Mostrar mensagens com a etiqueta dias comemorativos. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta dias comemorativos. Mostrar todas as mensagens

2018/03/21

Poesia, Primavera, Árvore - Um dia para lembrar que a Vida é bela; mas o Homem não pode sobrepor o seu bem estar material à Natureza e ao Universo.

Este "post" vai abordar a questão candente, cada vez mais premente, de que o Homem tem que cuidar da sua saúde e bem estar material, mas não esquecer a NATUREZA. Nunca!
O Homem não é um ser omnipotente como, demasiadas vezes se julga! O Homem é uma coisa infinitamente pequena ainda que integrando o Universo, ao mesmo tempo Infinitamente Grande e Pequeno...  

Vejamos:
1- Fomos, eu e a Zaida, à procura de papoilas, de preferência vermelhas. Seguimos pelas Cortes, Alqueidão, Reixida, Rio Seco, Garrucha, Golpilheira e só demos por uma ou outra, algumas solitárias, de pequeno porte e de cor alaranjada.
A ideia era colher algumas destas belas e significativas flores para a Zaida manufaturar duas "Maria Papoilas", com e sem capa. 
Lembrei-me que nos campos do Lis, ali junto à Barosa/Amor é costume nascerem muitas papoilas à mistura com malmequeres e uma variedade infinita de outras pequenas flores de campo e da época. 
Os campos apresentavam-se ensopados pelas águas das chuvas recentes e superiores à média. Parece que 3 vezes superiores à média para este período do ano. Deu-se o caso que este ano também fomos visitados, até à data, por três depressões atmosféricas de nomes, ´Emma`, ´Félix` e ´Gisele`, que nos deixaram muita e boa água, que bem necessitados já estávamos, aqui em Portugal e Espanha.
Eis que, num retalho de terreno, lá estavam elas. Bonitas, como se pode observar nas fotos a seguir:

Esta selecionei-a, também, para publicar no meu Facebook.








...

Entretanto, já a Zaida publicou o ´post´que se pode observar no endereço:
https://www.facebook.com/photo.php?fbid=413074279116442&set=a.263425154081356.1073741828.100012416207081&type=3&permPage=1

Ali se pode observar o trabalho que ela tinha acabado de fazer. Só com o pé e a flor da papoila.

---
Já cá volto para vos apresentar, então, a sessão com os alunos da Pré-primária da EB Cruz da Areia - Leiria, que vai ter lugar às 2 da tarde ......

...

em edição
......
11h45

2010/12/08

Inverno à porta. Com estes contrastes tão vivos?


1- Folhas de Cerejeira, o vento forte dos últimos dias a prepará-la para o Inverno que aí está a bater à porta, estrondosamente;
2- Uma poça de água da chuva na folha duma couve;
3- A Ema e o Ivo;
3- A objectiva na direcção da Sra. do Monte (em dia de evocação de Nª Sra. da Imaculada Conceição, segundo a religião católica);
4- A mais linda das camélias, a "winter snowdown". 
-
Imagens capturadas hoje, na Barreira, Leiria.
__________
sobre "A Comunidade Judaica de Leiria"

sobre
Posted by Picasa

2010/12/01

Falta cumprir-se Portugal!



Fernando Pessoa, nasceu em Lisboa em 13 de Junho de 1888 e faleceu em 30 de Novembro de 1935.
75 anos volvidos após a sua morte, a sua "Mensagem" permanece, cada vez mais presente.
Hoje, 1 de Dezembro de 2010, o dia amanheceu cheio de luz e frio...e comemoramos, sem brilho nem brio, este mesmo dia do ano de 1640!
Nessa data, Portugal voltou a ser Portugal e não mais uma Província Espanhola! 
Terá valido a pena? Perguntarão alguns, agora que já nem sabemos se somos, de facto, uma Nação independente, se uma parte de uma federação de Estados da Europa, mas em que uns são filhos e outros enteados.
Falta cumprir-se Portugal?
Seremos capazes de cumprir Portugal?! Nestes tempos modernos e conturbados?
-


Deus quer, o homem sonha, a obra nasce.
Deus quis que a terra fosse toda uma,
Que o mar unisse. já não separasse.
Sagrou-te, e foste desvendando a espuma,


E a orla branca foi de ilha em continente,
Clareou, correndo, até ao fim do mundo,
E viu-se a terra inteira, de repente,
Surgir, redonda, do azul profundo.


