Mostrar mensagens com a etiqueta links blogues. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta links blogues. Mostrar todas as mensagens

2016/10/23

4º Encontro de Bloggers em S. Pedro de Moel


Na minha conta de "Facebook" usei, durante o dia de hoje, 23 de outubro de 2016, esta capa.
A verdade é que fui mesmo. Aliás, fui eu e a Zaida, também ´blogger`, ainda que de "licença ilimitada", dos blogues Avó Zaida e Gatimanhos.

Uma ideia das amigas Clara do blogue Afrodite e Maria Araújo do blogue Cantinho de Casa, que ofereceram um marcador como o representado nesta imagem digitalizada.
A organizadora-mor deste evento foi a Graça Sampaio, minha vizinha e querida amiga cá de Leiria.
Que dizer deste encontro? Que foi uma maravilhosa oportunidade de pessoas que se entrelaçam via éter através dos blogues, acabando por criar empatias através da troca de mensagens em texto e em imagem e também dos comentários que se vão fazendo, ´post`após ´post` e de que têm resultado vários convívios, ao longo dos anos, olhos nos olhos, pessoalmente. Como foi o caso presente. 
De facto é como a Clara e a Maria Araújo escrevem no separador acima:
"A melhor rede social ainda é uma mesa rodeada de amigos".
E assim se confirmou hoje.
Tirámos algumas fotografias, uns mais fotógrafos que outros, claro. Eu não podia fugir à minha regra quase sacramental, que é levar uma ou mais máquinas fotográficas para onde quer que vá. Já são muitos anos a fotografar, mais precisamente, 50 anos. Mas continuo amador e sem o devido empenho em aprender novas técnicas fotográficas, antes dando primazia à minha intuição e gosto pelo registo do "momento".
Para recordar este momento eis uma montagem feita no programa "Picasa" (colagem). Para já. De qualquer modo, se algum dos presentes, tiver interesse nisso, poderei enviar por link ou ´WeTransfer`, as fotos que ficaram registadas na minha "Nikon".

Parece que esta colagem ficou incompleta. Vou confirmar e já aqui venho fazer a atualização que for devida.
-
A lista das presenças: (copiada diretamente do blogue da Gábi)


 1 -  Afrodite  (Braga) - http://jardinsdeafrodite.blogspot.pt/
 2 -  Maria Araújo (Braga) - http://cantinhodacasa.blogs.sapo.pt/
 4 -  Rui E.S.+ Mª Helena  (Ermesinde) - http://coisas-da-fonte.blogspot.pt/
 6 -  Maria Júlia Abreu + Domingos  (Porto) - https://cantinhodajuleca.blogspot.pt/
 8 -  Gabriela + N  (Porto) - http://dona-redonda.blogspot.pt/
 9 -  Kok (Oeiras) - http://koktell.blogs.sapo.pt/
11 - Teté  + marido (Lisboa) - http://pequenoquiproquo.blogspot.pt/
12 - Ricardo Santos  (Lisboa) - http://opactoportugues.blogspot.pt/
13 -  Isabel Pires (Entroncamento ) - http://nascernapraia.blogspot.pt/
14 - Manuela  (Caldas da Rainha) - http://existeumolhar.blogs.sapo.pt/
16 - Graça Sampaio + Sidónio  (Leiria) - http://picosderoseirabrava.blogspot.pt/
 18 - Luis Rodr. Coelho + Esposa (Leiria) - http://luisrcoelhohotmailcom.blogspot.pt/
 20 - António Nunes + Esposa (Leiria) - http://dispersamente.blogspot.pt/
 21 - Adélia Sousa (Marinha Grande) - http://adeliaasousa.blogspot.pt/
 22 - Rodrigo Henriques (Marinha Grande) - http://rmanuelh.blogspot.pt/

2008/04/22

PAI, TÔ COM FOME

Acabei de fazer uma visita ao Blogue do Pedro Nelito. Não resisto a repassar...
Pedro, esse problema do desemprego e da fome (muitas vezes envergonhada...) também se passa no meu país. Infelizmente parece que cada vez com mais intensidade.
Ou seja, os ricos estão cada vez mais ricos e os pobres (até os ditos remediados) cada vez mais pobres. Somos cada vez mais a pedir ajuda à AMI.
-
"Se acharem que vale a pena repassem, pois nunca é tarde para começar e sempre é cedo para parar!!! "

