2017/12/16

Zaida Paiva Nunes a falar sobre Poesia (fragmento)

No dia 10 dezembro de 2017 teve lugar na sede da AJPH Potencial Humano Atemphar um encontro subordinado ao tema "A Poesia e o Ser humano".
A apresentação e coordenação esteve a cargo de Clara Paulo, que nos brindou com uma exposição em powerpoint muito bem gizada e pedagógica. Foram lidos vários poemas, quer da própria Clara Paulo quer de outros poetas e o acompanhamento musical do agrado geral foi da responsabilidade de: 
Músicas: Inês de Luisa Sobral; Amar pelos dois de Salvador Sobral e City of Stars (filme La La Land)
Marta Costa Malheiro (voz) e Inês João (piano).
Mais pormenores se podem observar segundo o endereço do Facebook: https://www.facebook.com/claramariapaulo/posts/1764424733570067

2017/12/13

Leiria, o Castelo de Leiria e o designado Edifício Korrodi construído no sopé do castelo

Começo a não ter grande paciência para me aventurar na intervenção político/cívica, que é tempo de as novas gerações desempenharem esse papel. Afinal é o seu futuro que está diariamente a ser jogado no tabuleiro das decisões das autarquias de Leiria, Câmara Municipal, Assembleia Municipal e a própria Junta da União das Freguesias de Leiria, etc etc. 
Fui militante do Partido Socialista Português desde 1975 até 2012+-, altura em que decidi retirar-me das lides partidárias. É certo que acabei por integrar a Junta da minha freguesia onde resido atualmente, como independente numa lista do PSD, mas isso significou simplesmente que considerei que devia aproveitar o ensejo que me era proposto para trabalhar em prol da comunidade. 
Foi o que fiz durante 8 anos, 4 na Junta de Freguesia e outro mandato na Assembleia de Freguesia. Deixei escrito um livro sobre essa extraordinária experiência: "Caminhos Entrelaçados - na freguesia da Barreira-Leiria", ed. de 2015. Por aqui ficarei, com muitas probabilidades, até ao fim da minha vida...
-
Mantenho este blogue ativo desde 1996 e, nessa perspetiva, penso que não será descabido deixar aqui (talvez que possa vir a ter interesse como memória futura e acessível)uma resenha do que tenho acompanhado nas redes sociais e na comunicação social. Este verbete tem como base as intervenções públicas de Fernando Costa no Facebook. FC é, pode-se dizer, o porta voz da Oposição à atuação da Câmara Municipal de Leiria. Ainda bem que se vai manifestando. No entanto, contra maiorias absolutas é muito difícil remar, mesmo com argumentos de peso. No caso em apreço esses argumentos são fortes e deviam levar os habitantes de Leiria e os que votam no concelho a pensar em como deviam ser mais intervenientes no questionar algumas decisões de quem quer, pode e manda. 
Repare-se nesta sequência de fotografias e textos:










Será que a construção deste edifício obedece com rigor aos mais elementares princípios de preservação do morro da Pena (onde os moçárabes construíram a primeira fortificação e que deu origem ao nosso Castelo)do ambiente social e de planeamento urbanístico devidamente enquadrado com um monumento nacional, o maior ícone de Leiria?! 
-
Endereço do FB de Fernando Costa.
https://www.facebook.com/fcosta2009/posts/1762423943770204
---

Alguns comentários extraídos do FB:


Diana Guerreiro Tipicamente, em Portugal, não há nenhum cuidado com a envolvência de um edifício. Nenhum zelo pela harmonia urbana. Zero. Um cancro de betão no meio do centro histórico.

Gosto
Responder
3
4 h

2017/12/03

Zaida Paiva Nunes, na Escola Secundária de Alcanena, enquanto Escritora



A convite da Biblioteca Municipal Dr. Carlos Nunes Ferreira, a escritora Zaida Paiva Nunes irá estar presente no próximo dia 4 de dezembro, às 10h, na Escola Secundária de Alcanena.
Esta atividade está integrada na Feira do Livro da ESA.
Será promovida 1 sessão às 10H para os alunos do 1º ciclo do Ensino Básico das Escolas de Bugalhos e Malhou.

-
A sessão correu lindamente. A participação das crianças foi muito viva.
A história que a Zaida utilizou, de sua autoria, tem o título a "Preta dos Carvões e os Sete Sabichões", teve uma recetividade muito cativante. Nas paredes do auditório da ESA foram dispostos 13 cartazes com colagens, desenhos e texto alusivos ao tema.
Eis a reportagem fotográfica possível:
















2017/11/30

Cartas do Peru dos Olivais; 88 depois foi escrita a IV carta...





Conforme o que já está registado na página do FB de Zaida Nunes:

O Natal está aí. Com todas as suas velhas e novas tradições: o presépio, a árvore de natal, as filhós, o peru. E por falar em peru; lembrei-me das "Cartas do Peru dos Olivais" do poeta Acácio de Paiva. Três cartas. Escritas nos primórdios do séc. XX. E como em Portugal é hábito importar tudo o que é americanice - o black friday, o dia das bruxas, o pai natal - lembrei-me: e porque não importar a tradição de comutar a pena a um inocente peru condenado à morte apenas para cumprir uma outra tradição?
Pois é!!! Talvez o "nosso" peru escrevesse a IV carta...

