Mostrar mensagens com a etiqueta OE2010. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta OE2010. Mostrar todas as mensagens

2010/01/30

2010/01/28

Orçamento do Estado e Poder

Passei pelo MSN, aliás, está na minha página inicial do meu browser "Google Chrome" e deparei com esta questão, a título de inquérito.




Que evento vai marcar 2010?



Respondi instintivamente, como se estivesse na pele da maioria das pessoas que, provavelmente, respondem a este tipo de inquéritos.


Como devem saber, após se responder ao inquérito, dão-nos, como retorno, a posição percentual da importância que os questionados atribuem a cada questão. Ei-la, no caso concreto da pergunta acima:


O Casamento entre pessoas do mesmo sexo (Jan’10) 20%
O debate do Orçamento de Estado (Fev’10) 5%
A visita do Papa a Portugal (Mai’10)
23%
O Rock in Rio 2010 (Mai’10)
7% 

O Mundial 2010 (Mai-Jun’10) 34%
O centenário da República (Out’10) 5%
A Campanha para as Presidenciais (Dez’10)
6%



7618 respostas, sem valor científico, resultados actualizados ao minuto. (12h50 de 28/12/2010)


Ou seja, a maioria significativa das pessoas que responderam a este inquérito, estão predispostas a darem a sua atenção máxima, ao que se vai passar relativamente ao "Mundial 2010" de Futebol, deixando para último plano das suas preocupações, o tema que deveria ser de importância extrema para as suas vidas, ou seja o Debate do Orçamento de Estado para 2010!


Se bem que também é verdade que pouco resultado prático teria o manifesto da nossa preocupação na busca das melhores soluções para um equitativo OE!
Com o dinheiro a ser gerido sempre no intuito de favorecer os mesmos, os mais privilegiados, os que estão na roda do Poder, e o princípio de que Cidadãos de Primeira somos todos nós, a ser constantemente menosprezado, para não dizer desprezado!...

Posted by Picasa

2010/01/26

As i am


(se quiser ouvir o som, desligue a playlist da barra lateral)
As discussões à volta do Orçamento do Estado trazem-me de cabeça à nora. 
Não há dinheiro nos cofres do Estado? Pois como é que pode haver? Diz-se que o dinheiro que a Madeira reclama que é uma gota de água, que as mordomias dos políticos que passam à "reserva" da Nação, Ministros e por aí abaixo, idem aspas, que há que dar mais subsídios para tudo e mais alguma coisa, etc etc.
Nós somos assim! 
Podemos continuar assim?!...