2013/01/05

Instantâneos de vida



Fui ao dentista, já há uns tempos que andava com um dente a precisar de arranjo. Eram umas 5 menos um quarto da tarde. Se tiver alguma coisa a fazer ainda tem tempo, só para as 5 e meia é que haverá vaga.
Tinha saído de casa precisamente com este objetivo. Fazer uma revisão a um dente.
De modo que, para não perder o estacionamento que tinha conseguido, mesmo ali ao pé da clínica, peguei na minha Nikon D3200 com objetiva 18-105 mm e fui dar uma volta pelas redondezas. Zona da Cruz da Areia, Prisão Escola, por ali. O dia estava a declinar e, claro, a luz crepuscular iniciava uma dança melancólica com a sombra. 
O horizonte dava mostras de pressa para se recolher ao negro da noite. Viam-se nitidamente os rastos de condensação deixados pelos aviões a circularem na rota costeira, a esta hora mais na direção Sul Norte. 
Tirei uma data de fotografias.

Eis mais algumas:


Momentos antes de entrar na clínica.
Estamos em Leiria.
@as-nunes

18 comentários:

Catarina disse...

Momentos precisos.
Gostei muito. : )

as-nunes disse...

Muito bom dia, Catarina. O tempo aqui está duma luminosidade incrível.

Olhando o horizonte, através da janela virada a nascente, lá continuam os rastos de condensação dos aviões comerciais, imensos...
como eu gostaria de poder viajar uns dias que fossem...

Nem que fosse de automóvel! ...

Bom fim de semana por aí, na Canadá.



Rogério Pereira disse...

As viagens também se vazem com um olhar,
basta focar...

Justine disse...

A primeira e a última foto são de mestre!
Parabéns, vale a pena esperar a hora do dentista:))))))

irene alves disse...

E valeu a pena porque as fotos
estão óptimas.Parabéns.
Um abraço
Irene Alves

Graça Sampaio disse...

Lindas as fotos! Também, não admira, com uma Nikon toda XPTO...

Espero que o/a dentista tenha sido meigo/a...

Bom fim de semana e boas fotos.

Rui Pascoal disse...

Uma coisa que nunca me lembro de ter feito, levar a máquina fotográfica ao dentista...
:)
As fotos estão fantásticas!
Um abraço!

as-nunes disse...

Boa noite a todos. Obrigado por terem cá vindo, a este mundo fantástico em que vivemos e de que, quantas vezes, nem nos apercebemos que fazemos parte integrante!...

Abraços

Ah sim, Graça, a máquina ajuda muito...

elvira carvalho disse...

As fotos estão interessantes, espero que o dente esteja bom.
Um abraço e um bom Domingo de Reis.

as-nunes disse...

A dentista foi muito meiguinha, disso não me posso queixar. O dente, esse ficou em ordem, mas há muito mais dinheiro para gastar se quiser que fique tudo em boa ordem. Esse é que é o problema. E com o SNS que temos!
É que se não nos tivessem andado a enganar, cobrando impostos e taxas com uma finalidade específica e agora virem refazer as contas a dizer que afinal estoiraram o nosso dinheiro em engenharias financeiras e outras "aldrabices", nós teríamos feito seguros de saúde, em alternativa!

Domingo de Reis, elvira? Nem me lembrava de tal feriado!...

Um abraço

quem és, que fazes aqui? disse...


Ainda bem que houve precisão de ir ao dentista; ainda bem que teve de esperar e que preencheu deste modo o tempo.

Belíssimas (sobretudo as duas iniciais e a última). Nada como um poente para nos adoçar a alma.

Beijo

Laura

as-nunes disse...

Podia-me dar para me dedicar a outras coisas, Laura, a andar a bajular o Governo, por exemplo, podia ser que ainda recebesse umas palmadinhas nas costas um dia destes!

:)

m lourdes disse...

Belíssimas fotografias!... A competência não é só da máquina, mas principalmente da sensibilidade do operador, ou antes, do artista.
bjkinhos serranos,
ML

Isabel Soares disse...

O que deve fazer quem gostaria de saber fotografar assim? Aprender não chega, pois não? É precisa essa sensibilidade com que as capta. Onde comprou isso???? Veio com a máquina ou foi promoção do vendedor?

as-nunes disse...

Minha querida irmã Lourdes. São os teus olhinhos que te induzem a fazer estas avaliações tão fraternas
(lembras-te da expressão?).

Beijinhos, também serranos, pois. É que para além de sermos da terra de Viriato, também aqui tenho, mesmo à beirinha a Serra da Maúnça, a Sra. do Monte e a Serra d´Aire e Candeeiros.

Está tudo bem contigo? Vamos fazer figas para que o 2013 não seja tão brutal como se apregoa para aí!

Beijinhos

as-nunes disse...

Com todos estes piropos, Isabel, às páginas tantas ainda me convenço que passei à margem duma grande carreira como fotógrafo... de reportagem, digo eu.

A questão é que até teria gostado, penso eu. Tudo isto
é Vida... já sei que a Isabel é frontalmente contra o determinismo da vida, mas olhe que não tão poucas vezes como isso, nos interrogamos porque é que a vida de cada um de nós segue por determinados caminhos e não por outros...

Que o Ano de 2013 seja tudo menos fatalista, como o Fado com que nos andam a querer enlear!

M Lordes disse...

Irmão artista. sim, vai-se revelando cada vez mais. Quis o destino?!... ser um contabilista, um administrador dos bons. Também é uma forma de arte ser um bom profissional, resultado de ter sido um bom aluno! à época costumava dizer-se "letras são tretas" e aí vai o meu irmão bater na Matemática...
ML

as-nunes disse...

Olá mana.
Ainda consegui chegar a tempo de te dizer olá. Não é muito frequente rever registos (posts??) do meu blogue, que já tenham ficado na pilha da história.
Talvez tenha sido um momento telúrico, talvez.É isso. Deve ser...

Beijinho.