Quem te sagrou criou-te português.
Do mar e nós em ti nos deu sinal.
Cumpriu-se o Mar, e o Império se desfez.
Senhor, falta cumprir-se Portugal!


Fernando Pessoa
in Mensagem

Posted by Picasa

2010/06/10

DIA de PORTUGAL - Discursos de António Barreto e de Cavaco Silva

País - António Barreto quer todos os veteranos de guerra tratados como iguais - RTP Noticias

Já não era sem tempo.

Sei que está na ordem do dia o discurso das dificuldades orçamentais do Estado Português.

No entanto é da Lei que os Antigos Combatentes têm direito a receber um complemento anual de pensão que ronda os 100 Euros, em média.
Ainda que mal pergunte:
Porque é que essa lei não é de aplicação automática sempre que se atinja a idade da reforma?

Dada a exiguidade desta pensão (de sangue, suor e lágrimas ao serviço da Pátria) ainda assim é preciso andar a mendigá-la?
-
Aproveito o ensejo desta honrosa menção de António Barreto no seu brilhante discurso do Dia de Portugal, para deixar aqui a minha consternação pelo tom da parte do discurso do Presidente da República quando diz:
...
"Como avisei na altura devida, chegámos a uma situação insustentável."...

Será que era muito difícil evitar esta referência explícita no Discurso de apelo à coesão nacional e à capacidade de luta dos portugueses contra a adversidade numa altura como a que se pretende comemorar?

Não gostei. Não havia necessidade de meter esta cunha no seu discurso, Snr. Presidente da República!

2010/05/22

LEIRIA - Dia do Município e da Diocese

O Largo da República e a sede dos antigos Paços do Concelho, hoje, Câmara Municipal de Leiria. As bandeiras de Portugal, do Município  e da União Europeia, içadas, a condizer.
Uma das características mais significativas deste largo é que nele estão implantados cerca de uma dezena de pinheiros mansos. Um dos ex-libris da região de Leiria com o seu histórico e emblemático "Pinhal de Leiria".
É de notar um antigo marco do correio como já não se vêm com facilidade. E mais um painel de propaganda política a apelar à resistência contra o aperto do cinto a que estamos a ser forçados. Esta zona é, por assim dizer, reservada para as campanhas do BE.

Nossa Senhora do Fetal, uma das Paróquias da Diocese de Leiria-Fátima. Em exposição numa das barraquinhas do Jardim Luís de Camões.

Esta rosa amarela fotografei-a ontem, no meu jardim, na freguesia e paróquia da Barreira. Antes que murchasse com este sol abrasador que se tem feito sentir nos últimos dias.

Está um dia de Sol radioso em Leiria. Em todo o Portugal, pelo que dizem as notícias...
Comemora-se o Dia do Município(*) e o Dia da elevação da então vila de Leiria a Diocese(*) de Leiria, hoje, de Leiria-Fátima.
A cidade anda num grande alvoroço, tendas, barracas, barraquinhas, representando as várias Paróquias desta Diocese.
Segundo me apercebi, a Igreja Católica aproveitou o ensejo da recente visita do Papa Bento XVI ao Santuário de Fátima e este ano promoveu uma iniciativa com mais relevo do que nos outros aniversários. Ontem à noite houve uma Procissão a acompanhar a imagem de N. Sra. de Fátima desde o Centro de Turismo, no Jardim Luis de Camões até à Sé de Leiria. Hoje, toda a zona do antigo Rossio, Jardim e Largo 5 de Outubro de 1910, está engalanada a preceito para a "Festa da Fé". Lá se apresentam em confraternização todas as paróquias da Diocese.

