2015/10/08

Largo da Sé - Leiria : Quico e Sílvia Hingá e Zaida Paiva Nunes


No sábado, 3 de Outubro de 2015, Dia de Música em Leiria.
Quantas décadas de vida a ajudar a preencher o Largo da Sé em Leiria.
O meu amigo Quico Hingá, sempre aqui viveu, desde há quase 90 anos.

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Com aqueles azulejos belíssimos por trás...

as-nunes disse...

É verdade, Graça.
Nem imagina a pena sentida pela família ao pôr à venda aquele prédio.

Mas a vida é assim, não se compadece com o sentimento das pessoas. Está em causa a preservação dum prédio histórico, referência incontornável da imagem de Leiria, do seu Centro Histórico, de associações românticas com Acácio de Paiva, Eça de Queirós, o seu célebre romance "O Crime do Padre Amaro", do ambiente clerical da Diocese de Leiria, do Largo da Sé de Leiria.

Nessa casa nasceu um dos meus filhos, em 1974, aí vivemos momentos inolvidáveis, os tempos do Verão Quente de 1975, o auto-de-fé dos livros e papéis do Dr. Vareda (por causa do MDP/CDE), nesse dia, a tropa disparou para o ar rajadas de G3, dois tiros ficaram incrustados na parede da casa, ao nível do 2º andar, à volta duma janela onde estavam a Zaida e o seu pai, Não houve um incêndio mortífero naquela zona da cidade, por mero acaso....

Enfim... o dramático, mo meio disto tudo, é que tive ocasião de observar a atuação dum grupo organizado em comando treinado para lançar cocktails molotov ... vieram pela rua D. Sancho I, com objetivos nitidamente definidos...