2012/06/01

ACÁCIO de PAIVA - Uma evocação em Leiria


Aspeto do interior do Mercado de Santana, Centro Cultural, gestão da Câmara Municipal de Leiria,
A mesa da tertúlia  no Mercado de Santana
 Fernando Quiné, Rui Quiaios e Zaida Paiva Nunes
António Nunes e Paulo Moreiras(*)
António Nunes (até me fizeram uma entrevista e tudo...penso que aos outros intervenientes da mesa, também...) e Zaida Paiva Nunes
Superiormente coordenada por Rui Quiaios, teve lugar, no Mercado de Santana, uma conversa informal acerca de Acácio de Paiva, a sua vida e a sua obra.
A assistência não se pode dizer que tenha sido muita, talvez algumas pessoas tenham optado por ter ido ao Teatro José Lúcio da Silva ouvir o concerto de David Fonseca.
De qualquer modo saímos todos satisfeitos , nomeadamente o carteiro, Fernando Quiné, que, com muita classe se desembaraçou do seu papel de carteiro que anda a pôr a entrega de correspondência em dia, mesmo que tivesse sido uma carta de Júlio Dantas para Afonso Lopes Vieira a apelar a este para que pudesse sensibilizar Acácio de Paiva a animar-se face à sua desilusão por os Leirienses não terem correspondido ao lançamento do seu único livre "Fábulas e Historietas".

E neste ambiente de amena cavaqueira lá se passou o serão em tertúlia evocando-se o ilustre poeta, prosador, crítico literário, cronista de «costumes e acontecimentos», já anteriormente evocado o quanto baste para aqui ficar registado, de seu nome "ACÁCO de PAIVA
Um dos Leirienses que mais projetou Leiria e as suas gentes e que, pode-se dizê-lo, tem sido um "Ilustre desconhecido" na sua terra natal, que tão bem cantou e tanto amou!...

Abordaram-se temas interessantes da vida e obra de Acácio Paiva e disse-se muita poesia. 

Honra à sua memória!...

Pela minha parte prometo tudo fazer para que uma Antologia o mais completa possível de Acácio de Paiva possa vir a lume nos próximos tempos.
-
(*) Autor do recente Romance histórico "O Ouro dos Corcundas", a saga de um herói anónimo que, por amor, mudou a História de Portugal. Ed. casadasletras - 2011
http://az-bibliotca.blogspot.pt/2012/06/1763-o-ouro-das-corcundas-de-paulo.html
- Fotografia de Inês Paiva Nunes
@as-nunes

5 comentários:

as-nunes disse...

Desde já registo com agrado as presenças da simpática amiga Graça Sampaio e talvez da autora do blogue "Leiria".
Muito obrigado pela vossa presença.
Bjos

Rogério Pereira disse...

O valor de uma comunidade está no empenho de quem a estima. Vamos perdendo valores... felizmente há quem insista.

E isso vale um elogio: bem hajas, meu caro

Graça Sampaio disse...

Tive muito gosto em estar presente, em ouvir-vos falar do vosso parente com todo aquele carinho e em conhecer a Senhora D. Zaida. Tenho de ir à Biblioteca Municipal "catar" o que lá há sobre este poeta algo desconhecido.

Parabéns pelo evento.

as-nunes disse...

Tive muito prazer e senti uma subida honra em a ver na assistência e obrigado pela saudação final com as minhas desculpas por não lhe ter prestado a devida atenção, dadas as circunstâncias do momento.

Beijinho, um dia destes encontramo-nos por aí com mais calma,

as-nunes disse...

Rogério

Obrigado pelas tuas palavras.
A verdade é essa. Todos nós no devíamos empenhar mais na dinamização da vida das comunidades em que estamos inseridos. Não é deixar para os outros o exercício da cidadania, assim nunca veremos a sociedade a funcionar minimamente em consonância com as nossas opiniões, as mais vezes, sem fundamento seguro, por falta de conhecimento do que se passa.

Temos que viver os bastidores ou então não nos queixemos!...