2012/07/09

Em contraciclo


sentir a presença de Deus
olhar o milagre permanente
da vida, do belo, 
um momento que não mente...


ao contrário
os mentirosos
vendidos
traidores
dos anseios
do povo 


que se sente
acossado
desiludido
ultrajado
humilhado
ofendido...


nada é eterno
nada é imutável
muito menos o governo
todo ele contestável detestável


ps.: 
ed. revista (os 2 últimos versos)
-
O título deste registo foi corrigido para a versão do Novo Acordo Ortográfico. Penso eu que estou a interpretar devidamente as regras em vigor.
@as-nunes 

5 comentários:

quem és, que fazes aqui? disse...

Um grito e a gritar andamos. Continuemos então!

Beijo

Laura

Rui Pascoal disse...

Contestável não só o governo
mas também o "condestável"...

Graça Sampaio disse...

Até quando é que vamos aguentar esta cega-rega deste governos de malfeitores?

Mas olhe que a foto da flor é tão bonita, tão elegante que nada, mas mesmo nada tem a ver com o dito governo...

as-nunes disse...

Muito boa noite (já madrugada)

Estou aqui às voltas com umas esquisitices que era suposto fazerem parte integrante do Simplex!

Nem imaginam o quão Complicadex estas declarações são! Só com programas informáticos muito bem elaborados (que os informáticos não estão a conseguir apurar) é que se consegue validar tanta informação.

Arre e Xó!...

Um abraço

lis disse...

Gostei da Flor,
e do poema
dos comentários não entendi 'quase nada' rs
abraço