2013/03/12

Viva a freguesia da Barreira! Vem aí a UNIÃO!...

 
---
10 de Março de 2013. Comemorou-se o 275º aniversário da fundação da Freguesia da Barreira – Leiria. Precisamente no ano em que, por força da reestruturação administrativa do território português se decidiu eliminar ou juntar (agregar, unir, sei lá…) muitas autarquias, por esse país fora. Mas só se olhou para o poder local das freguesias, aquele que mais facilmente se consegue domar. Mais facilmente, talvez porque se usou do sofisma e da tática do facto consumado. As pessoas andam anestesiadas pelas dificuldades da vida, vão aceitando as medidas de austeridade que nos estão a ser impostas. O medo de sermos pobres torna-nos dóceis e o poder central/global sabe disso muito bem. Até já nos ameaçam com uma guerra a sério na Europa!...
.
De modo que a freguesia da Barreira lá participou numa sessão, no Salão Paroquial, meia dúzia de gatos pingados, na mesa, as “autoridades” administrativas, civis e militares e religiosas…
Nas próximas eleições autárquicas já não vai haver freguesia da Barreira.
Em seu lugar teremos a “União das freguesias de Leiria, Pousos, Cortes e Barreira”.
Os candidatos a este novo poleiro começam a perfilar-se…
@as-nunes

4 comentários:

Graça Sampaio disse...

Este estúpido governo não vai deixar pedra sobre pedra neste pobre país!

E nós todos aqui de pés e de mãos atadas sem ninguém que nos valha...

Rogério Pereira disse...

A "reforma administrativa" constava do memorando, sem que a troika soubesse minimamente o que era uma freguesia. Mas quem o assinou, sabia...

Pena as bandeiras não estarem a meia-haste e a igreja não tocar os sinos a rebate... Fica uma chávena para secular o evento. E por respeito nem lhe digo a dor que vai neste meu peito...

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Penso que este grito é um alerta para que ninguém vá votar nas próximas eleições autarquicas.

Se não temos quem nos defenda porque haveremos de ir votar...???

Estou farto de chulos...

Rosa dos Ventos disse...

Não sabia que a união era feita assim!
Uma cretinice!