2011/08/16

Leiria: Academia de Futebol Juvenil e o Desporto Escolar


O Guilherme Moura, (31), meu neto, integrou a equipa A do escalão dos Juvenis do UDL-União Desportiva de Leiria, no passado Sábado, no jogo de futebol de onze, com o Massamá(*) (tem outro nome mas não o fixei; de qualquer modo tomei conhecimento que os rapazes vinham da freguesia de Massamá, em Lisboa). 
(*)Aditamento.

Foi só ir à Internet, pois que fiquei com a ideia de que no nome constava a palavra "Real". 
E lá está o historial deste clube Lisboeta.


O Real Sport Clube foi criado em 1 de Agosto de 1995, resultando da fusão dos clubes já existentes nas freguesias de Queluz e Massamá,  o Grupo Desportivo de Queluz e o Clube Desportivo e Recreativo de Massamá, fundados nos anos 50. 


Ganharam o Torneio organizado pelo União Desportiva de Leiria, com dois jogos e duas vitórias, ainda que arrancadas a ferros (isto é, a penalties). Também participou o Beira-Mar.

Interessante a coincidência de, tal como o União Desportiva de Leiria, ter resultado da fusão de dois clubes já existentes na zona.
Talvez seja de se voltar a pensar seriamente em fundir clubes desportivos para que eles melhor possam resistir às exigências brutais que a "crise" está a impôr à gestão financeira das associações. 
Além do mais, tudo indicia que os clubes poderão ter um papel cada vez mais interveniente na ocupação e orientação desportiva dos jovens. Repare-se nos cortes em termos de horário dedicado ao desporto escolar, que o actual Ministério da Educação está a levar a cabo. Pelo que percebi, para já, vai ser reduzida em uma hora semanal a actividade desportiva orientada pelos professores do Ensino Secundário. Esta situação não augura nada de bom para uma melhor integração e socialização dos jovens. 
Já ouvi uma professora de Matemática a dizer taxativamente que preferia que se tivesse retirado uma hora ao horário obrigatório da disciplina de Matemática em detrimento do aumento de mais tempo dedicado às actividades desportivas. Desta forma - argumentava a professora e eu concordo - poder-se-ia melhorar a capacidade de concentração dos alunos, o que seria benéfico para as disciplinas científicas.

O Guilherme jogou à experiência, já que ainda lhe falta um ano, para passar para aquele escalão.
Pelo que vi, no decorrer do Torneio que então se realizou, os "jogadores" daquele escalão têm 14 e 15 anos e já têm um traquejo digno de nota. Bom domínio de bola e boa preparação física.

Penso que é bom que estes adolescentes tenham a possibilidade de praticar o desporto que apreciam. No entanto, quer-me parecer que, a partir deste escalão etário, os dirigentes dos clubes que se responsabilizam pelo funcionamento destas Academias de Futebol, já começam a olhar para os rapazes como eventuais futuros "activos" que poderão ajudar ao equilíbrio das suas finanças, através de transferências para os "grandes", o Benfica, Porto, Sporting, etc.
Quero acreditar que os Clubes com estas Academias têm, no seu quadro técnico, psicólogos capazes de esclarecer os "miúdos" que uma carreira no mundo do Futebol, sendo possível, não é fácil nem é para todos.

Acredito nas potencialidades do Guilherme, por isso, sempre que posso gosto de estar presente e de o incentivar.
Força, Guilherme!
De qualquer modo, atenção, muita atenção aos estudos!...
@as-nunes


Em tempo:
Noticiário das 13h-antena um, hoje, 17 Agosto:
1- O estádio de Futebol de Leiria, aquele "elefante branco" construído para efeitos do Euro2004 vai ser vendido (se aparecer quem o queira comprar);
2- O clube representativo de Leiria (foi fundado nos anos 60 através da fusão de vários clubes da região, de cujo movimento se afastou o Sport Leiria e Marrazes), após longas e rocambolescas peripécias com a entidade gestora do estádio, abandonou estas instalações e passou a usar, a partir do corrente ano, o estádio da Marinha Grande para treinar e jogar na I Liga de futebol nacional;
3- Ou seja, o UDL, clube natural e representativo de Leiria, não vai fazer os seus jogos na cidade do Lis;
4- Entretanto, o dito estádio vai ser vendido em hasta pública no próximo dia 22 de Setembro. 
A coisa funciona assim:
- É constituída uma propriedade horizontal com quatro fracções:
A: Instalações desportivas;
B: Centro Associativo Municipal; (fica de fora da hasta pública)
C: Resto do topo Norte;
D: Estacionamento subterrâneo.
5- Bases de licitação em carta fechada:
63 Milhões de Euros pelo total dos bens à hasta pública;
24 Milhões de Euros para quem pretender licitar somente a parcela relativa a parte do topo Norte e à zona de estacionamento subterrâneo (quer dizer, lá se vai o estacionamento gratuito na área adjacente, do Mercado aberto, provavelmente).
@as-nunes

6 comentários:

rosa-branca disse...

Parabéns ao avô parabéns ao neto e claro muita força para vencer. Beijos com muito carinho sempre

Eduardo Miguel Pereira disse...

O rapaz tem pinta !
A percentagem de jovens futebolistas que chega a uma 1ª divisão é incrivelmente baixa.
Faz muito bem em alertá-lo sempre para os estudos.

Também por lá andei, pelas futeboladas, sou amigo de infância dum rapazinho (mais novo que eu 3 anos) que dá pelo nome de Luis Figo. Ainda guardo algumas medalhas e uma em particular que me premiou como melhor marcador, numa equipa onde o mais novinho, o tal Figo, já fazia furor.
Éramos uma equipa recheada de "estrelas", o Figo era mais uma delas, mas sabe quantos chegaram ao sonho ?

Apenas ele, o Figo, e não fosse eu ter-me agarrado aos livros, e teria passado pelo inferno que infelizmente algumas dessas "estrelas" passaram.

Desporto sim, mas sempre com os livrinhos debaixo do braço. Ele que não se esqueça disso.

Luís Coelho disse...

Olá...e temos aqui o neto...futuro Cristiano Ronaldo...?

Felicidades e que cresça, se faça um homem de alma e corpo para alegria de toda a família.

al cardoso disse...

Parabens e votos de tudo de bom para o Guilherme e resto da familia.

Um abraco de amizade.

as-nunes disse...

Caros amigos

Esta questão do desporto escolar e da formação na área do futebol por parte dos Clubes, está a assumir-se como de muito interessante debate.

Com os cortes preconizados pelo Ministério da Educação, a ocupação e socialização dos jovens poderá estar a ser posta em causa.

Não é de passar para segundo plano a educação física e subsequente contributo para a educação, como parece estar a acontecer.

Há mais vida para além do Déficit.
E o futuro dos nossos jovens não é um tema que deva ser tratado com esta forma despiciente como parece.

Abraços
António

carol disse...

Parabéns ao Guilherme e ao Vôvô!
E, já agora, essa professora de Matemática é deveras avançada! Eu concordo com ela. Só acho é que deve ser a única profª de Matemática a pensar assim...