2008/08/17

Por favor, tratem bem das árvores


Que futuro vai o destino reservar a estas duas árvores, nascidas precisamente na Primavera deste ano de 2008?
Da esquerda para a direita:
1) Carvalho, Quercus Robur, fotografado um dia destes numa manhã de orvalho. recolhida numa valeta da Rua Ramalho Ortigão(*);acabadinha de nascer, ainda vinha com a bolota mãe.
2) Acer Negundo(*), colhido num recanto da Praça 5 de Outubro de 1910, nascido ao acaso, sob a protecção do lancil dum dos canteiros públicos. Ainda se conseguem aproveitar outros espécimes, se se observar com alguma atenção aquela área pedonal. Pelos vistos, as sementes germinam com facilidade. Só não consegui observar o nascimento de nenhuma Melia Azedarach, a árvore que lá foi plantada com abundância. Diria mesmo, com exagero e que preferia que lá tivessem sido plantadas árvores autóctones. Árvores mais frondosas no Verão, que aquela área é grande e muito desprotegida da força do Sol. Porque não Carvalhos e Pinheiros mansos? Não crescem com a rapidez suficiente para apresentar serviço imediato? Pois.Se os nossos antepassados tivessem pensado da mesma forma, o que seria de nós, dos nossos monumentos, árvores e infra-estruturas antigas mas operacionais, de que nós nos servimos ainda hoje? Por exemplo, o Mosteiro dos Jerónimos e toda a imensa variedade de árvores de grande porte e de crescimento lento, de que hoje usufruímos. Nalguns casos, abatidas só na ganância do lucro fácil, como é o caso de certos cortes de árvores, por exemplo.
.
Estas árvores estão sob a minha protecção pessoal numa maternidade botânica caseira, na Barreira - Leiria. Tenho 61 anos e gostaria de ainda as ver, pelo menos da minha altura, eu que meço 1,78m. (Peso, 87 Kg, só para completar os meus dados físicos básicos. Já agora que aqui cheguei!...).
Se me acontecer alguma coisa, entretanto, por favor, tratem bem delas!
(*)nota: Estamos em Leiria.
Posted by Picasa

5 comentários:

tibeu disse...

De volta e deixando um beijo cantarolando a amizade,aqui está a tibéu a fazer uma visita. bj
Até breve

tibeu disse...

De volta e deixando um beijo cantarolando a amizade,aqui está a tibéu a fazer uma visita. bj
Até breve

as-nunes disse...

Agora sou eu que estou uns diazitos de férias.
Vamos lá a ver as minhas "meninas" não secam
Bj

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Boa sorte para essas pequenas árvores e, sobretudo, muitos parabéns por esse espírito salvador, como já antes tinha demonstrado no passado em relação a uma árvore dobrada no separador de uma estrada.

Um abraço.

as-nunes disse...

Viva Pedro.
Espero que esteja em plena forma a gozar férias.
Estive uns dias em Viseu. Já nem me lembrava da quantidade de Quercus Robur que há naquela zona.
Pena, ainda se cortar esta árvore para fazer lenha...
Um abraço
António