2010/02/10

ADEUS, LILI...


Nem de propósito.
Na véspera da morte
da Lili,
companheira de muito tempo,
floresce esta bela camélia
de seu nome D. Herzília de Magalhães,
no mesmo jardim em que
a nossa amiga balsâmea
Jaz enfim...
Lágrimas nossas...


Adeus Lili...

Um mês antes...
ainda a nossa gata
gozava
no seu deambular
pelo telhado
pelo relvado
pelo jardim
...


Aqui ficará para sempre
a sua presença
o seu miar feliz
Tudo o que nasce
é para morrer
Porque terá de ser assim?


Porque sim...
Posted by Picasa

3 comentários:

Anónimo disse...

Os gatos, sempre gostei de gatos. Talvez coisa de filhos únicos.

A minha esposa nao gosta deles, e deixei de ter gatas de 4 patas desde que me casei com a de 2 patas que está ao meu lado neste momento.

Concordo. Passei a gostar mais desta e deixei as outras.

O ser humano tem mais-valias relativamente aos animais: tem sede de perfeição e infinito, algo que a religião explica como sendo divino em nós neste mundo imperfeito.

De qualquer forma o gato, sem sa sede, sabe contemplar, coisa que, ou normalmente nos vem com a idade, ou para alguns, nunca, caso abafem a Luz que quer nascer a cada dia com as coisas pequenas de cadad dia e que tantas vezes abafamos.

Mas, digamos a verdade, um gato é uma companhia diferente. As crianças deviam ter um animal de estimação. Em apartamentos, cães não, gatos.

Só escrevo por um momento enquanto a munha "gata" acaba de ver um programa feminino, e por estar a acabar, para cuidar da minha gata, vou me retirar.

Cuidem bem das pessoas que estimam,

Sergio CT2IFT in IM59PP Fatima. 73!

Isa disse...

Compreendi o seu post, muito bem!
Dedicamos tanto carinho aos animais e recebemos tanto deles...
Abracinho.
isa.

Flor disse...

Porque sim...mas que dificil!
bj