2009/01/18

25 anos após Ary dos Santos


Da Condição Humana
.
Todos sofremos.
O mesmo ferro oculto
Nos rasga e nos estilhaça a carne exposta.
O mesmo sal nos queima os olhos vivos.
Em todos dorme
A humanidade que nos foi imposta.
Onde nos encontramos, divergimos.
É por sermos iguais que nos esquecemos
Que foi do mesmo sangue,
Que foi do mesmo ventre que surgimos.
.
.
.
Faz hoje 25 anos que esta voz de poeta se calou...
.
Foto da badana do livro "OBRA POÉTICA" de José Carlos Ary dos Santos.
Editorial Avante - 1994 (7ª Edição)

10 comentários:

Tozé Franco disse...

Olá António.
Sabe que ele foi aluno dos Jesuitas?
Fez parte do grupo que inaugurou o Colégio S. João de Brito. Ele há coisas engraçadas.
Um abraço e boa semana.

as-nunes disse...

Já que estamos em maré de "confidências" sabe o Tozé que quem "secretariou" o Ary dos Santos foi uma amiga minha e da minha mulher, de longa data, que por acaso há alguns anos que não estamos com ela, chamada Dália Oliveira. O poeta fez-lhe uma dedicatória no livro que refiro, a págs. 261. Muito comovente e que denota a grande camaradagem com que ele sempre trabalhou com as pessoas que faziam parte da sua equipa.
Boa semana, um abraço
António

Isa disse...

Lembrar Ary dos Santos,grande Poeta.Ñ me lembrava da data do seu
falecimento.
Um
Beijo.
isa.

Justine disse...

Sempre, sempre, na nossa memória, o Poeta da Revolução!

vaandando disse...

bem haja pela homenagem com um poema belíssimo poema , do ArY, pois vamos todos dizê-lo !
Obrigado pela passagem, sinceramente muito obrigado....
Abraço
___________ JRmArto

Professorinha disse...

E que grande poeta era ele!!!

Só se calam as grandes vozes... outros há que não se conseguem calar...

Beijos

arte por um canudo 2 disse...

Sempre na memória..como gostava da sua forma de dizer as coisas através da poesia.Merece a melhor homenagem e apesar dos anos será sempre recordado.Partiu cedo..Gr. abraço António

Eva Lima disse...

Infelizmente, a comunicação social ignorou simplesmente a data!

as-nunes disse...

E eu acrescento. Lamentavelmente. Temos uma comunicação social que se entretém só com as coisas de cor rosa, está tudo dito...

ManuelNeves disse...

Viva!

Por muito que pretendam ignorar um dos poetas de maior vulto do sec. XX, Ele está aí.
Presente mais do que nunca com as suas palavras fortes, palavras verdade, palavras amor...
O Ary não morreu. Ele anda por aí

Um Abraço