2012/06/19

Hoje não quero salvar o mundo.


Volto para trás
nesta paz
de ver nos meus passos
o único sinal profundo
da tarde lilás...


Que bom! Hoje não quero salvar o mundo.


José Gomes Ferreira
Poeta Militante I

7 comentários:

Mar Arável disse...

O nosso Zé

Maria Luisa Adães disse...

Que bom,

"Hoje não quero salvar o mundo"...

Esqueço e fico em Paz e tudo se transforma em Paz...e descanso e
esqueço...

Maria Luísa

Rogério Pereira disse...

Tenho dias assim
No dia seguinte a força se reforça

Aliás, cada dia que passa me sinto mais a copiar os meus poetas...

Graça Sampaio disse...

As árvores em Leiria estão LINDAS! Adoro tardes lilás e... também já me deixei de querer salvar o mundo...

Beijinhos leirienses

Rui Pascoal disse...

Para um daltónico como eu o lilás é uma cor complicada...
Posso ficar só com o azul e o verde?

Catarina disse...

Uma paisagem “alilasada” não vejo muitas vezes.

as-nunes disse...

Mas que bela plateia de adoladores do lilás.

Ou seja do Jacarandá que só agora é que está a dar os ares da sua graça.

Mas nunca é tarde, mesmo para fazermos a nossa parte para salvar o mundo.
Só que, de facto, há dias em que não conseguimos conceber o que fazer face a tantos problemas que nos assoberbam a mente, preocupados com o futuro, mesmo sem sabermos o que é esta coisa do futuro.

Valha-nos a poesia.

Hoje sentimos que temos o mundo na mão
amanhã já não
com a poesia, sim e não.

Saudações lilases, e azuis e verdes e poéticas,