Mostrar mensagens com a etiqueta amigos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta amigos. Mostrar todas as mensagens

2018/08/13

No aniversário de um amigo






Ao Carlos Pires

há amigos que marcam
porventura para sempre
a marcha da nossa vida

pelos montes
vales
rios 
nos quintais

encontramos sinais

como sejam
peixes pássaros formigas
maçãs chuva
Deus a sorrir por entre as folhas
das macieiras

e coisas que nos falam
de coisas a celebrar
juntam seixos na areia
e mostram-nos desenhos

que significam sempre algo
de extraordinário

por exemplo um sete
do mês de agosto

salve amigo 

Lourais, no meu quintal, em 7 de Agosto de 2018

António Nunes (a DA)

(e-mail Có-Có)

2018/01/27

Grupo de Poesia e Cultura da Biblioteca Municipal de Alcanena - Dr. Óscar Martins





Felicidades, prezado amigo e Dr. Óscar.
Muito obrigado. Até sempre, onde quer que seja...
- Caros amigos do Grupo Poesia Bibl. Alcanena: Quem toca a viola no fado em música de fundo é Afonso Sousa (sublime poeta romântico/lírico, prosador de palavras cinzeladas em ouro e diamantes, ilustre advogado, guitarrista que privou com Artur Paredes, Rui Pato, Zeca Afonso... gravação de 1929)... A Zaida muito mais terá a dizer sobre o nosso personagem de Março do corrente ano na Biblioteca Municipal de Alcanena. (Afonso de Sousa - Leiria) ..........

Mais concretamente em relação à música de fundo:
Edmundo Bettencourt - voz
Artur Paredes - guitarra
Afonso de Sousa e Mário da Fonseca - viola
Columbia BL1005 e GL 108 - Saudadinha
6 de dezembro de 1929



2014/04/19

Árvores de Leiria: Amoreira pendular

Árvores de Leiria: Amoreira pendular

Nunca tinha reparado neste tipo de amoreira.
Fui encontrá-la no jardim à volta da casa do meu velho amigo mm.cruz.
Perguntei-lhe pela identificação daquela árvore. A resposta foi imediata: morus alba ´Pendula`.

2013/12/05

Arménio Vasconcelos no lançamento do seu livro "Contos e réis reais d´amores"


 Adélio Amaro, editor da Folheto - Leiria, a apresentar a mesa e moderar a sessão...
 Zaida Paiva Nunes a dizer poemas de Arménio Dos Santos Vasconcelos . Pode ver-se na mesa: Adélio Amaro (editor da Folheto) Cynthia Roberts (Brasileira, procuradora, escritora, pintora, etc.), Arménio Vasconcelos, Celeste Alves (foi quem apresentou magistralmente o livro), Prates Miguel (advogado e escritor de relevo)...
Prates Miguel a ler-nos, no seu estilo peculiar, o Prefácio do livro de Arménio Vasconcelos.
Uma delícia de escrita e sentimento; pode ler-se na íntegra no fac-símile apresentado abaixo. (*)

 Um aspeto da assistência.
 A Dra. Celeste Alves a fazer a apresentação do livro deArménio Dos Santos Vasconcelos. Na mesa, da esquerda para a direita: Adélio Amaro, Cynthia Roberts, Arméniio Vasconcelos, Celeste Alves e Prates Miguel; uma equipa de luxo!
 A Dra. Cynthia Roberts a mostrar um quadro que ofereceu ao autor do livro e seu velho e grande amigo, vinda do Brasil...

 Arménio Vasconcelos no uso da palavra, emocionadamente, poeticamente...

 Para além da forma excecional como a Dra. Celeste Alves apresentou o autor, o seu livro e a sua obra, nunca é demais recordar o sítio na internet onde se pode encontrar uma biografia mais pormenorizada de Arménio Vasconceloshttp://armenio-vasconcelos.blogspot.com/


Nas dedicatórias no livro, a Zaida Nunes e a Marta Moita.
-
(*)
Fac-símile do Prefácio do Dr. Prates Miguel:


@as-nunes