2017/03/22

Leiria na rota do 4º Aniversário do «Jornal Sem Fronteiras - Brasil e Comunidade de Língua Portuguesa por todo o Mundo.


Obrigado, prezado amigo e Dr. Arménio dos Santos Vasconcelos, por se ter lembrado deste sempre admirador da sua imensa obra em prol da Cultura e da Lusofonia.

Arménio Dos Santos Vasconcelos Antonio Nunes e Esposa, Zaida, cada um por si, irão ser justamente galardoados, no dia 23, pelas 15 horas, no Castelo de Leiria, com o Vereador da Cultura, Dr Gonçalo Lopes, o escritor Vieira da Mota, a artista Clotilde Fava, o homem do Leiria sobre Rodas, Filipe Vasconcelos e outros. Venham ao Castelo assistir !

(p. 8 do Diário de Leiria de 20 de março de 2017)
-
Em modo DISPERSO… (XXXIII)
(António Nunes)

Leiria na rota do 4º Aniversário do «Jornal Sem Fronteiras»
ACLAL, Mosteiro da Batalha, Castelo de Leiria

O que é o “Jornal Sem Fronteiras”, estará o leitor a perguntar? Qual a sua ligação com esta Região que justifique uma crónica no Diário de Leiria?
Antes de mais convém frisar que o «Jornal Sem Fronteiras» é uma iniciativa da escritora e jornalista brasileira Dyandreia Portugal. Enquadra um projeto de Rede Mídia de Comunicação e Editora Sem Fronteiras  de envergadura notável, na medida em que está a conseguir o seu objetivo fundamental, que é a promoção de iniciativas editoriais e de eventos com vista à divulgação da Arte e da Cultura em todos os Estados Brasileiros e em mais 27 países onde se fala a língua portuguesa, predominantemente ou não. Esta iniciativa é fortemente apoiada em Portugal pela ACLAL – Academia de Letras e Artes Lusófonas, cujo Presidente da Direção é o Dr. Arménio Vasconcelos, com ligações íntimas e de longa data a Leiria, como advogado, empresário, escritor e amante das Artes e das Letras em geral. O autor desta crónica ocupa, presentemente, o cargo de Presidente do seu Conselho Fiscal.
O «Jornal Sem Fronteiras» possui tiragem bimestral e a sua presença não tem fronteiras estabelecendo-se por todo o mundo através dos seus colunistas, Galerias de Arte, Museus, Bibliotecas, Associações, Academias, Feiras Literárias, Exposições de Artes, Lançamentos Literários e outros Eventos Culturais.
O seu principal representante em Portugal, a ACLAL, tem sede em Além do Rio - Gafanhão – Castro Daire e foi constituída em 17 de Julho de 2009.  Ficaram registados para a posteridade como sócios fundadores, entre outros, os leirienses (por naturalidade ou por adoção), Arménio Vasconcelos, Adélio Amaro, António Nunes, Soares Duarte (já falecido mas para sempre lembrado), Vieira da Mota, Filipe Vasconcelos…
O «Jornal Sem Fronteiras» comemora este ano o seu 4º Aniversário, em Portugal, com um programa recheado de iniciativas culturais especialmente dirigido à sua numerosa comitiva que vem diretamente do Brasil e que se junta aos elementos que vêm de outros pontos do globo. Esta impressionante jornada Comemorativa e de cultura em Portugal terá, também,  a participação da APP – Associação Portuguesa de Poetas, Universidades de Lisboa e Coimbra, Instituto de Camões, Museus Maria da Fontinha e de Almofala, Mosteiro da Batalha, Castelo de Leiria – Câmara Municipal de Leiria, ABD – Associação Brasileira Desenhos e Artes Visuais, Cia Arte Cultura, ALAIS – Académie de Lettres et Arts Luso Suisse.
O ponto de encontro e início das comemorações é Lisboa. A esta comitiva inicial juntar-se-ão muitos portugueses,  particularmente ligados à ACLAL,  ao longo do percurso das várias atividades que ocorrerão entre Lisboa, Sintra, Cascais, Óbidos, Batalha, Leiria, Almofala, Coimbra, Viseu, Além do Rio, Porto, Braga.
As ações previstas decorrem de 16 a 31 deste mês, começando no Hotel Pestana (Palácio Valle Flor) com uma Festa de Gala de Aniversário e Cerimónia de Homenagens. No dia 17, no Museu da Farmácia, ainda em Lisboa, ocorre um Encontro de Escritores Lusófonos, com palestras, performances e apresentações musicais. Nesta oportunidade o Dr. Arménio Vasconcelos apresenta uma comunicação sobre farmácias, focando-se naquela que foi a mais antiga farmácia de Leiria e que permanece, com a sua vistosa fachada de azulejos azuis, como um dos principais ícones da cidade. A sua ligação íntima ao enredo de “O Crime do Padre Amaro”, ao grande Eça de Queiroz e ao lídimo poeta leiriense Acácio de Paiva, não podia ficar esquecida, evidentemente. Trata-se, como está bem de ver, da «Pharmácia de Leonardo da Guarda e Paiva», no Largo da Sé, na qual nasceram várias gerações de Paivas, de Telles e Paiva e de Paiva Nunes.
No dia 23 do corrente mês a caravana tem programadas duas sessões culturais e de entrega de Diplomas, de manhã no Mosteiro da Batalha e da parte da tarde, pelas 15 horas, no Castelo de Leiria. No decorrer desta sessão serão galardoados com Diploma de Reconhecimento ao Mérito, os seguintes ´leirienses`: António Nunes (escritor), Clotilde Fava (artista), Filipe Vasconcelos (Leiria-sobre-Rodas), Gonçalo Lopes (Vereador da CM Leiria), Vieira da Mota (escritor) e Zaida Paiva Nunes (escritora/poeta).
No dia 24, os académicos brasileiros e da ACLAL vão apadrinhar a inauguração e apresentação do Espaço Casablanca, em Almofala (distrito de Leiria), que se destinará à divulgação de produtos agro-silvo-pecuários daquela região e de todos os possíveis aspetos da cultura, v.g. poesia, livros de autores regionais, escritos de académicos da ACLAL, com tertúlias, reuniões e concertos. Um dos palestrantes neste evento será Prates Miguel, advogado, com crónica às segundas feiras no Diário de Leiria e Presidente da Mesa da AG da ACLAL.
-
António AS Nunes

 (nunes.geral@gmail.com)

2 comentários:

Graça Sampaio disse...

Muitos parabéns!! A ambos.

Beijinhos

as-nunes disse...


Ogrigado, minha amiga.

Esta iniciativa do «Jornal Sem Fronteiras» e da ACLAL tem um alcance muito vasto e ainda mal conhecido.

Esperemos que nos próximos tempos se possa promover uma maior divulgação dos objetivos desta Parceria de Artes e Letras Lusófonas.

Beijinhos nossos