2012/07/15

Em Lisboa, por estes dias...





 Há muito que não ia a Lisboa para tentar descontrair, olhar Lisboa sem pressas...

Passámos bastante tempo na zona do Chiado e da Rua Áurea...

À noite fomos aos Fados, uma coisa que, pela internet e outras referências, daria um serão interessante.
Foi caro, fiquei com a sensação de estar numa casa de Fados para turista ver e gastar...

Não gostei, eu que sou um amante acérrimo do Fado!...
@as-nunes

4 comentários:

Fado Sou disse...

Tem toda a razão, acerca das casas de Fado; têm espírito puramente comercial, o que se vem notando de há anos a esta parte e cada vez pior... Só no "fado vadio" ou em "associações" é que se encontra ainda alguma genuinidade.
Um dia destes vou ver como é que é aí na nossa Leiria; ando para lá ir há que tempos, mas ainda não deu.
Abraço
O.

as-nunes disse...

Acabei de olhar para nascente, do alto dum 6º andar, aqui para os lados do Marquês.

O dia está a nascer solarengo, não corre uma brisa, pelo que noto nas árvores da rua, através da janela.

Se calhar com a consagração do Fado a Património da Humanidade vai ser um corropio ao negócio. Ainda vamos, um dia destes, assistir a um "debate" na Assembleia da República" para se aprovar o "Código Deontológico do Fado". Sei lá!

Em Leiria não me tenho envolvido em tertúlias de fado, se é que as há, à séria. Houve tempos em que na roda de amigos se cantavam uns fados vadios e era uma maravilha.

Um abraço
António

Graça Sampaio disse...

Lisboa é mesmo coisa boa...
Mas sem Casas de Fados, claro, que essas são mesmo para os turistas de fora. Fui uma vez com um grupo de professores estrangeiros que recebemos aqui na escola e eles adoraram!... Eu não. Mas eu não gosto de fados... e sou lisboeta de alma e coração. Paradoxos...

Mas é tão bom ir a Lisboa, não é?

beijinhos lisboetas...

Rui Pascoal disse...

Amanha conto ir até lá, não irei ouvir fado mas tem que ver com o destino, entretanto aproveito o Sol do Pedrogao.
:)

P.S. Até as fotografias estão pela hora da morte.