2011/08/10

O campo em tempo de Praia e de pânico global




"É urgente inventar a alegria
....multiplicar os beijos, as searas,
...é urgente descobrir rosas e rios
e manhãs claras"................
..............................                                                      Eugénio de Andrade
Há dias foi muito badalada uma nota no chamado "mural" do Facebook do nosso Primeiro Ministro. Que ia para férias, uns dias. Aproveitou o pretexto, para mais uma vez, chamar a atenção para nos prepararmos para reforçadas medidas governamentais anti-crise, gravosas para a qualidade da nossa vida, como portugueses.

Pois sim, que vão todos para férias, mesmo que só tenham tomado posse há pouco mais de um mês e no auge do furacão que se está a abater sobre as contas de todo o mundo, com o cenário dantesco que se vive a nível global provocado pelo corte no rating dos USA, alerta lançado pela agência de notação, também Americana, Standard & Poors.

O pânico nos investidores financeiros de todo o mundo é geral. Tocam campainhas por todo o lado a impulsionar à fuga das Bolsas. O crash é generalizado e violento. Os políticos dos vários Gês bem se andam a desdobrar em reuniões em formato virtual, à falta de tempo real para deslocações pessoais 
(só falta que as novas tecnologias consigam desmaterializar o próprio homem ). 
Todo este enredo se desenrola à velocidade da luz!

Uma loucura!

Será que jamais conseguiremos simplificar a vida do homem?
Não somos Deus, omnipotente, omnipresente, capaz de dominar ferreamente as emoções humanas, os seus sentimentos, o medo, o oportunismo!...

Salve-se quem puder, parece ser a palavra de ordem lançada aos sete ventos!

Felizmente - e em contradição com o sentimento de inquietação que nos domina - o mundo está de tal modo globalizado e interdependente, que, para apagarmos o fogo nas nossas casas temos que ajudar a apagar os outros fogos que grassam por todo o Planeta!
...........................................................................................................

Entretanto, no meio de todo este bulício incrível, nos campos, o Homem e a Natureza, conseguem fazer maravilhas, produzindo o essencial para suportar a vida.

Cebolas, abóboras, um cavalo a alimentar-se com o feno que brota da terra...
Enquanto houver quem cultive os campos e a Natureza não nos desamparar, ainda haverá esperança para a Humanidade!
...........................................................................................................


Porque não aplicar penas de serviço cívico, nas quintas de produção agrícola, aos Ingleses apanhados em flagrante delito de actos de vandalismo puro e de roubo de bens de luxo e/ou de marca durante os distúrbios violentíssimos que se estão a verificar nas cidades do Reino Unido?


Às tantas estou é a meter a foice em seara alheia!...
@as-nunes


Posted by Picasa

5 comentários:

carol disse...

Ó Amigo António, as suas belas fotografias estão em contraste puro com o seu texto... Eu cá (se não me obrigarem e ir trabalhar no campo que ssou por de mais citadina...) prefiro as imagens...

Beijinhos

Rosa dos Ventos disse...

Esperemos que o fogo não alastre a Portugal...
Debaixo desta aparência de brandos costumes não sei o que está adormecido!
Valha-nos realmente a Natureza!

Abraço

as-nunes disse...

Carol

Não é difícil perceber que este escriba que aqui podem ler, nem sempre consegue compatibilizar as fotos
(sem fotos não sou ninguém, nem consigo alinhar duas palavrinhas seguidas, é verdade...)
com o texto que se segue.

Peço, no entanto, a vossa compreensão, atendendo ao momento actual.
Sinto-me atordoado. O que é que se passa no mundo, que nem sei se é mesmo deste nosso onde vivemos?!

Rosa dos Ventos

Parece que temos que pensar seriamente no adágio popular:
"Quem semeia ventos colhe tempestades"!
Será que o mundo actual tem dirigentes das Nações à altura das circunstâncias?

Luís Coelho disse...

Boa noite
É preferível um passeio pela natureza vendo as espigas de milho e as abóboras.
As mudanças estão a acontecer.
Os políticos não as querem entender.
Continuam a olhar para o lado.
Depois que paga são todos quantos nada tem a ver com as patifarias.

Flor disse...

Lindas cebolas, aboboras e cavalos...
O resto, é realmente o cumulo estes nosso e vossos políticos!
Aqui na minha cidade os vereadores devem votar o seu aumento de salario em 85%!!!!!!!!!!!!!

E quem os impedirá?
Tomara que tenham bom senso, mas duvido muito.

Bjs
Grata pela visita e comentarios!