2010/02/21

VISEU - Quinta do Barreiro em Couto de Cima


Quinta do Barreiro, Couto de Cima, Viseu. Pretexto para visitar este local paradisíaco (Repare-se na alameda de cameleiras na entrada da Quinta), certamente carregado de história,  com origem num solar ligado à família de Pesanha (?!):
Casamento da minha sobrinha Rita com o Gil.
Numa primeira observação do brasão de família da frontaria do solar que se vê na foto abaixo, não consegui descortinar elementos que se relacionem imediatamente com os dos brasões dos Pesanhas e Quevedos conforme dados que consegui recolher, até ao momento.

Espero poder completar esta recolha de    dados acerca desta quinta.
Vou indagar...


Vista panorâmica de Couto de Cima com a sua igreja.

Fotografia tirada da "Quinta do Barreiro". A mancha de fumo parece resultar duma queimada nos campos próximos.  


Casa senhorial da actual "Quinta do Barreiro", no lugar de Couto de Cima, Viseu. Segundo uma breve conversa telefónica que tive com o Snr. Lucas, actual proprietário deste Solar, enquadrado num investimento turístico com o nome da actual Quinta, o senhor de todos estes termos começou por ser um dos descendentes de Manuel Pessanha (em italiano Emanuele Pessagno, nome que depois aportuguesou em Pessanha) foi um genovês, filho de Simone, senhor de Castelo di Passagno, que entrou ao serviço de Portugal, no tempo do rei D. Dinis (in wikipedia). A presença desta família nesta zona remontará ao ano de 1460. A última remodelação do solar da foto terá tido lugar em 1901. Segundo o meu interlocutor existe documentação de sua posse, que suporta este tipo de informação,  e que num futuro próximo será divulgada publicamente.


Posted by Picasa

8 comentários:

arte por um canudo 2 disse...

olhando para a imagem dá a sensação de uma calmaria, que deve ser uma maravilha para repousar.A panoámica coma igreja ao fundo está espectacular. Abraço

as-nunes disse...

É isso aí, Agostinho.

A nossa zona do Distrito de Viseu é carregada de sítios bonitos, diria mesmo admiráveis e com extraordinárias reminiscências históricas.

Assim as ditas autoridades administrativas se comportem como deve ser. Coordenar e dar exemplos é o que fal falta!

Um abraço

direitinho disse...

Tens toda a razão. Quer na cidade de Viseu quer em todo o distrito há coisas únicas de beleza ímpar.
A minha mulher é natural de Sernancelhe.
Gosto muito de ir até la acima. Há sítios que ainda não consegui ver como a nascente do Vouga na Serra da Lapa.
O tempo hoje não ajuda nada. Até as poesias me saem molhadas

Fernanda disse...

Olá amigo António!

Há muito tempo que não o visito!!!
Vi-o agora na casa de alguém que acabei de visitar e decidi vir cá dar-lhe um abraço.

Manuela Freitas disse...

Boa informação António, o sítio é de grande beleza!...
Há anos dizia que conhecia Portugal de ponta a ponta, só que agora ando a descobrir os promenores e isso é que é o mais enriquecedor.
Um abraço,~Manuela

DANIVISEU disse...

boas...
de facto e uma quinta fantastica trabalho la aos fins de semana, e é um sitio excelente.

Fernando disse...

Estive ontem num casamento nesta Quinta e faço uma avaliação muito positiva das condições do edifício (Sala 1), comodidades e beleza natural da propriedade, gentileza e atenção dos empregados, qualidade das iguarias servidas.
É um lugar muito aprazivel, onde nos sentimos bem.
É curioso que a minha mulher foi professora em Couto de Cima e eu próprio leccionei na vizinha localidade de Dade (ambos no ano lectivo de 1974/75).
Fernando Ferreira (Leiria)

Anónimo disse...

Caro amigo, o Brazão da Casa do Barreiro refere-se às familias Pessanha Bandeira da Gama.

Abilio Pinto e Cardoso Bandeira