Logo à noite vai proceder-se à inauguração da iluminação cénica da barbacã do Castelo de Leiria em sessão oficial na Rua Pero Alvito, a que bordeja a base do morro do Castelo, na parte virada a Norte/Nordeste.
-
(*) Em 22 de Maio de 1545, o Papa Paulo III, a pedido do rei de Portugal, D. João III, criava a diocese de Leiria com a bula "Pro excellenti apostolicae sedis", desanexando-a da de Coimbra. 
No mesmo ano (13 de Junho - Dia da Junta de Freguesia de Leiria), D. João III elevou a vila de Leiria a cidade.
...
Muitas peripécias foram, entretanto, surgindo, com o decorrer dos séculos, tendo mesmo a diocese de Leiria sido extinta em 30 de Setembro de 1881, por bula do Papa Leão XIII. Nesta altura 25 das 50 paróquias de Leiria foram integradas em Coimbra e as restantes ficaram a pertencer ao patriarcado de Lisboa.
O Papa Bento XV, depois de muitas e sucessivas diligências de leirienses e diversos Bispos, acabou por restaurar a diocese de Leiria com a bula "Quo vehementius" ,  de 17 de Janeiro de 1918.
...
A mensagem de Fátima daria à pequena diocese de Leiria uma verdadeira dimensão internacional. Assim, por decreto da Congregação dos Bispos. de 13 de Maio de 1984, confirmado pela bula "Qua pietate", com a mesma data, passou a designar-se "Diocese de Leiria-Fátima".
.
Ver "Leiria-Fátima" - Órgão Oficial da Diocese - Ano XII «» NÚMERO 34 «» JANEIRO/ABRIL «» 2004
(gentil oferta do Prof. Dr. Saul Gomes(y), ilustre historiador, que neste número escreveu "O ano do trigo sujo": as rendas do Mosteiro de Santa Cruz de Coimbra no Priorado de Leiria nas vésperas da criação do Bispado (1541-1545).
-
(y) Que também me deu a subida honra de escrever um Posfácio para o meu livro, ensaio histórico e monográfico da Freguesia da Barreira - Leiria, "Caminhos Entrelaçados" Ed. da Junta de Freguesia da Barreira, 2005.

Posted by Picasa

2009/06/05

DIA MUNDIAL do AMBIENTE 2009





Que cada um de nós faça a sua parte!(*)
"Nesta semana celebra-se, no dia 5, o Dia Mundial do Meio Ambiente, instituído em 1972 na primeira grande conferência para o tema denominada "O Homem e a Biosfera", realizada em Estocolmo, na Suécia. De lá para cá muita água rolou, de modo que o tema do meio ambiente está cada vez mais presente, ocupando a agenda da mídia notadamente no que tange a "sustentabilidade"".
Posted by Picasa

2009/03/21

2009/02/08

Miguel Torga em Leiria - 2 de Fevereiro, todos os anos

Andrée "... a meu lado, uma companheira de viagem, dona também da sua personalidade e do seu destino..."
O Sexto Dia da Criação do Mundo, p. 484
In ROTEIRO CULTURAL "Miguel Torga em Leiria", Maria Lucília Vasconcelos (Elos Clube da Região de Leiria), ed. Região de Turismo de Leiria - 2008.
Óleo sobre madeira "Leiria e o seu castelo", imagem cedida à organização do II Colóquio, 7 de Fevereiro de 2009, por Artur Franco.
Índice:
Programa do colóquio.......................................................................... 6
Mensagem aos participantes - Clara Rocha..................................... 7
A encruzilhada do destino: um balanço do período leiriense de
Miguel Torga - Carlos Alberto Silva.................................................. 9
O processo-crime instruído a Miguel Torga, em 1939,
pela PVDE - Renato Nunes................................................................. 23
O Dia de Miguel Torga - José Cymbron............................................ 37
Sinto o medo do avesso: perscrutando a luz e sondando a sombra
em Miguel Torga - Celeste Alves....................................................... 39
Deambulação à volta da poética torguiana - Allix de Carvalho...... 51
-
Da intervenção de Celeste Alves permito-me transcrever a seguinte passagem, na altura como que prenunciando os dias de ansiedade que se vive em todo o Planeta:
-
"4. O medo acarreta o pessimismo - Torga contrapõe-lhe a discernida esperança
...
"Basta, de resto, lermos o poema «Convite» para nos sentirmos, de forma vigorosa, interpelados e suscitados à conversão à alegria que, através ad esperança, vence toda a morte:
.
Vamos, ressuscitados, colher flores!
Flores de giesta e tojo, oiro sem preço...
Vamos àquele cabeço
Engrinaldar a esperança!
Temos a primavera na lembrança;
Temos calor no corpo entorpecido;
Vamos! Depressa!
A vida recomeça!
A seiva acorda, nada está perdido! "
-
Os oradores participantes do II colóquio comemorativo do Dia de Miguel Torga em Leiria foram os seguintes:
Alix de Carvalho - E a vida venceu a morte em «O Senhor»
Suzana Couceiro Vieira Santos - Miguel Torga - Uma força da Natureza
Sandra Duarte - Viagem pela Leiria cultural que Miguel Torga conheceu (1939-1941)
Luis Martins Fernandes - Leiria torguiana: no rasto de Eça e de Rodrigues Lobo
José Cymbron - Miguel Torga e Fernando Pessoa (Do Diário aos Poemas Ibéricos)