2012/06/04

Memórias


(...)
A minha memória é um país
        onde houve uma janela
                 e à janela um sonho
                    e ao sonho um homem
(...)

José Carlos de Vasconcelos
tempo de elegia
Maio de 1971
-
Nota do autor do blogue:
A minha memória é a família...
Estou é a tentar arrumá-la, a memória, propriamente dita, como um componente imprescindível do ser vivo, do homem particularmente...
O que não significa que, transpondo para o estado atual do nosso país, não me sinta como o poeta transcrito.

3 comentários:

Graça Sampaio disse...

Lindas as palavras do poeta! Já houve um sonho, realmente, que estes fulanos agora estão apostados em destruir!

Margarida Costa disse...

Que linda foto, caro amigo! :)

Catarina disse...

Linda foto, sim senhor.
Fico pela foto que me alegra! : )