2010/12/01

Falta cumprir-se Portugal!



Fernando Pessoa, nasceu em Lisboa em 13 de Junho de 1888 e faleceu em 30 de Novembro de 1935.
75 anos volvidos após a sua morte, a sua "Mensagem" permanece, cada vez mais presente.
Hoje, 1 de Dezembro de 2010, o dia amanheceu cheio de luz e frio...e comemoramos, sem brilho nem brio, este mesmo dia do ano de 1640!
Nessa data, Portugal voltou a ser Portugal e não mais uma Província Espanhola! 
Terá valido a pena? Perguntarão alguns, agora que já nem sabemos se somos, de facto, uma Nação independente, se uma parte de uma federação de Estados da Europa, mas em que uns são filhos e outros enteados.
Falta cumprir-se Portugal?
Seremos capazes de cumprir Portugal?! Nestes tempos modernos e conturbados?
-


Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse. já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,


E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.


Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!


Fernando Pessoa
in Mensagem

Posted by Picasa

5 comentários:

Graça Pires disse...

Um dos poemas mais emblemáticos de Fernando Pessoa. Faltou e falta sempre "cumprir-se Portugal".
Beijos.

carol disse...

Havemos de conseguir! Nada de pessimismos! A "Mensagem" é uma epopeia cheia de esperança e de optimismo. Havemos de alcançar o Quinto Império!
Citando: Yes, we can!

relogio.de.corda disse...

Eu também queria ter essa esperança mas... não sei, não.

arte por um canudo 2 disse...

Bela homenagem e um recado aos governantes "falta cumprir-se Portugal". Gr. abraço

R. disse...

Fernando Pessoa é uma fonte intemporal e inesgotável de palavras certas.

Bem pensado e bem escolhido, António.