2012/05/01

Como foi possível deixar que tão poucos tenham desgraçado a vida de tantos milhões?!...


Dia do TrabalhadorHoje, a Google, talvez a maior empresa multinacional de prestação de serviços da Internet e de efeitos multimedia, em fase de uma autêntica revolução nos moldes de funcionamento, abre a sua página, desta maneira. 
Quando o Dia do Trabalhador foi formalmente instituído, nem se sonhava sequer que algum dia a tecnologia das comunicações chegaria ao ponto atual, de que a Google é o expoente máximo, conjuntamente com o Windows/Microsoft como sistema operativo por excelência.
Pode-se dizer que a Google dá trabalho a muitos milhares de trabalhadores e que contribui para facilitar uma mais racional organização do trabalho, particularmente o científico e cultural.
Mas que, simultaneamente, obrigou a uma viva discussão sobre o melhor processo de evitar tantos despedimentos motivados pela revolução tecnológica atual e consequente substituição do homem pela máquina e processos automáticos de produção.
Uma verdade, porém, é incontestável.
A Humanidade é condição indissociável da natureza do próprio Homem. Logo, a tecnologia só é útil se contribuir para o bem estar do Homem.

DIA DO TRABALHADOR

Dia do Trabalhador, a mim, faz-me recordar os meus 27 anos, a comemorar o primeiro 1 de Maio em Liberdade, já lá vão 38 anos.
Uma festa indescritível, a rotunda do Marquês cheia de automóveis com bandeiras de Portugal, a circular em voltas sucessivas, buzinadelas, pessoas fora das janelas com o V da vitória, punhos cerrados, cravos vermelhos, canções revolucionárias, sorrisos de orelha a orelha, muita confraternização, afinal passámos a ser todos iguais, cheios de vida e entusiasmo, vivas e mais vivas,

Viva o 25 de Abril
Viva a Liberdade
Viva o 1º de Maio
Viva o MFA

Fascismo nunca mais

Hoje é o que se vê! 
Como foi possível deixar que tão poucos tenham desgraçado a vida de tantos milhões?!...

12 comentários:

Isa GT disse...

De uma forma muito mas, muito abreviada... o povo nunca foi... unido ;)

Bjos

as-nunes disse...

De facto, Isa, como foi possível o argumento "MEDO" se ter sobreposto a uma organização da vida do homem verdadeiramente humana e não materialista até ao ponto de se estarem a cometer crimes contra a humanidade pela via do enriquecimento ilícito descarado?

Rui Pascoal disse...

Receber de mão beijada não é o mesmo que lutar para ter.

Observador disse...

De certa forma, o dia do trabalhador está a ser ensombrado pelo desemprego.

Não tarda - oxalá que me engane - viremos a comemorar (?) o dia do desempregado.

Um abraço e bom feriado.

as-nunes disse...

Pois, Rui.
Nós bem o sabemos e todos os dias tomamos conhecimento de mais e mais casos e pormenores escabrosos de como se fazem vigarices de lesa pátria e, quem de direito, até parece que está a dormir.

De direito, sim, pela via do VOTO, vejam bem! E que fazem a esse voto?!...
O contrário dos compromissos assumidos, solenemente.
Hipocritamente, melhor dizendo.

as-nunes disse...

Bom dia 1º de Maio, Observador, que já nem sei se o poderemos continuar a comemorar como sendo o dia do trabalhador.

Abraço

rosa-branca disse...

Como foi possível? Boa pergunta que quem ficou com a massa não responde e ainda se anda a rir à custa do Zé povinho. Com as calças do meu pai também eu era um grande homem...já os meus avós diziam. Beijos com carinho e bom feriado

Graça Sampaio disse...

Como foi possível, mesmo?! Este povo não tem vergonha, nem juízo, nem sageza!
Viu hoje o disparate em torno do Pingo Doce? Uma vergonha!

Luís Coelho disse...

Bom dia Nunes começo pelo fim.
A pergunta
Como é possível que em tão pouco tempo, tão poucos, tenham feito tanto mal a todos.

Esta é a pergunta que me enche todos os dias e não lhe encontro resposta.

A mentira e a incompetência tomou lugar a mesa. Já não conseguímos ver os lobos a dizimar o rebanho.

Vestiram-se de palavras que nos vendem e nos roubam o pão. Apresentam-se formados sem formação.
Prometem o que não têm e dão aos amigos criminosos a razão.
Dão os louros aos bandidos.
Destroem tudo sem razão....

Mais uma vez mostraram a ganância do patronato no Pingo Doce.
Desrespeito por quem trabalha.
Logo neste dia do trabalhador haveriam de fazer esta promoção.

Anónimo disse...

Um só marionetista conhece os fios
que hão-de criar comportamentos e sentimentos das marionetes que compõem o enredo que ele criou ou copiou.Assim vejo o comportamento do nosso povo que,tal marionete,não conhece,nem pode conhecer de vazia que a criaram e alimentaram,o manipulador
e, nestes casos, os manipuladores em rede perversa.Kinkas

tulipa disse...

AMIGO ANTÓNIO NUNES

DESCULPE-ME, mas eu não entro nessas plitiquices, eles ainda se riem do tempo que perdemos a falar deles - issoc é dar-lhes demasiada importância.

Sabe aquele ditado:
...as coisas ou pessoas só têm a importância que lhes damos...

e eu decidi não dar importância a essas coisas e pessoas.

Que se pode fazer?
NADA...já foi feito, mal ou bem, foi feito e nas barbas de todos e os governantes nem se importam...
porque hei-de eu importar-me?

AGRADEÇO A SUA VISITA AO MEU BLOG e o comentário deixado sobre: SOGRA

Estou como o António, para mim, que também já sou avó, é sinónimo de egoísta e egocêntrica.
Eu nunca gostei da minha sogra...só que "era obrigada" a tratá-la como "Mãe"!
Chamar-lhe MÃE coisa que ela não soube ser nem para os filhos que pariu, quanto mais para mim.

Agora convido-o a visitar os "Momentos Perfeitos" e acompanhar o relado da minha aventura sozinha pela Tailândia.

Beijinho da Tulipa Moçambicana.

elvira carvalho disse...

Ora aí está uma pergunta a que eue gostaria de saber responder.
Um abraço