2013/01/12

Uma luz no meio do nevoeiro

 do lado de cá do rio lis, do outro lado as Cortes e a sra. do Monte, adivinham-se...

noite de nevoeiro
cerrado
à luz do candeeiro

duas horas da madrugada
veremos como será a alvorada
se a política continua desastrada
anquilosada
estereotipada
gripada

e o Zé que se aguente! ...

@as-nunes

11 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia
Uma foto maravilhosa em contraste com a situação política.

O Céu continua a encher-nos de maravilhas enquanto a classe dos políticos se degrada cada vez mais afundando o povo na mais profunda miséria...

elvira carvalho disse...

Maravilha de foto.
Duas da manhã? Com candeeiro no nevoeiro? não me diga que andava à procura do D. Sebastião.
Amigo , e o zé vai aguentando tudo. Até quando? Provavelmente até que o povo se convença que a mudança é possível, mas está nas suas mãos. Não nos politicos inconscientes ou corruptos.
Um abraço e bom fim de semana

Isabel Soares disse...

Ora até que enfim apareceu a desejada luz. Que linda foto! Mais uma das muitas...

Rui Pascoal disse...

Só com uma valente dose de "antibótico". Isto não vai lá com "mezinhas"...

as-nunes disse...

Muito obrigado pela vossa visita, caros/as amigos/as.

Gostava de ter a pedalada de alguns dos nossos companheiros de tertúlia, que conseguem responder, um a um, a todos os comentários nos seus blogues. É muito simpático e denota um excecional empenhamento de modo a conseguir a tão almejada empatia entre o blogger e os seus seguidores.

Espero que me possam relevar esta falta grave, muito grave mesmo.
Estou em permanente penitência mas, mesmo assim, não consigo melhorar a minha performance.

Abraços de muito reconhecimento e amizade.

Graça Sampaio disse...

"veremos como será a alvorada" deste país... Para quando essa alvorada?

Bela foto (mais uma...)

Bom fim de semana.

São disse...

Parabéns pela foto, que acho maravilhosa!

Quanto ao Zé"ai, aguenta, aguenta"!

Um bom domingo.

Justine disse...

A foto está magnífica, a augurar um dia diferente e bom...

lis disse...

'Não se traduz os nevoeiros.
Atravessa-se com as mãos' já dizia o poeta.
confiemos Antonio!

M Lourdes disse...

Gostei do - venerador e muito obrigado... - fórmulas de cortesia com que terminavam as famosas cartas comerciais objecto de estudo das aulas de Português nos nossos tempos!

as-nunes disse...

Ah faz-te lembrar, M Lourdes, aqueles velhos termos de encerramento das cartas comerciais,

Atto. Venerador e Mto Obrigado ?

Velhos tempos, digamos que já estamos a falar de meados do século passado, pouco mais,

Bjinho