2012/06/02

Leiria - marachão, um recanto de encantar. Não o deixemos morrer!...





Esta faia de Leiria
de tons púrpura sem par
sem ela não haveria 
este recanto de encantar.

Um conjunto harmonioso
liquidambar, padreiros e tílias
enlaçados no Lis mavioso
retiro de luz em vigílias.

A ELE me seja permitido
aqui pedir uma só bênção
que finalmente seja proibido
um´árvore morrer d´arrancão.

E se assim tiver de ser
o ciclo de vida findar
que se faça reviver
este recanto de encantar.

A este recanto de encantar já lhe foram amputadas duas árvores: 
- Uma outra faia púrpura
- Uma Melia azedarach (escultural, sem igual)

Vejam-se as fotos que aqui já tive tempo de deixar em registo, neste link
Não o deixemos morrer!...

8 comentários:

Catarina disse...

Gosto das fotos, particularmente da primeira... e do poema tb. : )

as-nunes disse...

Obrigado, Catarina, um elogio sobre as fotos, vindo de si, sabe sempre bem.
Também gosto muito das suas fotos, vê-se bem que gosta de fotografia e tem o dedo pronto para o instantâneo.
Ai o instantâneo! Há lá maior prazer do que sentir que aquele momento do clic é único!?

Bom fim de semana,

Adriana Roos disse...

António, a arvore é linda, não deixe que a cortem!!1 Façam um movimento, sei lá, mas nao deixem cortar mais uma...

Luís Coelho disse...

As árvores são toda a riqueza que bordam o nosso poético rio Lis.
Parece.me que deviam plantar mais sem nunca destruir as existentes.

É pena que nestes últimos dias o rio tenha sido sujo com uma rotura nos depósitos das bombas de combustível da Guimarota.

as-nunes disse...

No recanto a que me refiro deviam ser plantadas as duas árvores que tiveram de ser abatidas, diz que por velhice.

Aquele é um dos recantos de maior encantamento do marachão...talvez de toda a cidade de Leiria!...

Titania disse...

Very beautiful and sensual pictures.

Graça Sampaio disse...

É muito linda a margem do rio! Com as árvores e tudo e tudo... É muito bonita a cidade, de facto!

ana ramos disse...

O percurso pelas margens do rio até à cidade foi sempre o meu favorito. Fiquei triste quando o "cortaram" ao meio. Era bom que não cortassem mais nada.É um ambiente idílico. E as fotos estão um espanto. Parabéns.