2010/11/12

Esperançosos? Esperançados? Eis a questão!

.
OS ESPERANÇADOS


Porque é que esperais?
Que os surdos vos ouçam
E que os nunca-fartos
Vos dêem alguma coisa!
Que os lobos vos alimentem em vez de vos devorarem!
Que por gentileza
Os tigres vos convidarão
Pra lhes arrancardes os dentes!
É por isso que esperais!
-
Bertolt Brecht

Poemas
Versão portuguesa de Paulo Quintela
Ed. ASA 2007


in
colecção terra imóvel


"...e a esta terra imóvel
onde já a minha sombra
é um traço de alarme."


Luiza Neto Jorge

5 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia
Um pensamento num poema simples mas sempre actual. Esperança !

Não importa se os surdos, os lobos ou outras seitas não nos compreendem.

É preciso lutar e amar para este mundo de guerra transformar em amor.

ManuelNeves disse...

Viva!
Esperamos! Sempre esperamos
Que o vento serene
Que o mar se acalme
Que a tempestade fuja
Esperamos! Sempre esperamos

Um Abraço

carol disse...

Boas escolhas!

as-nunes disse...

Que Sábado este!?
Vem aí chuva, vento forte?
Não parece

Que Outono mais parecido com a Primavera! Não me lembro de ter visto outro assim!

Será porque a minha memória já anda em busca do esquecimento?

??? !!!

Bom fim-de-semana a todos
António

arte por um canudo 2 disse...

Parece uma espera ao FMI..Poema lindo e sempre actual.Bom Domingo.Gr. abraço