2012/01/24

Um jarro ou o tempo em espírito?


Inesperadamente
Um jarro no jardim
Singelamente
Uma alvura sem fim


Mais uma flor que faz o diário do meu jardim...o tempo a passar, todos os anos este jarro evolui no mesmo local.

Será sempre o mesmo?
Será o espírito do tempo?
.
O contraste da brancura do jarro com o fundo preto...
Não sei o que aconteceu a esta fotografia...
Declaro solenemente que não usei de nenhum truque.
Será mesmo o espírito do tempo? 
A preto e branco, 
com uma interrogação amarela?


@as-nunes 

5 comentários:

Catarina disse...

Mais uma bela fotografia! O António está a motivar-me a tirar fotos deste género. A minha tendência é tirar tipo panorâmicas, tirar a um todo. Vou tentar “pormenorizar” – um objeto de cada vez. Vamos ver se a minha Samsung dá para isso.
Esta no preto está fenomenal! De uma amadora para um “profissional”! : )

as-nunes disse...

Olá Catarina

No dia em que me tirarem a fotografia perco o Norte, as minhas referências, as âncoras que me não deixam dispersar ainda mais!

Como apelar e evocar recordações, emoções, sentimentos, sem as fotografias?!
E como nós precisamos de referências para nos podermos equilibrar emocionalmente!

Um abraço, boas squiadelas
- como se chamam as árvores de que só vemos o tronco? Parecem-me quercus...

ManuelNeves disse...

Viva!

Mais uma excelente foto e um belíssimo texto,como é apanágio da seu blog.

um grande bem haja.

Rui Pascoal disse...

Esta está um espanto. Nota máxima.
Parabéns!

Evanir disse...

Sua amizade transformei na minha felicidade, Minha felicidade é ver sua
visito no meu blog.
Hoje não consigo expressar toda minha alegria, simplesmente mesmo levando
uma colinha só para saber de você.
Triste seria para mim se nem isso pudesse fazer mais ..
Eu quero apenas estar sempre perto de você foi esse o unico meio que
no momento Deus esta me permitindo.
Tem momentos que devemos entender nossas limitações.
Paz e Luz.
Beijos meus no seu coração..Evanir