosa, etc., vender o saboroso feijão, o grão de bico, o xícharo e muitos outros...

No Largo do Gato Preto, onde em frente da Pensão havia uma Drogaria onde se vendia de tudo um pouco, onde me lembro de ir comprar "Astearina", creio que era assim que se chamava, uma espécie de cera de vela que se derretia e servia para isolar o doce de frutas feito em casa, quando se colocava nos frascos.
Enfim, tantas recordações.

Obrigada por me lembrar estas coisas.

Um abraço

viviana