2014/04/28

Soutocico - Jantar Medieval (ver também http://youtu.be/icrPM4Wc_Iw






José Marques da Cruz fez a apresentação do seu trabalho cultural (com predominância gastronómica reportada à época Medieval). À mesa tivemos a ocasião única de provar; soube tudo muito bem; um manjar dos deuses - Zeca e equipa da cozinha do CR Soutocico). 

Foi o Salvador que nos tirou a foto...






E o Sarau Cultural lá prosseguiu...
Fernando Brites leu o Foral de D. Sancho I a favor das gentes de Soutocico - séc. XIII


Fernando Brites, em pé; Zaida Paiva Nunes a dizer o poema de Nuno Júdice "O Vento assobia nos ossos de Cervantes"

Durante a apresentação do trabalho exemplar (já aqui venho deixar o registo do nome do amigo que o preparou, deliciado - disse-me (desculpe, mas o seu nome não me veio logo à cabeça (coitada dela)), "Guernica", que girou à volta do célebre painel pintado por Picasso, entre Abril e Junho de 1937 e que "representa o bombardeamento sofrido pela  cidade de Guernica em 26 de Abril de 1937 por aviões alemães, em apoio da fação do futuro ditador Francisco Franco, que se impôs aos republicanos.   

nb.:
aqui e/ou no Facebook apresenta-se um vídeo duma parte da atuação interessantíssima de Salvador Garcia Lax, um amigo que vai ficar no coração dos  soutociquenses e que dentro de dias vai regressar a Lanzarote. Obrigado Salvador, pelos belos momentos que temos vindo a desfrutar, não só aqui, mas também na Biblioteca Municipal de Alcanena...
http://youtu.be/icrPM4Wc_Iw


2014/04/21

Vitória, vitória, Liberdade - Hinos Revolucionários


Tenho um disco single, em vinil, com as seguintes trilhas:

1- INTERNACIONAL
Tradução de Manuel Alegre
2- HINO NACIONAL
Música de A. Keil
Letra de Henrique Lopes de Mendonça
3- VITÓRIA-LIBERDADE (Hino do PS(P), a primeira sigla do Partido Socialista Português, rapidamente posta de lado, obviamente)
3- MÃO-FLOR
Música do Fado "José António"
Letra de Jorge Guimarães
Canta: Beatriz Ferreira
Acompanham:
Fernando Freitas
Vital Pinto
Martinho da Assunção
José Maria da Nóbrega

Lembro-me bem de o ter comprado por alturas de logo a seguir ao 25 de Abril, enquanto militante do PS.
A ideia era a "malta" aprender rapidamente os hinos (letra e música) em voga naquele período evolucionário. Muitos de nós nem sequer conhecíamos "A Internacional"...


2014/04/19

Árvores de Leiria: Amoreira pendular

Árvores de Leiria: Amoreira pendular

Nunca tinha reparado neste tipo de amoreira.
Fui encontrá-la no jardim à volta da casa do meu velho amigo mm.cruz.
Perguntei-lhe pela identificação daquela árvore. A resposta foi imediata: morus alba ´Pendula`.

2014/04/18

2014/04/16

Flora primaveril Sra. do Monte - Leiria - 15 de Abril de 2014

.



Ontem à tarde, uma tarde de Primavera, meados de Abril, subi à Sra. do Monte.


Fui visitá-la com a intenção de observar o estado da sua flora. Como estaria o jardim, dissimulado na vegetação rasteira, com flores, algumas pouco vistas, a maior parte a tentarem passar despercebidas dos viajantes, alguns que param para observar o horizonte, lá do alto, num diâmetro de quase 360 graus. 

E as flores? as pessoas esquecem-se de as admirar... Pequeninas, escondidas no meio da vegetação rasteira. Mas dignas de serem admiradas! Tirei imensas fotografias macro (mais ou menos, que não tenho máquina para fazer esse tipo de fotografias como eu gostaria e as flores merecem... 



Lá mais para o Verão, quase outono, descobri há uns anos atrás uma flor muito especial, que tenho publicada neste blogue. 


Ei-la de novo:


Merendera montana (L.)
(sinónimo: Merendera pyrenaica (Pourret) P. Fouru). (aqui)

Aldrabas nas Cortes - Leiria







Ia eu a caminho da Sra. do Monte. Nem saí do carro... Sei que há mais, muitas mais... 
De há uns tempos a esta parte comecei a interessar-me por aldrabas.
Encontram-se perfeitas obras de arte...

2014/04/12

A frente ajardinada do Centro de Saúde Dr. Gorjão Henriques - Leiria (Unidade de Saúde Familiar D. Diniz)

 Uma tília, olaia em flor, choupos ainda despidos de folhagem
A Gazânea (Gazanea rigens) é uma planta perene de origem africana, excelente para bordaduras e que requer poucos cuidados. Resiste bem à seca e às baixas temperaturas, mas sendo regada e estando bem exposta ao sol floresce abundantemente. Há flores de várias formas e cores, como se vê por esta pequena amostra. O aspecto da folhagem também é variado. (copiei integralmente esta descrição do meu amigo Augusto Mota ).
 Fragmento de pormenor duma olaia; princípio do mês de Abril de 2014

Gazânea
                                               Gazânea
                                             Gazânea
 Pormenor da folha e princípio de floração da tília.
Uma tília, vendo-se em fundo o Instituto Politécnico de Leiria.
-
Fotos tiradas no princípio de Abril de 2014 na frente ajardinada do Centro de Saúde Dr. Gorjão Henriques em Leiria 
(Unidade de Saúde Familiar D. Diniz)
- Pode-se  consultar muita e valiosa informação na área da Saúde Familiar, lendo a publicação mensal "JORNAL", edição deste excelente Centro de Saúde Pública. 
*
Ver também no Facebook 

2014/04/08

No 85º aniversário de Jacques Brel


Jacques Romain Georges Brel (Ltspkr.png pronúncia do nome em francês) (Schaerbeek, 8 de Abril de 1929 — Bobigny, 9 de Outubro de 1978) foi um autor de canções, compositor e cantor belga francófono. Esteve ainda ligado ao cinema de língua francesa. Tornou-se internacionalmente conhecido pela música Ne me quitte pas, interpretada e composta por ele. (Wikipédia)



2014/04/03

Tanta fotografia! Tão pouco tempo para as admirar!


Esta fotografia tirei-a eu na rotunda dos peregrinos, em Fátima, no dia 29 de Março de 2014.
Tínhamos acabado de chegar de Alcanena e da Golegã, depois de mais um encontro de poetas do Grupo da Biblioteca Municipal de Alcanena. Eu, a Zaida e o Salvador Garcia Lax.

Tratei-a um pouco com o processador digital da Google+. 

Uma poupa e as antenas dum radioamador

Poupa... 
Precisamente na torre, cheia de antenas de radioamador, que há 20 anos instalei em cima do telhado cá de casa... 


O tempo tem andado numa sarabanda desgraçada, para esta altura do ano. Num momento de tréguas da chuva e granizo vim ao jardim fotografar uma camélia: a D. Herzília Magalhães... acabei por fotografar uma poupa...

Acabei, também, por fotografar a dita camélia; talvez já não valha a pena voltar a apresentá-la. Já aqui a mostrei.