IV
"Adorada peruazinha:
Deu-se o milagre!
Estava já de faca nas goelas,
A tigela pró sangue, com vinagre...
Bateram à porta, às janelas.
Alguém gritou:
"Suspendam tudo!
O Presidente a pena comutou!
Comam o recheio,
Juntem-lhe tofu
Ou papas de centeio...
Mas libertem o peru!"
Vou, já, já, pôr-me a caminho
Minha perua querida, amorzinho.
Lisboa, nunca mais!
Até amanhã e mil beijos do teu
Peru dos Olivais"
-
Zaida Paiva Nunes
(As três "Cartas do Peru dos Olivais" foram publicadas por Acácio de Paiva em 1929 nas suas "Fábulas e Historietas".)











Que tenham um bom Natal. Com peru ou sem ele...

2017/11/19

Seca extrema em Portugal - ano de 2017







O texto que se segue retirei-o do FB da Rosário. Voz de poeta.
----
Maria Rosário De Oliveira
Não se reconhece a beleza do céu rosa ao pôr do sol. Melhor fora se cinzento fosse.

Perde-se o verde por toda a Península. A água escasseia e mostra aldeias perdidas e monumentos alagados. 
Nas fontes escorre um fiozinho ou vê-se o aviso de corte de água.
Pastores, agricultores, apicultores olham o longe do céu em busca de nuvens, que não estão.
O turista já não vem e nem os cogumelos crescem. Perde-se o ditado "crescem como cogumelos" nesta paisagem castanha, inóspita, nestes lugares beges, tristes. Por ora, remedeia-se a situação com soluções temporárias: vai água, vai alimento seco para os animais... mas todos sabem que isto não resolve. Deitam olhares de esperança à imagem da santa na igreja da aldeia. Será que lhes (nos) vai valer ou já nada há a fazer neste andamento que o homem iniciou, há muito tempo, sem pensar no tal desenvolvimento sustentável?
As paisagens da nossa terra parecem-se assustadoramente com aqueles filmes do futuro, apocalípticos e longínquos. Isto faz -me triste. 
Eu agora ficava mesmo feliz com um dia cinzento, cheio de chuva. O sol é magnífico e o tempo bom fantástico, mas já chega.

2017/11/01

Noite de Fados - Taverna do Alberto - Leiria



À meia noite cantou-se "Parabéns a você".
Maria Padrão entrava no dia do seu Aniversário.

Comeram-se almojávenas (especialidade de Zaida Paiva Nunes) e brindou-se com champanhe.

Fadistas (Andreia Matias e Emanuel Soares) de alto gabarito, superiormente acompanhados à guitarra e viola, respetivamente por prof. Arménio de Melo e Gilberto Silva.
---
nb.: para quem quiser saber das «almojávenas» é só seguir o link, neste blogue: 
http://dispersamente.blogspot.pt/search/label/almoj%C3%A1venas.
---
Taverna do Alberto.
Conhecia só de nome. Gostei muito e fiquei fã, da cozinha e deste conjunto de Fado. 




2017/10/26

Poetry Slam: A terra anda louca: poema de e dito por Zaida Paiva Nunes


Decorreu, no dia 7 outubro de 2017, no MiMO em Leiria, o último Poetry Slam Leiria, antes da grande final em Lisboa, que terá lugar entre hoje e sábado em Lisboa. A grande dinamizadora deste evento é a Carla Veríssimo. 
(ver FB https://www.facebook.com/VerissimoCarla )
O Pedro Silva (FB https://www.facebook.com/pedro.silva), um dos que mais valorizaram este evento ao longo do ano, tem uma conta no youTube com o seguinte endereço: 
https://www.youtube.com/channel/UC6Q15a6ykSdevISqhx2IQXA
Aqui tem publicado, com o intuito de divulgar alguma da poesia que se vai escrevendo e dizendo em Leiria.
Mais se pode ler sobre o que se deve entender por "Poetry Slam" seguindo o link:
http://dispersamente.blogspot.pt/search/label/Poetry%20Slam%20Leiria

2017/10/24

Poetry Slam: Os primos . Poema que declamei no MiMO - Leiria,





Participei no Poetry Slam MiMO - Leiria, no dia 7 outubro de 2017.

Um poeta de poesia de cepa torta, mas é assim que me exprimo na minha ânsia de querer partilhar o que me vai na alma, num momento do tempo que vai passando por mim...

Estava a pensar nos muitos primos que vivem na floresta imensa que abrange todo o planeta. Disse-o com muita emoção, talvez que a voz até se me tenha embargado, a espaços ...

Obrigado Pedro Silva https://www.youtube.com/channel/UC6Q15a6ykSdevISqhx2IQXA )
 por teres feito as gravações e as estares a divulgar no youtube.

Um abraço.