2012/02/12

Porque amanhã é 13 de Fevereiro!...


Se eu morasse aqui nesta povoação, ali mesmo ao lado do santuário de Fátima, se calhar nem comprava relógio de pulso. Claro, teria que passar o meu tempo por ali perto, aliás bancos públicos para repousar e local etéreo para dormitar sobre o que o pensamento discorre continuamente, qual marioneta comandada por um fio impercetível,  é o que mais há naquelas redondezas.

Ora então vamos ao que me trouxe aqui, agora, muito prosaicamente, que já tenho o cérebro cansado de tanto pensar, vejam lá que até já faço parte de um clube dos pensadores, cujo blogue frequento com assiduidade, mas matamo-nos a apregoar as maleitas deste mundo e do nosso país, e a vida, traiçoeira, sádica, demoníaca, dinheiro como objetivo máximo, continua na mesma. 
O Homem não tem emenda. Será que algum dia conseguirá mudar de rumo, tornar a vida mais fácil para todos, promovendo uma vida efetivamente comunitária?

Então:

O Sol, que até abunda neste país extremo Oeste da Europa, proporciona um dos melhores e mais eficazes relógios do planeta. Esta fotografia foi tirada eram para aí umas x horas - y minutos, seguia eu de carro, parei e virei-me para Nascente.

Dado que estamos em meados de Fevereiro, mais minuto menos minuto, que horas seriam?
Eu cá tenho uma referência importante e, portanto, até nem tinha grande dificuldade em precisar a hora local exata, mas deixo-vos aqui este desafio.

Que horas seriam quando eu, sempre aluado a ver imagens encaixilhadas, me decidi a tirar mais uma das milhares de fotografias que já tenho no meu currículo de eterno amador, fotografia de ocasião do que me vai ocorrendo?...

E esta hem? 
Olha como o Fernando Peça também veio à baila!...
-
Daqui a umas horas farei xx anos, diz que nasci em 1947, portanto... 
Sexagenário oficialmente assumido, que remédio!
O Tempo bem pergunta ao tempo quanto tempo o Tempo tem, mas o tempo não tem resposta, limita-se a prosseguir a sua marcha, indiferente, qual sombra a acompanhar as evoluções do Sol, sem apelo nem agravo!...
-
nota:
Continuo a arriscar-me a escrever segundo o Novo Acordo Ortográfico 
(penso eu que sei algumas regras básicas, que as de mais pormenor ainda não as assimilei, nem sei mesmo se as mais elementares já as consigo usar com rigor; é que estou mesmo sem pachorra nenhuma para ler com olhos atentos os livros que comprei sobre a matéria. E os filólogos, Deus meu, quem os atura, com carradas de razão para se insurgirem contra este "atentado à Língua Portuguesa"?...)

Afinal alguém me sabe dizer se o tão propalado (des)Acordo Ortográfico sempre vai avante ou não?!...

15 comentários:

Catarina disse...

Gosto da foto.
14:05? : )

as-nunes disse...

Quase...Catarina,

Obrigado pelo piropo da foto, mas o Sol e a sombra e o momento e a sorte é que determinaram aquela fotografia!

Bj

Rui Pascoal disse...

Eu diria que foi mais tarde... e mais não digo.
:)

Isabel Soares disse...

Eu acho que seria de manhã. Ao meio dia a sombra do sinal apontará o Norte e o António diz que se virou para nascente. Logo a sombra do sinal ainda não chegou ao ponto cardeal Norte. Seriam 10h. da manhã, mais ou menos.

Isabel Soares disse...

Parabéns. Feliz aniversário. Desejo-lhe muita saúde, alegria de viver e que desfrute dos miminhos dos seus familiares por muitos, muitos mais anos.

elvira carvalho disse...

E porque hoje já é 13 de Fevereiro, parabéns . Que o ano que hoje começa para si seja um ano de muita saúde e felicidade. Interessante a foto mas não arrisco a hora.
Um abraço e tudo de bom.
Ah! 47 foi um bom ano. Foi o que eu escolhi para vir ao mundo...

as-nunes disse...

1947 foi um ano sensacional.
Nasceu mais um António, no Casal, Viseu, que, mal abriu os olhos foi para o Porto e lá viveu até aos 8.
Dos 8 aos 16 voltou à sua terra natal, mais propriamente andou, de casa em casa (a minha mãe não parava sossegada em nenhuma casa, nunca percebi muito bem qual era o seu problema, falámos vagamente sobre o assunto) em plena cidade de Viseu.
Voltou ao Porto para estudar no ensino médio/superior (era assim uma coisa híbrida, nem era carne nem era peixe, o estatuto do nosso Instituto), após o que veio para Leiria, estávamos já em 1966.
Tropa, casamento, Moçambique, 2 filhos, a Inês nasce lá, voltamos e por cá ficámos (Leiria).

C´est la vie!
... (seguirá...)

as-nunes disse...

Isabel, de reparar que a sombra estaria assim a modos que orientada no sentido NE. (+-).

Muito obrigado pelos parabéns, este post faz lembrar as véneas dos artistas a puxar ao aplauso ehhe

Um abraço

Justine disse...

Nem sei por onde começar, mas começo por te dar uma abraço(virtual, terá que ser) de parabéns pelo aniversário e por teres entrado oficialmente na velhice:))))))Vai acontecer-me o mesmo daqui a mais ou menos um mês(a colheita de 47 é de facto excelente!)
Depois, vou arriscar responder ao teu desafio baseado na feliz foto que nos mostras:seria meio-dia?
E por fim o meu "statement" sobre o acordo ortográfico: sou filóloga, o acordo é um disparate científico e eu recuso-me a usá-lo!
Um abraço de vizinha:-)))))))

Alda M. Maia disse...

Já tinha ouvido dizer que hoje,13 de Fevereiro,haveria aqui um aniversariante. E há mesmo.
CEM destes dias, António.
Um grande abraço
Alda

as-nunes disse...

Justine

Muito obrigado pela visita e pelas simpáticas palavras que me endereças neste dia 13 de Fevereiro, para mim o primeiro...

O dia está bonito, lindo até demais, não mereço tanto, para um dia de Inverno, frio mas soalheiro e luminoso que até faz estremecer a alma.

É bom ter boa vizinhança, daqui vai também um abraço
:))

as-nunes disse...

Alda,

Afinal hoje estamos a comemorar mais um dia especial, da nossa dedicação particular: o Dia Mundial da Rádio; só é pena os radioamadores já andarem de bits digitais em vez de herts etéreos e estarem a esquecer estes.

O tempo e a evolução tecnológica não perdoa os românticos!

Um grande abraço, obrigado pela prenda da sua visita,

António

Isabel Soares disse...

Pois se eu considerei que só ao meio dia é que a sombra chegaria ao ponto cardeal Norte e tendo em conta que estava virado para Nascente e quase não havia desvios porque a sua sombra(?) aparece quase paralela à do sinal, a deste só poderia apontar o Nordeste. Afinal que horas eram? Acertei ou não?

as-nunes disse...

Boa discussão, Isabel, a astronomia é uma ciência exata, deve ser segundo dizem, a verdade é que eram 5m para as 16h00, às tantas eu é que estou desnorteado!

Mas as suas contas estão de acordo com os cânones, digo eu que sou gestor de contas de empresas e toc!

Isabel Soares disse...

Pois amigo, um de nós tem a bússola avariada! Looooollllllllll