2012/06/13

Se se utilizarem mais os jovens formados nos clubes nacionais de futebol talvez possamos vir a ser Campeões Europeus e do Mundo...


O meu neto, Guilherme Nunes de Moura, joga 
(digo eu, à moda dos tempos do José Augusto, do Eusébio, Simões, Torres, Águas...velhos tempos do Glorioso Benfica, só com jogadores portugueses, era dos Estatutos, não havia exceções) 
na posição de extremo direito.
Tem boa visão de jogo, boa corrida e bom domínio de bola!...

Os seus colegas são todos bons a jogar futebol e fazem uma boa equipa!
Tinham acabado de ganhar um torneio de futebol, vencendo, na final, o União da Serra, clube de Santa Catarina da Serra, ali para os lados de Fátima...

Portanto...


em tempo:
Ó Guilherme, desculpa lá, tens o coração azul como os murcões do FCP, mas eu sou lampião, como bem sabes, tem lá santa paciência!
-
Se calhar, empate por empate, até eles eram capazes de empatar com a Dinamarca, 13 jun 2012!...
@as-nunes

5 comentários:

Catarina disse...

Grande jogador e com futuro. : )

as-nunes disse...

Olá Catarina, boa noite, obrigado pelo comentário.

Não é por ser meu neto, mas o rapaz tem jeito para a bola. Vamos a ver se lhes vão dar oportunidades para darem nas vistas e virem a substituir os craques de hoje, com melhores resultados, claro!
:))

elvira carvalho disse...

Oxalá amigo. Mas infelizmente em Portugal não há o hábito de valorizar os portugueses. E olhe que mereciamos. Temos, cientistas, escritores e atores ao nível dos melhores em todo o mundo. E em futebol também mas os clubes preferem ir buscar jogadores ao estrangeiro, alguns de qualidade duvidosa a darem uma oportunidade aos portugueses.
Um abraço e boa sorte para o neto, que se tem coração azul só pode ser boa pessoa, sem ofensa para os que o têm de outra cor que gostos aceitam-se, não se discutem.

as-nunes disse...

Veja lá, Elvira, como as coisas são. Nasci em Viseu, mas vivi no Porto, até aos 8 e, mais tarde, dos 16 aos 19.

Mas sou Benfiquista de gema!

Quanto aos miúdos que andam, todos entusiasmados nas Academias de formação dos vários clubes, só uns quantos, poucos, é que conseguem vir a ter visibilidade suficiente para poderem vir a ser Cristianos Ronaldos e compª. No meio disto tudo, entretanto, envolvem-se interesses financeiros de enorme monta que, em muitos casos, destroem a eventual carreira dos jovens.
Basta ser convocado ou não (quantas vezes sob a pressão desses tais interesses) para jogar nas Seleções, aí faz toda a diferença!

É este o mundo cão em que vivemos!

Está na hora!

as-nunes disse...

Ai Ronaldo, Ronaldo!...

A seleção de Portugal lá conseguiu ganhar 3-2, mas o Ronaldo deve andar de candeias às avessas com os deuses da bola!...

Tanta azelhice seguida do melhor jogador do mundo!...