2009/10/21

João Tordo - Prémio Saramago 2009



João Tordo  ganha Prémio Literário José Saramago

O escritor João Tordo venceu a sexta edição do Prémio Literário José Saramago com o romance "As Três Vidas", editado pela Quid Novi, anunciou hoje, sábado, em Penafiel, fonte da Fundação Círculo de Leitores.

Domingo, 18 de Outubro de 2009
-

Sou frequentador do blogue de João Tordo.
Deixei lá este comentário:


as-nunes disse...
Muitos parabéns, João Tordo. Já o tenho na minha Biblioteca, registado em 23 de Dezembro de 2008. Um Prémio como este, associado a um nome como o nosso Nobel da Literatura, não é para qualquer um. Concordo.
19 de Outubro de 2009 0:37

-

As voltas que a vida dá. Prémio para João Tordo com o nome do Nobel Português da Literatura precisamente nesta altura em que José Saramago anda nas bocas do Mundo Português. Tudo por causa da BÍBLIA?
Não havia necessidade!... Nem sequer há comparação possível entre a obra literária de Saramago e a Bíblia?!?


Já agora. Não percebi lá muito bem a razão da tirada oratória daquele Deputado do Parlamento Europeu, do PSD, a "correr" com Saramago para Espanha!...
E ainda dizem que os seguidores do ALCORÃO é que são fundamentalistas!?...
É preciso chegarmos a estes extremos?...
Posted by Picasa

5 comentários:

Fernanda disse...

Caro amigo António,

É isso mesmo que eu defendo.

Hoje ouvi, pela primeira vez tudo o que o José Saramago disse, e apesar de tudo não fiquei assim tão escandalizada.

Sabe, a mim ensinaram-me a não falar nem de religião nem de política com ninguém, mas isso foi há 50 anos.
Estamos em democarcia...é verdade que há coisas que são ditas que podem / causam mal estar, mas são tantas...
Fundamentalistas e fanáticos, não obrigada!

Beijo

as-nunes disse...

Obrigado Ná pela visita

Às vezes já me ponho a questionar porque é que já vou no 5º ano deste blogue. Se não estaria na hora de mudar de ares.

Mas os comentários que me vão deixando aqui amigos virtuais que às vezes parecem tão reais e a necessidade de partilhar o que me vai ocorrendo, mesmo as coisas mais simples e elementares, continuam a prender-me por aqui.

Beijo
António

Tozé Franco disse...

Olá António.
paa mim foi uma excelente campanha de marketing. Nada como dizar mal da religião, especialmente do catolicismo, para vender.
Tempos houve em que os altares e os deuses eram outros e sabemos no que deu.
Um abraço.

Ana Ramon disse...

Concordo perfeitamente com as suas palavras. Também li a Bíblia há muitos anos atrás e lembro-me que tive a mesma sensação de violênciA desnecessária pelas mãos de um deus que se diz onmipotente.
Beijinhos

Manuela Freitas disse...

OLá Carlos
De facto Tordo é bem merecedor do prémio que recebeu.
Quanto a Saramago, considero que deve ter liberdade para dizer o que pensa, mas liberdade também implica responsabilidade e respeito, digamos que, para as pessoas católicas, o que não é o meu caso, já que sou agnóstica, excedeu-se. Para mim é mais pertinente descredibilizar a Instituição Católica, por todas as barbaridades que já praticou, do que a crença.
Um abraço,
Manuela