2012/08/11

Nazaré: Ronda Literária Feira do Livro 2012

Na sua terceira edição, esta iniciativa procura conjugar o prazer da tertúlia literária e gastronómica com a descoberta de espaços particulares que abrem as portas aos visitantes, permitindo-lhes um momento único de confraternização e descoberta.(biblioteca da Nazaré)
 No 1º ponto de encontro, num café-bar junto à capitania do porto da Nazaré e à Igreja da paróquia.
 No 2º ponto fomos surpreendidos pela presença de Fernando Pessoa, numa casa particular, onde se disse muita poesia.
 Ainda no 2º ponto da Ronda.
 Já no 3º ponto, noutra casa particular, o Diretor da Biblioteca, Alexandre Isaac, no controlo das operações e grande animador desta iniciativa. Aqui foi projetado um excelente vídeo amador, montagem do próprio Alexandre, em que se interligam belas imagens da Nazaré com muita poesia dita com classe e sentimento.
A Zaida a dizer um poema de Jorge de Sena:

... um Portugal que permanece o mesmo


2º de dois poemas:

De cada vez que um governo necessita de segredos,
por segurança do Estado
ou para melhor êxito
nas negociações internacionais,
é o mesmo que negar,
como negaram sempre desde que o mundo é mundo,
a liberdade.

Sempre que um povo aceita que o seu governo,
ainda que eleito com quantas tricas já se sabe,
invoque a lei e a ordem para calar alguém,
como fizeram sempre desde que o mundo é mundo,
nega-se
a liberdade.

Porque, se há algum segredo na vida pública
que todos não podem saber
é porque alguém, sem saber,
é o preço do negócio feito.
E se há uma ordem e uma lei que não inclua
mesmo que seja o último dos asnos e dos pulhas
e o seu direito a ser como nasceu ou o fizeram,
a liberdade
é uma farsa,
a segurança
é uma farsa,
a ordem é uma farsa,
não há nada que não seja uma farsa,
a mesma farsa representada sempre
desde que o mundo é mundo,
por aqueles que se arrogam ser
empresários dos outros
e nem pagam decentemente
senão aos maus actores.
-
@as-nunes 

5 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Muito interessante!

Abraço

Luís Coelho disse...

Momentos de poesia numa casa que aposta na formação de todos.
A feira do Livro na Nazaré ou em outra localidade é em si um acontecimento de louvor.
Parabéns ao promotores e aos participantes

Rui Pascoal disse...

A avaliar pelas imagens devem ter sido bons momentos para repetir.

Isa GT disse...

Boas iniciativas que devem ser preservadas.

Bjos

as-nunes disse...

Isto é o que está a dar.
Hoje, foi toda a tarde na "Rota dos Escritores em Leiria", Francisco Rodrigues Lobo, Eça de Queiroz, Acácio de Paiva, Afonso Lopes Vieira e Miguel Torga.

Das 3 e meia até às 7 da tarde.

Um abraço, bom fim de semana