2006/09/10

FAIA/CHOUPO? - Sombra refúgio para trabalhar (ver também actualizações e poema - ao fundo)

Em Leiria, no Largo Cónego Maia. Com as requalificações de toda aquela área, será que esta árvore vai sobreviver? Outra, talvez com a mesma idade já foi derrubada no decorrer das obras de requalificação do Jardim Luís de Camões. Recentemente. Aquela que ficava junto à estátua aos Combatentes do Ultramar, quem seguia para a Avenia Heróis de Angola. Sei que há um projecto, que foi aprovado, que talvez ninguém tenha reclamado nos tempos e termos legais, mas não concordo que, no centro duma cidade da actualidade, não se adaptem os projectos às árvores já existentes, algumas há mais de 100 anos.
É um choupo? As faias são choupos? Confunde-se bastante quando se diz que um determinada faia é um choupo ..., mas vou rever esta matéria.
De qualqer modo se quiser deixar um comentário sobre este tema agradecemos, o editor e os leitores deste blog.
Este post foi colocado com a intenção deliberada de provocar. Podem-nos esclarecer? Talvez os serviços da Câmara Municipal de Leiria que têm um mapa com as árvores da cidade devidamente(?) catalogadas.
Será possível alguém prestar a informação requerida por esta via?
---
  • ACTUALIZAÇÃO: 10/9/06 - 22H35
Este link proporciona informações interessantes sobre as faias. Da sua leitura fiquei com a ideia que a árvore deste post será um choupo.
Um outro sítio na Net sobre este tema é http://dias-com-arvores.blogspot.com
Muito interessantes os posts aqui colocados.
  • ACTUALIZAÇÃO: 10/9/06 - 23h50
Onde se poderá encontrar este célebre ATLAS das Árvores de Leiria?
Alguém nos pode informar pf?
Mostrem-se rapazes! Digam coisas sobre as árvores de Leiria.
Parecem-me ser muito jovens, não desanimem! Vejam se sabem porque é que substituiram as árvores centenárias que viviam no Largo da Sé, por Jacarandás, que podem ser muito azulinhos quando estão em flor mas que JAMAIS substituirão as árvores que já lá estavam e que tinham direito a continuar a viver, a dar albergue a centenas de pássaros dos mais variados, de pequeno porte, mas que enchiam o Largo e a alma das pessoas que lá viviam, com os seus gorjeios, trinados e VIDA.
  • ACTUALIZAÇÃO: 11/9/06 - 19h00
Confirmando as informações que fui colhendo parece-me que não restam dúvidas que estamos na presença dum choupo. Há vários choupos em Leiria.
Acontece que entre Leiria e a zona da BoaVista, existe uma zona a que se chamam, desde sempre, a "Cova das Faias". A verdade é que sinal de faias só as haverá do lado direito da variante auto-estrada que liga Pousos ao IC2, desembocando numa rotunda aérea (Esse troço, de 2 km, tem o traçado de auto-estrada, mas tem a velocidade limitada a 90 Km. Resultado. Quando a GNR decide que está na hora de cobrar umas multas é só assentar arraiais por ali, normalmente na Rotunda aérea. Quem vem dos Pousos, é certo e sabido que aí uns 95% dos condutores são apanhados com excesso de velocidade. Muito naturalmente dado o tipo de via que se vai a usar. É quase impossível circular a menos de 90 Km!... Enfim!).
---
-
POEMA às ÁRVORES
-
As árvores morrem de pé

Da minha janela eu via-as

Eram lindas com suas ramadas verdes
Pululantes de cantares e passarinhos;
Eram majestosas com seus troncos
Esculpidos pelo tempo, já velhinhos.

Eram sombra apetecida e procurada
Por muitos, que em devota oração,
A Leiria vinham e ali mesmo esperavam
Para ver passar a procissão.

Mas um dia alguém pensou que aquelas árvores,
Talvez por serem velhas de cem anos,
Já não tinham mais direito à vida
E que apenas lenha, eram seus troncos e seus ramos.

E vieram os homens e as máquinas
E às árvores, sem dó nem piedade,
Infligiram golpes e mais golpes
Num ritual de morte e saciedade.

Das árvores escorria-lhes a seiva
Quais lágrimas de tristeza e de dor!
E os homens continuavam a cortar
Isentos de bom-senso ou amor.

Também pela minha cara me escorreram
Lágrimas de revolta, sofrimento e dor
Pelas árvores que morriam a meus olhos
No meio de um espectáculo de horror.

E quando ainda hoje pela janela eu olho
Fico triste e por vezes choro até
Por pensar que os homens não deixaram
As Árvores morrer de pé!
-
Zaida

6 comentários:

3za disse...

Para agradecer as visitas (o tempo tem andado tão curtinho...)e dizer que enquanto houver pessoas como vocês, as árvores têm hipótese de sonhar...
Os atropelos a que já assisti em Setúbal foram recordados com esta entrada... Abraço!

al cardoso disse...

Pela cidade onde resido, tambem requalificando a avenida principal, na primeira parte do projecto decidiram derrubar todas as arvores existentes, se e verdade que plantaram novas e ate muito mais das que existiam, esse mesmo prejecto podia e devia ter sido levado a diante salvando as arvores existentes, teriam poupado dinheiro salvando arvores, algumas delas centenarias.
Felizmente na segunda faze talvez alertados por gente que pensa como nos, ja pouparam as arvores existentes.
Creio que o mesmo deveriam fazer em Leiria, cidade que conheco bem e da qual gosto muito.

Uma boa semana.

manueladlramos disse...

Esta árvore é um choupo, mais precisamente um Populus alba -ver aqui.
Não é uma faia de modo algum. Aliás a designação popular de faia-branca para os choupos, cientificamente nao tem razão de ser pois pertencem a géneros diferentes. As faias nem sequer são árvores autóctones no nosso país.

O link para o Atlas das Árvores de Coimbra aparentemente não está a funcionar.

Cumprimentos

asn disse...

Ando há mais de 20 anos a protestar publicamente contra os atropelos que se têm perpretado contra as árvores nesta terra.
Tenho algumas fotografias, algumas já com vários anos, que são de arrepiar!
Agradeço à prof. Manuela Ramos as informações mais concretas que deixou. Creio já não poderem existir dúvidas quanto à qualidade de choupo da árvore do post. Vou ver se um dia destes fotografo um bosque aqui perto que julgo ser de faias. A ver se nos entendemos.
Nunca é tarde para aprender ou tirar aquelas dúvidas...que é hoje é amanhã vamos ver como é...o tempo passa, as pessoas também se divorciam demasiado da Natureza, do seu conhecimento mais profundo e depois dá nisto. Parece que voltamos à Escola Primária do conhecimento...
António

Santa disse...

Sinto muitas saudades deste Portugal maravilhoso!!
Beijos aqui do Brasil

asn disse...

Não conhecia este blog,
santa
, uma heresia, digo eu.
Vou passar a ser visita regular.
Vou mandar-lhe uma fotografia, que talvez, possa ter a sua "piada" para a
campanha eleitoral em curso no Brasil.

Felicidades.
antonio dispersamente