2012/01/06

Ao preço da China


Já ouvi dizer que talvez se consiga vender ao preço da China...


Leiria - capela do convento dos capuchos
(mais pormenores)
+
reportagem fotográfica
http://www.orelhavoadora.com/2012/01/reportagem-fotografica-do-convento-de.html




@asnunes 

6 comentários:

Catarina disse...

Como o Estado negligencia o seu Património!

Luís Coelho disse...

E assim vai este país.
E os criminosos estão no poder e vão vender ao desbarato o que roubaram no seculo passado aos particulares.

MLisboa disse...

E não seria caso virgem... nem de venda aos estrangeiros, nem de roubo aos particulares!
Assim vai o país e o mundo..., sim, que já estou como o outro "-fugir, mas para onde?!...
Por isso, o melhor é ficar e começarmos a ter outra atitude, digo eu...

Eduardo Miguel Pereira disse...

Governantes que se deram ao "luxo" de vender a nossa própria língua através dum AO, não se hão de comover em vender aquilo que para eles são meras paredes de pedra.

carol disse...

Talvez que... se os chineses o comprassem, o recuperassem. Até mete dó ver o estado ruinoso em que está o dito Convento dos Capuchos!

as-nunes disse...

Estava precisamente a pensar no dinheirão que os Chineses andam a investir por esse mundo fora.

Quem sabe, tendo em conta a excelência da civilização milenar da China, não possamos vir a usufruir das suas intenções de mecenas da cultura e do património material e imaterial da Humanidade?

Pois, quem sabe?!...