Mostrar mensagens com a etiqueta saúde. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta saúde. Mostrar todas as mensagens

2013/07/04

2008/01/15

Largo da Sé de Leiria - 15jan2008

O Largo da Sé de Leiria, hoje, de manhã.
Destaques:
1- Não sei se na sequência dos protestos da população pelo mau gosto manifestado, finalmente foram retirados os placardes tipo totemes, espalhados pela cidade; o do Largo da Sé, que se pode
rever aqui, então constituía uma situação gritante do despropósito e falta de sentido estético de quem deles teve a lembrança;
2- O amontoado de cadeiras * de esplanada de cor vermelha, amarradas com um cadeado ao candeeiro público, mesmo no centro do Largo lá continua! Esta situação justifica-se minimamente? Não, é claro, até pelo mau aspecto do eventual serviço de bar que reporta ao estabelecimento que ali perto tem instalações;
2- Os bandos de pombos * que frequentam a cidade, particularmente o Largo da Sé, pode-se considerar que são dos principais causadores da degradação em que se encontram alguns prédios antigos desta zona, a começar pelos telhados.
Impressionante a falta de actuação prática dos serviços camarários nomeadamente desautorizando quem os alimenta diariamente, como passatempo, com quantidades astronómicas de milho e água. Os reservatórios de água, em plástico amarelo (mesmo a condizer com o local!?...) estão colocados ao lado da escadaria que liga o Largo ao topo poente do Adro da Sé e à Rua que vai para o Castelo de Leiria. Inadmissível, tanta passividade da parte de várias entidades/autoridades, como por exemplo: Câmara, Delegação de Saúde, Polícia...

* Consultar o tema: largo da sé leiria, neste blogue.

Posted by Picasa

2007/10/04

Olha a grande novidade!

Estudo alerta para riscos de campos electromagnéticos.
Os limites de exposição à radiação electromagnética definidos internacionalmente são insuficientes para proteger a saúde humana, concluiu um estudo que relaciona vários casos de leucemia com a proximidade de campos electromagnéticos originados em linhas eléctricas.
O relatório do Bioinitiative Working Group, um grupo internacional que reúne cientistas, investigadores e profissionais de saúde pública, datado de finais de Agosto, manifesta «sérias preocupações científicas» sobre os limites que actualmente regulam os campos electromagnéticos admissíveis de linhas eléctricas, telemóveis e muitas outras fontes de radiação presentes na vida quotidiana, que considera inadequados para proteger a saúde humana
.
.
- É caso para dizer: olha a grande novidade!
Já há muitos anos que várias entidades e investigadores, nomeadamente os radioamadores, têm vindo a alertar para este risco evidente. Experiências feitas, de há mais de uma década a esta parte, têm vindo a demonstrar à saciedade, o perigo das radiações electromagnéticas para a saúde pública.