2011/02/24

Rua da Lapa - Pousos - Leiria: As giestas brancas aí de novo



Ao descer esta rua, vindo da zona da Igreja Matriz dos Pousos, em direcção ao Vale do Sirol, a Ribeira revolta com muita água.
Seguindo, rua abaixo, vai-se paralelamente à variante do Hospital de Sto. André para o nó rodoviário, que brevemente receberá o IC36, que vem do Alto Vieiro, para ligar a A8 à A1. Nessa rua, ainda vemos nas bermas, giestas, tojos, os restos de pinhais, sobreiros, choupos, até uma cerca com porcos pretos criados ao ar livre. Do outro lado, a   Auto-Estrada (a variante) que se vê na foto. 
Tanto alcatrão! Tanto kilómetro de automóvel a devorar!... 
Quem irá usar no futuro tanta Auto-Estrada? que, imagino, vai ser paga km a km, litro após litro de combustível, o petróleo a preços incomportáveis!... 
Já me sinto perdido a fazer contas e mais contas à vida!...
-


GIESTAS


Recordo o tempo da giesta em flor
A dar uma outra cor à nossa estrada;
Caminhos que seguíamos, de amor
Ele a florir também, na alvorada.


O branco e amarelo, o bicolor
Mostravam cada encosta matizada;
O brilho à luz do sol, no seu esplendor!
De mim saía um poema, uma balada...


Depois, as auto-estradas do progresso.
Às vezes vou nas outras, que não esqueço,
Embora fique aquém das horas lestas;


É nelas que à minha alma sempre assoma
Lembrança de algum beijo... no aroma
Que vinha então selá-lo, das giestas.



  autor não identificado ver link
(Copyright ©as-nunes)Posted by Picasa

3 comentários:

Luís Coelho disse...

Bom dia Amigo

Verdes eram os campos
As flores das giestas
E os caminhos coloridos.
Hoje são autoestradas
Que rasgam os horizontes
As serras e os montes
E nos deixam oprimidos.

Agradeço as palavras amigas no «lidacoelho» e sei que existe uma caminhada a fazer porque esta vida se repete.

...Nada acontece por acaso.....

as-nunes disse...

Bom dia, Luís

Antes de sair de casa, o vale do lis envolto numa neblina densa, sombrio e feliz ao mesmo tempo, vim aqui à Net.

Retribuo a tua amabilidade, os versos fluidos e directos...obrigado.

Vou até ao Largo da Sé. Devo ficar por lá o resto da manhã, tenhis uns trabalhos em mãos.

Um abraço

carol disse...

Acho que nunca tinha reparado em giestas brancas! Tenho pena de não ser uma boa observadora. O que se aprende pelos blogs!