2011/09/13

Grécia Eterna!... Um sonho transformado em pesadelo?!...

Creta, ao longe, na linha de horizonte marítimo, íamos a caminho da mítica Ilha de Dia. Onde Zeus viveu em criança, alegre e descontraidamente, segundo a Mitologia Grega.

Na ilha de Dia....

 Continuamos na Ilha de Dia
Será que os Gregos ainda vão ter de vender algumas das suas ilhas? Como já alguém alvitrou, uma das muitas sugestões, vindas principalmente dos lados da Alemanha!... 


 A cidade de Heraclion, na ilha de Creta, vista do mar, quando regressávamos da Ilha de Dia

Em 2004, fomos (em família), a Creta. Fizemos escala em Atenas. A Grécia andava em preparativos finais para os Jogos Olímpicos. Vivia-se na Europa da UE numa grande euforia, gastem, gastem. Não vai haver problema nenhum. Os fundos da UE estão disponíveis, abundantes e são inesgotáveis! 
Agora é o que se vê!...


Uma das nossas raras idas ao estrangeiro. 
Será que devemos considerar que visitar a Grécia é a mesma coisa que dizer que vamos ao estrangeiro?
E as raízes de toda a Civilização, onde estão, senão na Grécia?  
Além do mais, são tantas as nossas afinidades!...

Como é possível que a Grécia corra o risco de falir? 
É toda uma ideia de Civilização que está em risco de bancarrota!...


Um sonho transformado em pesadelo!?...
-
Outros apontamentos:
Ao princípio da tarde, a edição online do jornal espanhol Expansion noticiou que a França e a Alemanha deverão fazer esta tarde um anúncio relativamente à Grécia. 13h36 hoje
-
13-09-2011 14:57 - Merkel acredita em solução para satisfazer exigência da Finlândia na ajuda à Grécia
e as Bolsas a subiiiiirem... em recuperação   (para os tubarões ganharem uns milhõezitos!...)

http://rouxinoldebernardim.blogspot.com/2011/09/terrorismo-financeiro-sobre-grecia.html
este tema da actualidade Grega tratado duma forma nua e crua!...
@as-nunes
Posted by Picasa

10 comentários:

carol disse...

Olhe, António, só lhe digo uma coisa horrível: estes sa**nas destes alemães enquanto não conseguirem o que o Hitler não conseguiu, não descansam! E vão consegui-lo com o beneplácito da França e da Inglaterra e da Holanda e da Islândia e etc.... Uma porcaria!

as-nunes disse...

Pois é, Carol, temos aqui um problema muito sério.
Como é possível os juros da Dívida Grega terem atingido os níveis inconcebíveis de, não tarda nada, 100%?
É impossível perceber esta passividade das instituições que encorpam a UE. Afinal parece que estes snrs. e sras. são uns ignorantes e criminosamente apáticos!

Que solução é que terão na manga, que ninguém sabe?
Estou a ficar muito alarmado com esta situação criada ao Euro, particularmente à Grécia, logo a seguir a toda a Europa.
É que ninguém vai sair a rir desta situação, se não forem tomadas medidas de consenso com todos os intervenientes: BCE, FMI, investidores financeiros em geral, UE,
(Quem governa a UE afinal, esqueceram-se que isto ia dar num problema Federal, a nível de todos os Estados da União?)

Incompetentes e negligentes é o que esta equipa de dirigentes da UE se está a revelar!

Que grande trapalhada que temos pela frente! Uma autêntica Guerra é o que é! E de dimensões incalculáveis!

Justine disse...

Todas as raízes da nossa civilização está na bacia mediterrânica, e somos nós todos, ocidentais, que DEVEMOS tanto à Grécia!E esses criminosos vampirescos, em saque desesperado em tudo o que cheire a dinheiro...triste mundo este, onde já não se sabe o que é ética, honestidade, humanidade!
As fotos do vosso passeio estão muito sugestivas, e ainda me entusiasmam mais para os preparativos da nossa ida a Chipre dentro de um mês!
(no sábado às 17h inaugura em Leiria, no Edif.do Banco de Portugal uma exposição do pintor Roberto Chichorro - será desta que a gente se vai conhecer? Teria muito gosto:))) )

as-nunes disse...

