2013/03/28

Janela (in)discreta ou nem por isso

Ao estilo do meu vizinho de cima...

Por vezes assalta-me esta indecisão: continuar a publicar verbetes no meu blogue, duma forma dispersa e dispersiva, como tem sido meu hábito desde 2006, ou dar prevalência à crítica política e social, dado o momento conturbadíssimo que estamos a viver.

Acontece até que, não raramente, me sinto algo desconfortável por me “entreter” e entreter os meus leitores com assuntos que não abordam especificamente temas sérios, quer dizer, as questões de interesse cívico/político. É que, cada vez mais, temos todos de ser políticos, no sentido em que se não formos nós a participar na formação duma opinião pública bem fundamentada, estaremos eternamente nas mãos de uns quantos “iluminados” que tiveram a ideia e/ou padrinhos que lhe permitiram seguir uma carreira política nos partidos e, dessa forma, virem a ser quem define e executa a estratégia tendente a nortear a nossa vida enquanto cidadãos duma comunidade, o nosso país em instância média.

No entanto, temos de admitir que já há por aí comentadores e analistas políticos  em abundância. Se calhar até já os haverá em excesso. E com a entrada em cena de José Sócrates, na RTP, a coisa promete…

De modo que a minha tentação, até por uma questão de auto-defesa mental, é manter esta minha linha de rumo, abordar duma forma mais ou menos espontânea, os temas que me forem ocorrendo, sem pretensões de poder constituir-me numa referência obrigatória como guia de quem quer que seja.

Com Sócrates de volta ou sem Sócrates, caia o Carmo ou a Trindade, vou tentar manter este rumo que tracei para o “DISPERSAMENTE…”.

Ocorreu-me escrever isto, hoje… 

em tempo:
Como ficar calado? Lá terei que dar o dito por não dito! 

@as-nunes

15 comentários:

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Parece-me uma confissão da tua vida e que se assemelha em muitas coisas com a minha vida e a minha politica.

Cada dia me parece que devo duvidar desses iluminados que ganham fortunas a vender "banha de cobra"

Hoje o poder económico sobrepôs-se aos valores humanos, sociais e regionais.
Eles, os iluminados políticos, destroem tudo por ordens de não sei quem, mas sempre para proveito de alguns...

Um abraço e votos de uma boa Páscoa.

as-nunes disse...

Bom dia, Luís

As tuas palavras são, sempre, duma assertividade e pragmática a toda a prova.

Esta questão dos "iluminados" pela luz Altíssima do Dinheiro, julgam-se muito espertos. Superiores mesmo. De tal modo que continuam a fazer as suas jogadas mirabolantes como se fossemos todos umas alimárias sem capacidade de discernimento para aperceber que a estratégica básica deles se baseia em terem acesso ao dinheiro, que é de todos nós (que fomos nós que o criámos), a qualquer preço, mesmo que à custa da miséria de 99% da Humanidade.

Aquilo que se tem passado em Chipre e a questão dos bancos e da "taxa" que estão a cobrar sobre os Depósitos é de loucos. É que, entretanto, quem devia suportar essa taxa, sabe-se, pode levantar o dinheiro que quiser nas sucursais dos bancos Cipriotas no estrangeiro...

E que Offshores há-os numa data de países Europeus: Luzemburgo, algumas ilhotas Britânicas, e até a nossa Madeira.
Logo... aí vem a receita para trtar dos males da Europa (alguns, que são tantos).

E o Passos, que já anda a acenar com o fantasma de eleições antecipadas ou de Governo de Salvação Nacional?
Cataventos de papel!!!!!!!!!!!!!

Apre! Como é que podemos ficar calados?

as-nunes disse...

Boa Páscoa...

Precisamos é de um verdadeiro "Partido Regenerador"! .....

deep disse...

Continue neste seu registo. Como disse, comentadores políticos não faltam. Não escrevermos sobre as coisas não significa que não nos preocupemos.

Aproveito para lhe desejar uma Páscoa feliz. :)

Rui Pascoal disse...

"A vingança serve-se fria", Cavaco não foi poupado e bem as merecia mas,
com esta gente e com estes partidos, parece-me que vamos continuar a ter mais do mesmo... onde é que está o interesse nacional?
A culpa é sempre dou outros?

Rosa dos Ventos disse...

Criei o meu blogue como catarse de um grande dor que jamais irei ultrapassar, não entro normalmente em temas polémicos porque preciso de me preservar física e psicologicamente mas não fujo a comentar blogues que seguem esse rumo!
Um paradoxo? Talvez...
Quanto à minha intervenção na polis fiz o que pude durante 12 anos como autarca...na oposição!:-))
Gosto de blogues que se dispersam assim...

Abraço

Evanir disse...

Que, na Páscoa, nossa fé seja revigorada pela
certeza de que Cristo ressuscitou e está entre nós.
O sentimento de Páscoa não termina,
ele sinaliza um novo começo da primavera
e a vida marca nossa amizade.
Feliz Páscoa Deus abençoe
tremendamente sua vida.
Beijos na alma carinhos no coração.
Tem mimo na postagem caso gostar fica
a vontade para pegar..
Evanir..

Rogério Pereira disse...

Seja qual for a sua opção, não abandono leituras... mesmo se falam por janelas indiscretas

(acrescentei no meu post um link que não figurava quando o comentou...)

São disse...

E poruqe não misturar os assuntos? Pode(rá)assim falar de tudo o que lhe apetecer...

Desejo-lhe uma Páscoa de esperança e renovação junto a quem (o) ama.

tulipa disse...

aQUI

fala-se
de política e comentadores
...
noutros blogues
fala-se de Páscoa


difícil ter fé
em certos momentos da nossa vida!

Feliz Páscoa também para si
António Nunes!

Cada dia há mais afastamento
distância

Amigo
aqui a amiga moçambicana
habituada ao calor humano da cidade da Beira (Moçambique)
sofro cada vez mais
com a distância
e o iGNOrar da minha pessoa

verdade tão verDADEIra

No post de ontem
nos "Momentos Perfeitos"
tento falar dos símBOlos
do Vietnam
com imagens a condizer
espero que goste!
.
um beijo meu

AH...já agora
a minha opinião é:
Tente manter este rumo que traçou para o “DISPERSAMENTE…”.

as-nunes disse...

Olá Tulipa

Esta vida de blogger é uma coisa muito especial. Aqui andamos envolvidos, tentando manter o contacto com os nossos amigos de tertúlia que vamos entrelaçando nos nossos círculos. Estes começam a ser muitos - demasiados, diria eu - e quando damos por ela já estamos tão dispersos que é muito difícil manter contactos regulares.

Como me esquecer da minha amiga Moçambicana?

Uma Boa Páscoa, Kalinka!

quem és, que fazes aqui? disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
quem és, que fazes aqui? disse...

Sem dispersões, uma Boa e Feliz Páscoa!

Beijo

Laura

rosa-branca disse...

Meu amigo, por mim prefiro ver a natureza que é diferente todos os dias e é pura também. Quanto aos políticos é tudo farinha...farinha não, farelos do mesmo saco. Claro que o amigo é quem sabe. Boa Páscoa e beijos com carinho

Isabel Soares disse...

Santa Páscoa.