PAI TÔ COM FOME

Ricardinho não agüentou o cheiro bom do pão e falou:
- Pai, tô com fome!!!
O pai, Agenor, sem ter um tostão no bolso, caminhando desde muito cedo em busca de um trabalho, olha com os olhos marejados para o filho e pede mais um pouco de paciência...
- Mas pai, desde ontem não comemos nada, eu tô com muita fome,pai!!! Envergonhado, triste e humilhado em seu coração de pai, Agenor pede para o filho aguardar na calçada enquanto entra na padaria a sua frente...
Ao entrar dirige-se a um homem no balcão:
- Meu senhor, estou com meu filho de apenas 6 anos na porta, com muita fome, não tenho nenhum tostão, pois sai cedo para buscar um emprego e nada encontrei, eu lhe peço que em nome de Jesus me forneça um pão para que eu possa matar a fome desse menino, em troca posso varrer o chão de seu estabelecimento, lavar os pratos e copos, ou outro serviço que o senhor precisar!!!
Amaro, o dono da padaria estranha aquele homem de semblante calmo e sofrido, pedir comida em troca de trabalho e pede para que ele chame o filho...
Agenor pega o filho pela mão e apresenta-o a Amaro, que imediatamente pede que os dois sentem-se junto ao balcão, onde manda servir dois pratos de comida do famoso PF(Prato Feito) - arroz, feijão, bife e ovo...
Para Ricardinho era um sonho, comer após tantas horas na rua... Para Agenor , uma dor a mais, já que comer aquela comida maravilhosa fazia-o lembrar-se da esposa e mais dois filhos que ficaram em casa apenas com um punhado de fubá...
Grossas lágrimas desciam dos seus olhos já na primeira garfada...
A satisfação de ver seu filho devorando aquele prato simples como se fosse um manjar dos deuses, e lembrança de sua pequena família em casa, foi demais para seu coração tão cansado de mais de 2 anos de desemprego, humilhações e necessidades...
Amaro se aproxima de Agenor e percebendo a sua emoção, brinca para relaxar:
- Ô Maria!!! Sua comida deve estar muito ruim... Olha o meu amigo está até chorando de tristeza desse bife, será que é sola de sapato?!?!
Imediatamente, Agenor sorri e diz que nunca comeu comida tão apetitosa, e que agradecia a Deus por ter esse prazer...
Amaro pede então que ele sossegue seu coração, que almoçasse em paz e depois conversariam sobre trabalho...
Mais confiante, Agenor enxuga as lágrimas e começa a almoçar, já que sua fome já estava nas costas...
Após o almoço, Amaro convida Agenor para uma conversa nos fundos da padaria, onde havia um pequeno escritório...
Agenor conta então que há mais de 2 anos havia perdido o emprego e desde então, sem uma especialidade profissional, sem estudos, ele estava vivendo de pequenos 'biscates aqui e acolá', mas que há 2 meses não recebia nada...
Amaro resolve então contratar Agenor para serviços gerais na padaria, e penalizado, faz para o homem uma cesta básica com alimentos para pelo menos 15 dias...
Agenor com lágrimas nos olhos agradece a confiança daquele homem e marca para o dia seguinte seu início no trabalho...
Ao chegar em casa com toda aquela 'fartura', Agenor é um novo homem sentia esperanças, sentia que sua vida iria tomar novo impulso...
Deus estava lhe abrindo mais do que uma porta, era toda uma esperança de dias melhores...
No dia seguinte, às 5 da manhã, Agenor estava na porta da padaria ansioso para iniciar seu novo trabalho...
Amaro chega logo em seguida e sorri para aquele homem que nem ele sabia porque estava ajudando...
Tinham a mesma idade, 32 anos, e histórias diferentes, mas algo dentro dele chamava-o para ajudar aquela pessoa...
E, ele não se enganou - durante um ano, Agenor foi o mais dedicado trabalhador daquele estabelecimento, sempre honesto e extremamente zeloso com seus deveres...
Um dia, Amaro chama Agenor para uma conversa e fala da escola que abriu vagas para a alfabetização de adultos um quarteirão acima da padaria, e que ele fazia questão que Agenor fosse estudar...
Agenor nunca esqueceu seu primeiro dia de aula: a mão trêmula nas primeiras letras e a emoção da primeira carta...
Doze anos se passam desde aquele primeiro dia de aula...
Vamos encontrar o Dr. Agenor Baptista de Medeiros , advogado, abrindo seu escritório para seu cliente, e depois outro, e depois mais outro...
Ao meio dia ele desce para um café na padaria do amigo Amaro, que fica impressionado em ver o 'antigo funcionário' tão elegante em seu primeiro terno...
Mais dez anos se passam, e agora o Dr. Agenor Baptista, já com uma clientela que mistura os mais necessitados que não podem pagar, e os mais abastados que o pagam muito bem, resolve criar uma Instituição que oferece aos desvalidos da sorte, que andam pelas ruas, pessoas desempregadas e carentes de todos os tipos, um prato de comida diariamente na hora do almoço...
Mais de 200 refeições são servidas diariamente naquele lugar que é administrado pelo seu filho , o agora nutricionista Ricardo Baptista...
Tudo mudou, tudo passou, mas a amizade daqueles dois homens, Amaro e Agenor impressionava a todos que conheciam um pouco da história de cada um...
Contam que aos 82 anos os dois faleceram no mesmo dia, quase que a mesma hora, morrendo placidamente com um sorriso de dever cumprido...
Ricardinho, o filho mandou gravar na frente da 'Casa do Caminho', que seu pai fundou com tanto carinho. 'Um dia eu tive fome, e você me alimentou. Um dia eu estava sem esperanças e você me deu um caminho. Um dia acordei sozinho, e você me deu Deus, e isso não tem preço. Que Deus habite em seu coração e alimente sua alma. E, que te sobre o pão da misericórdia para estender a quem precisar!!!'

