2009/07/21

Faleceu um exemplo mundial de Jornalista e de Radioamador

Faleceu aos 92 anos, um exemplo maior do Jornalismo e do Radioamadorismo

Era Jornalista e Amador da Rádio. Walter Cronkite - KB2GSD foi o americano em quem mais se poderia confiar.

Jornalista famoso impunha-se por uma dignidade austera. No seu discurso inteligente e simples não cabiam citações despropositadas ou cedências à tentação de ostentar a cultura que de facto possuía. Era humilde como só os sábios, cordial como só os fortes. E amava mais a sua profissão do que a sua imagem.

Cronkite foi um ícone do jornalismo norte-americano, também foi responsável por informar o público sobre grandes acontecimentos da história contemporânea, tais como da chegada do homem à Lua e da Guerra do Vietname. Noticiou o assassinato do activista dos direitos civis Martin Luther King, dos distúrbios raciais e das manifestações contra a guerra do Vietname, assim como o caso Watergate, que desencadeou a saída de Richard Nixon do poder.

Aqui deixamos um pequeno filme que realizou, e onde suscita da verdade e utilidade pública do Radioamadorismo mundial, causa que defendeu em toda a sua vida de amador e profissional da informação, televisão e radiodifusão,

Ao invés de Walter Cronkite - KB2GSD muitos jornalistas portugueses, para justificarem junto da opinião pública os interesses comerciais do SIRESP, não hesitaram em publicar calúnias, mentindo contra os Radioamadores. I
Informar carece de saber e competência, ao invés de sensacionalismos.


(Transcrição do texto no site da AMARAD -Associação Portuguesa de Amadores de Rádio para a Investigação Educação e Desenvolvimento)
- Como radioamador, que o sou desde 1982, de indicativo CT1CIR (siga este link se vir algum interesse em conhecer algo sobre a minha actividade como radioamador), não podia deixar esta data (Conkie morreu no final da semana passada) sem dar o meu tributo público para a divulgação dum personagem mundial, cujo exemplo de vida e de sucesso será de tentar seguir.
-
(clic na foto para ver, também, o filme acima realizado pelo próprio Cronkite sobre o interesse científico, lúdico, cultural e humanitário do radioamadorismo. Poderá também ver outros filmes que o poderão elucidar sobre o que é e foi o radioamadorismo ).

3 comentários:

Alda M. Maia disse...

Confesso a minha ignorância sobre o facto de Cronkite ser KB2GSD. Ainda bem que há “Dispersamente”!
Fui imediatamente vasculhar nas dezenas de cartões dos W’s, K’s, etc., na esperança de ver um cartão com este indicativo: nada! Quanto gostaria!!

Explique-me bem, se não é pedir muito, que história é essa de jornalistas portugueses publicarem calúnias, mentindo sobre os radioamadores.

Há muita ignorância, relativamente a este mundo do radioamadorismo, António. Por vezes, ouço alusões de tal modo disparatadas que perco a vontade de dar esclarecimentos.
Um abraço
Alda

as-nunes disse...

Viva Alda, CT1YH, I1YH

Ora aqui está um post sobre cujo conteúdo haverá muito boa gente que não se sentirá à vontade para comentar. Particularmente quando se fala do Radioamadorismo com os seus QSO, QSL, indicativos por países, regulamentos (atenção aos mais recentes da ANACOM), técnicas de comunicação radioeléctrica, etc etc.
Dá-se o caso de que nós, a Alda e eu, até coincidirmos neste hobby, muito menos intenso actualmente mas que já foi o meu hobby quase exclusivo nos anos 80. Ele era montar a estação com tudo do melhor que estava ao meu alcance, comunicar via rádio em todas as frequências e modos de transmissão, até Morse tentei mas aí começaram a aparecer softwares que substituiam a manipulação manual e acabou-se o entusiasmo.
Hoje em dia, esta modalidade poderia continuar a ser mais utilizada nas Escolas, para induzir os jovens a gostar da ciência e da investigação seguida da experimentação.
É uma boa ideia ir à procura dum possível QSL de KB2GSD, que os tenho às centenas, guardados. A ver vamos o que é que os meus herdeiros irão fazer desses documentos cada vez mais raros mas excepcionalmente interessantes.

Voltarei ao tema, muito possivelmente.

Um abraço
António

Paulo Roberto Wovst Leite disse...

AINDA QUE ELE TENHA IDO, FICA PARA NÓS, USANDO SUAS PALAVRAS, O EXEMPLO.
ABRAÇOS