2009/08/15

Vozes de Manhouce

Mais uma gravação do magnífico grupo de cantares "vozes de Manhouce", no decorrer da dos actos e cerimónias alusivas ao Museu Maria da Fontinha e ao Nascimento da ACLAL.

Destaca-se a voz e interpretação inconfundível de Isabel Silvestre. Esta "Lenda Viva", como tão bem a trata Arménio de Vasconcelos no seu livro "Musealização do Vale da Paiva e das Serras que a beijam", em conjunto com o Dr. Alexandrino Matos (ao piano conforme se pode ver no vídeo) e as restantes componentes desde Grupo Etnográfico e de Cantares de Manhouce, estão a trabalhar no sentido da reanimação da arte musical desta terra. Manhouce fica situada no concelho de S.Pedro do Sul, mas perfeitamente integrada no Vale da Paiva.

Isabel Silvestre é natural de Manhouce e foi ela quem, em 1978, fundou este Grupo de Cantares. Já gravou vários discos, colaborou com outros outros grupos e cantores, nomeadamente Rão Kyao, os GNR, Sérgio Godinho, Madredeus, entre outros.

Em 10 de Junho de 2005, foi agraciada com a Ordem do Infante.

Notas: Lamentavelmente, o servidor "YouTube" nem sempre consegue reproduzir, sem pausas, os vídeos lá colocados. Deve-se ter em conta este aspecto sempre que tal aconteça. Quero também pedir desculpa pela gralha na edição do vídeo quando se inscreve "Malhouce" em vez de "Manhouce".

4 comentários:

elvira carvalho disse...

Adoro a Isabel Silvestre.
Amigo, a festa hoje é no Sexta. Passe por lá e junte-se a nós.
Um abraço e fico à espera.

as-nunes disse...

Espero que tenha conseguido ouvir o Grupo em geral e a Isabel Silvestre em oarticular com boa qualidade sonora.

Há dias em que a reprodução dos vídeos no YoouTube é difícil.
Muita gente a usar o servidor ao mesmo tempo, certamente.
Já fui dar os parbéns devidos. Só desejo as maiores felicidades às duas, à mãe (nitidamente babada) e à filha.

Abraço
António

Fernanda disse...

Caro amigo António,

Sou fã incondicional da fabulosa e única Isabel Silvestre.

Bem haja por este seu belíssimo trabalho.
Beijo,
Fernanda

Eddy Nelson disse...

também já ouvi e gostei.


um abraço