Também eu, Justine, gostava imenso de a conhecer pessoalmente. Há quanto andamos por aqui, nos blogues, ora mais assiduamente ora mais espaçadamente, mesmo assim é sempre com grande prazer que troco impressões com a Justine.
Provavelmente não estarei para a inauguração da exposição, nesse dia vou estar em Alcanena, a participar no Encontro Internacional (para a Europa) dos Elistas, organização do Elos Clube daquela vila Ribatejana.

Mas lá irei ver a exposição com toda a certeza (salvo qualquer imponderável, cruzes canhoto!).
:)
-
Nunca imaginei a CEE a transformar-se na UE dos abutres, vampiros, hienas e outros predadores!...

Menina Marota disse...

A III guerra mundial estalou só que ninguém percebeu ainda... a guerra financeira... fria... terrível, capaz de "destruir" Países inteiros que se entregam de joelhos a esta engenharia financeira de vários interesses económicos.

Era uma miúda quando visitei pela primeira vez a Grécia, o País do Onassis, como o meu Pai dizia... e dessas viagens guardo memórias fabulosas...


Um abraço a todos.

Eduardo Miguel Pereira disse...

Caro Nunes, com juros que neste momento já atingem os tais 100%, ninguém duvide que essas coisas estranhas conhecidas como Agências de Rating, que mais não são que agiotas legitimados pelas fracas leis Europeias na àrea financeira, em conjunto com a fiel amiga (deles, claro está !) Angela Merkl, fazem com a especulação financeira aquilo que Hitler não conseguiu fazer com bombas.

Vivemos, amorfamente, um novo "holocausto". E digo amorfamente porque não vejo ninguém reagir de forma efectiva a este estado de coisas.

Houvesse coragem para, por exemplo, Portugal e Espanha se unirem numa União Ibérica e abandonarem a UE, e veríamos depois quem mais sofreria com isso.
Portugal com as fortes ligações históricas e comerciais com África, Brasil e Oriente (via Macau-China), e Espanha com as suas ligações ao restante Continente Sul Americano e Centro Americano, tornar-se-iam, num ápice, numa União frutífera e com capacidades únicas, não só em termos Europeus, mas até em termos Mundiais.

Falta a coragem, e quem sabe, a visão, a esta chusma de políticos que têm (des)governado as duas maiores e mais antigas nações do Continente Europeu.

Iberista me confesso, e afirmo, cada vez mais, que a solução definitiva passaria por aí.

Luís Coelho disse...

Bom dia
Havia aqui uma postagem diferente, relacionada com a finanças e entrega de Declarações com prazos muito apertados e sem possibilidade de se efectuar com regularidade, dado que aqueles Serviços estão quase sempre indisponíveis.

Agora volto e aparece esta viagem.
Visitar a Grécia deve ser um sonho.
Ali vive-se toda a história antiga.

as-nunes disse...

Olá Luís

É verdade. estava tão revoltado com estes burocratas dd Direcção Geral dos Impostos, que me pus a dizer da minha opinião, a quente. Muito a quente. Decidi interromper o trabalho e tentar descansar.
Hoje estou mais animado, mas ainda não fui ver o site das Finanças, como andam por lá as coisas. Uma inquietação incrível só para cumprir uma obrigação de enviar uma declaração simplificada das empresas.
Simplificada?!...

Viva a Grécia, valham-nos os deuses da Mitologia Grega! Se eles nos pudessem ajudar! E aos Gregos, eles próprios, claro!

as-nunes disse...

Menina Marota

Há quanto tempo temos andado cada um para seu lado, de qualquer modo eu a passar pela bela poesia que vai escrevendo e registando no blogue.
Sempre com o maior dos encantos, como a autora bem o merece.

Muitos beijinhos meus e da Zaida

as-nunes disse...

Eduardo

A confusão persiste.
Declarações de intenções e mais nada.
O suficiente para trazer as Bolsas no sobe e desce, como "convém".
...