2014/06/04

A papoila dormideira na Estremadura portuguesa


 A papoila/papoula tem o nome científico Papaver  (esta será a Papaver somniferum ?)

 Através de incisões na cápsula destas plantas obtém-se um látex que, depois de seco, se transforma no ópio, produto que contém numerosos alcalóides, incluindo a morfina que é o mais importante, substância esta cujo uso como analgésico é por demais conhecido, o mesmo se podendo dizer, aliás, de outros usos dados ao próprio ópio.
Das sementes também se  extrai um óleo que é usado na alimentação e para fins industriais.
(in blogue O Botânico Aprendiz )


4 comentários:

Lídia Borges disse...


Não conhecia. Muito bonita, mas como diz o velho ditado: "Não há bela sem senão".


Um beijo

as-nunes disse...

Olá Lídia.

A flor é realmente bonita e muito romântica.

E o nome da rua?! Então não é que ninguém sabe, não há registos, do porquê deste nome; só se sabe que em tempos remotos se chamava rua das rosas!.... ?!

Rogerio G. V. Pereira disse...

Pode haver uma relação directa entre a papoila e o nome da rua... ou entre isso e as minis... sei lá

mas as pequenas flores amarelas
também são belas

as-nunes disse...


Bem visto
o par de minis
também pode ajudar
uma terra que dá papoilas
daquela espécie
também é terra de ilusões
neste tempo de camaleões
e de aldrabões