2013/11/10

As árvores do centro de Leiria neste outono

Tília no canto Norte do Jardim Luís de Camões  

As Melia Azedarach do Largo 5 de Outubro de 1910, já enformadas e a darem nas vistas...
 O Pastor Peregrino de Francisco Rodrigues Lobo (Estou a tentar acompanhar o trabalho académico "Itinerário Poético de Rodrigues Lobo de Maria de Lourdes Belchor, INCM 1985...). Andavam a arranjar a estrada ali ao pé do Largo Goa, Damão e Diu... creio que o chão anda a abater um pouco...
 O Castelo de Leiria a espreitar por uma nesga entre as folhas duma tília e dum bordo negundo
 Uma melia azedarach entre duas ameixoeiras de jardim
 Um liquidambar ( o do recanto da Alameda do marachão, mesmo ao pé do rio Lis que acompanha o Jardim Luís de Camões
 A tal tília no canto norte do Jardim, um cedro (a árvore mais alta) e um dos raros ulmeiros que susbsistem no centro da cidade
Uma perspetiva do Jardim Luís de Camões, ao fundo um painel publicitário não sei bem de quê, com um X garrido, demasiado contrastante com o ambiente do lugar. Coisas do marketing...

Fotos tiradas no decorrer dum passeio inesperado de máquina fotográfica em punho...

@as-nunes

10 comentários:

Catarina disse...

Essas são tb as cores que predominam nos parques e nas ruas de Toronto, uma cidade muito arborizada.

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Bom dia amigo
Sempre a oferecer-nos belas imagens da nossa cidade.
Às vezes andamos distraídos e nem reparamos na beleza que enfeita as nossa ruas e praças.
Votos de um bom domingo.

as-nunes disse...

Olá Catarina.

O Canadá é, sem dúvida, por aquilo que nos mostra com tanto carinho e qualidade fotográfica, um país com outonos magistrais de cor, de beleza sem par.

O nosso outono também é belo, muito, assim tenhamos um pouco de tempo e sensibilidade para olhar e ver o belo que a Natureza nos proporciona.

Bom domingo.

as-nunes disse...

Bom domingo, Luís.

Vou tomar um duche, agora mesmo cheguei do quintal/jardim e venho todo suado...
Tenho a impressão que este ano me estou a antecipar... já ando a fazer podas de árvores; uma roseira/arvoreta e uma ameixoeira de ameixas amarelas.

Um grande abraço,

Viviana disse...

Olá, amigo António

Quanta beleza e côr...nestas fotos !

Sabe que ao olhar as fotos, senti-me a caminhar por aquelas velhas ruas e praças!?

A maioria das árvores são meu tempo.Ṽim de lá em 1961.

Obrigada, pela generosidade de nos presentear com estas bonitas imagens.

Se não se importa,vou levar uma comigo, a mais vermelhinha...para publicar no meu cantinho.

Desejo-lhe a continuação de uma boa poda -eu, ainda não comecei e tenho tanto, mas tanto, que podar!
Só as roseiras de santa terezinha...treparam por cima do abacateiro até ao telhado.

Um grande abraço meu amigo
Continue a divulgar a "Princesa do Lis"

Viviana

Justine disse...

Bem aproveitado passeio:))))
São tão belos os tons de outono...

Rosa dos Ventos disse...

Como eu conheço bem estas árvores...e em todas as estações são belas!

Abraço

as-nunes disse...

Este outono está celestial.

As folhas das árvores bem amarelecem, mas a sua beleza ainda realça mais o quão belo é a Natureza, ela própria.

Divinal, concordo. Assim o homem ganhe juízo e não continue a desequilibrar o eco-sistema em que se fundamenta toda esta sintonia incrível!

lis disse...

Vejo Leiria como um lugar encantador.
E no Outono resplandece!
muito bonitas as fotos _ tons lindos das árvores_ um prazer apreciá-las daqui,
meu abraço

Graça Sampaio disse...

Linda a "nossa" cidade! (O pior é o resto...)