2008/03/08

maia, giesta branca, leiria

Giesta-branca em flor - 6mar2008 - Pousos - Leiria


Maias(**) em flor - 6mar2008 - Pousos - Leiria



Ampliando-se as imagens (clic) confirma-se a diferença entre a giesta-branca Cytisus multiflorus (Fabaceae) e a maia(*) . Inclusivé no que respeita ao tipo de arbusto em si. Nesta zona de Portugal florescem na mesma altura mas a origem da designação de maia tem a ver com o facto de que, particularmente na Beira-Alta ser uma flor muito usada para apelar às festas populares de Maio. A verdade é que estamos em princípios de Março e ela aí está em pleno vigor. Mais tarde (parte final da Primavera e princípio do Verão - pelo menos assim era, mas com as alterações do clima nunca se sabe) aparecerá a giesta-amarela.

Consta também que às maias também se chamam dedaleiras. Pelo que li, as dedaleiras não têm nada a ver com estas flores a que estou a chamar maias, porque ouvi da tradição popular da Beira-Alta. Note-se que a dedaleira tem a classificação científica de digitalis - há várias espécies de cores e tamanhos grande e pequeno - mas não se pode confundir com esta maia que vos estou a apresentar.

Resumindo: vou socorrer-me do dias-com-arvores: consultando os posts publicados neste super-blogue botânico e ecológico... tenho que me interrogar e voltar para deixar aqui a informação correcta.

Afinal este arbusto de flores amarelas chama-se maia ou tem outro nome?

Terei que voltar ao tema...
- ACTUALIZAÇÃO: Por sugestão do Paulo (v. comentários) fui verificar numa enciclopédia botânica a Coronilla emerus, cuja fotografia coloquei ao lado do conjunto giesta-branca e ... maias?
Depois de observar a imagem à lupa parece-me que não restam dúvidas. Trata-se, de facto, da CORONILLA EMERUS. (depois da informação de que o nome popular será pascoinha, poderemos fazer a opção que segue:)
-(a sugestão de Maria Carvalho:)
Significado de Pascoinha
(**) pascoinha sf (dim de páscoa) Bot Planta leguminosa (Coronilla glauca), de flores amarelas, que floresce pela Páscoa.

Posted by Picasa

10 comentários:

Jofre Alves disse...

O Minho é um festival de giestas, mas infelizmente não tenho o mais pequeno dom de distinguir nenhuma das suas variedades, que vejo aqui bem explicadas e representadas. Boa semana meu caro.

Alda M. Maia disse...

Está a ver como o meu apelido é bonito?!
Um abraço
Alda

as-nunes disse...

Sempre atenta. Sem dúvida que as maias, segundo a tradição, constituem um momento bonito da vida das comunidades rurais (mais noutros tempos que agora). De qualquer modo as maias são flores (só ainda não consegui relacionar se estas que agora estão em flor são as ditas ou se teremos que esperar pelo meio da Primavera).
Muito gosto em a receber por este sítio e ainda bem que lhe conhece o caminho.
Um abraço
António

Paulo Araújo disse...

Caro António:

Suponho que "maias" é o nome que se dá vulgarmente a todas as giestas (género Cytisus) de floração amarela. É difícil distingui-las umas das outras - eu próprio nem tento -, sendo preciso atender a detalhes minúsculos. Só a giesta branca, por motivos óbvios, é fácil de identificar taxativamente. Contudo, é sabido que as giestas amarelas mais comuns em Portugal pertencem a duas espécies: Cytisus striatus e Cytisus scoparius. Talvez este ano elas estejam adiantadas, mas pode ser que a floração se prolongue até Maio. Essa sua giesta branca é de fazer inveja.

Anónimo disse...

Oi primo.
È com imenso prazer que retorno, já curada do braço, para te agradecer por mais estas lindas fotos, giestas iguais a estas fizeram parte da minha infância, por vezes usada para fazer vassouras para varrer a casa, mais uma vez muito obrigado, olha dê um grande abraço em seu pai pelo próximo dia 13, quando completa mais uma primavera, lembranças para a família, espero que todos estejam bem.
beijos, nevitas

as-nunes disse...

Olá prima Nevitas
Sabe-me sempre muito bem ler as tuas palavras, a fazerem-me recordar os anos 40/50 e o que era a vida nas aldeias de Portugal nessa altura.
E tenho saudades! Nostalgia talvez!
A giesta mais comum lá na nossa terra é a giesta amarela mas não esta que coloco nesta foto. E essa sim também tem a designação popular de giesta-vassoura porque com elas faziam-se vassouras, bem me lembro, parece que as estou a ver nas mãos das mulheres lá de casa da avó Neves. Os homens não as usavam, pois não?!
Nós cá vamos andando, nas ondas da vida, tal como o Oceano que nos separa.
Vou passar a tua lembrança dos anos do meu pai...
Beijos daqui.
tonito
(lembras-te quando chegava ao Casal, vindo do Porto a falar com o sotaque tripeiro?)

Paulo disse...

Caro António, esta sua planta de flores amarelas faz-me lembrar a Coronilla emerus, muito parecida com a giesta. Veja aqui.
Talvez alguém esclareça... A branca é mesmo um esplendor.

Paulo disse...

António, espero não o ter induzido em erro.

Maria Carvalho disse...

O Paulo tem razão, é um exemplar de Coronilla, que floresce nesta altura e a que chamamos carinhosamente "pascoinha".

Mai disse...

Encontrei este espaço, fazendo busca com a tag - 'maias'.

Belas flores e uma agradável surpresa encontrar tantas informações. Seguirei lendo o blog.

muito bom!