2008/03/05

Podas em Leiria

Depois de ler o "sombraverde" decidi-me por dar publicidade a esta foto. Ontem, 9 horas da manhã. O contraste luz sombra produz alguns efeitos artísticos (?), mas seria necessário fazer estas podas tão drásticas? Aqui mesmo ao sair do centro de Leiria.
Em compensação, uns minutos antes, tirei esta foto, junto à Sé de Leiria. Uma olaia em plena floração antes mesmo de deixar cair todos os seus frutos. A Prima Vera anda um tanto acelerada, parece-me. Ainda vêm por aí uns dias de geada e lá se vai o trabalho adiantado!...
Posted by Picasa

2007/11/08

Blogues de Leiria

APELO
Há muitos anos(*) que frequento a internet, a falar sobre Leiria, sobre as suas terras e as suas gentes. Desde Janeiro de 2006 que mantenho activo, quase diariamente, o blogue dispersamente no qual abordo questões dispersas, as que me vão ocorrendo, na maioria das situações, relacionadas, de uma forma ou de outra, com Leiria, a cidade e demais terras do concelho.
Tenho, também, como intenção, dedicar a minha atenção ao que se vai passando por Viseu.
Estou a escrever esta breve nota com a ideia de poder chamar a atenção para os Leirienses, particularmente. Tenho notado que a sua actuação na internet não é assim tão visível como isso.
Talvez que pudéssemos colaborar um pouco mais.
Que me dizem?
-
Já que me meti nisto. Aqui vão alguns links com posts recentes sobre Leiria, árvores, viver leiria, em suma:
- http://tibeu.blogs.sapo.pt/112288.html (cantinho da Tibéu...)
- http://dias-com-arvores.blogspot.com/2007/11/quercus-alba.html (vem a propósito daquela questão do quercus que está junto à placa comemorativa da geminação de Leiria com a cidade de Rheines. Vejam lá se resolvem aquela anomalia. Já escrevi e-mails para a Câmara Municipal de Leiria. Por favor digam alguma coisa...);
- http://campolavrado.blogspot.com/2007/11/novo-design.html (O blogue de José Manuel Silva: Política, social, ensino);
- http://terapias-inocentes.blogspot.com/2007/11/intervalo-para- (Qual idade qual carapuça. Vamos à música electrónica! Desde que bem concebida qual é o problema?)
Outros: (se me fizerem o favor de me dar nota avrescentarei os respectivos endereços):
...
(*) Desde 1998 - http://leiria.no.sapo.pt

2007/08/28

Onde está a Felicidade? (*)

Num dia 28 de Agosto, estão a fazer à volta de 2.500 anos, morreu Confúcio.
Porque não seguir as suas máximas?
De que mais precisaríamos para sermos felizes?
PODER?
RIQUEZA?
Insensatos que nós somos!...
-

ONU


Serão necessários 200 mil milhões de dólares para travar mudança climática até 2030 (DE)
-
Não se gastam muitos mais milhões em excessos de meia dúzia de privilegiados, egoístas, que só pensam neles, e só têm olhos para os seus próprios umbigos?
As alterações climáticas, os cataclismos da Natureza, para não falar dos que a ganância e ignorância de motivações religiosas e outras, poderão desencadear neste belo Planeta, que os Astronautas vêm azul, não vão poupar os ricos e poderosos, muito menos os restantes milhões de seres a que a Terra dá Vida e Sustento.
Não sejamos estúpidos, por amor de Deus, Alá, Buda, etc. etc. etc!
-
À especial atenção dos detentores do Poder de Governar: Porque não reflectir seriamente sobre as máximas de Confúcio?
-
(*) Desculpem ter mudado o título. Mas lembrei-me duma estória antiga com alguma piada, analisada agora a esta distância. Tem a ver com o livro, com o mesmo título, de Camilo Castelo Branco. Não vem lá muito a propósito do tema que a Zaida se propôs tratar no post que colocou no "gatimanhos", mas veio-me à memória essa estória - hoje seria hilariante - passada comigo, tinha eu 16 anos, quase 17. Fui à Biblioteca Pública "da Casa Amarela", em Viseu, com ideias de ler aquele livro. Não seria, aliás, o meu primeiro livro de Camilo Castelo Branco. Que não snr., que o meu Bilhete de Identidade tinha lá escrito, preto no branco, que eu ainda não tinha 17 anos, portanto não podia requisitar aquele livro!...
Coisas do tempo da "outra senhora"!...